sexta-feira, 15 de junho de 2018
Por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) 

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), está inaugurando Galpões Multiuso no interior do estado. As Unidades Prisionais de Ressocialização (UPR’s) de Viana e Bacabal receberam, nesta quarta-feira (13), os novos espaços que beneficiarão, de início, 183 detentos.

Os Galpões Multiuso são locais equipados para oferecer serviços de assistência social aos detentos, principalmente ações voltadas à educação e qualificação profissional.

Os Galpões Multiuso são locais equipados para oferecer serviços, principalmente ações voltadas à educação e qualificação profissional.
Representando o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, o subsecretário Rafael Velasco disse que os novos espaços proporcionam beneficiarão os internos com elevação da escolaridade e profissionalização. “O foco é garantir, de forma efetiva, a reintegração social das pessoas presas”, afirmou.

Viana

O Galpão Multiuso da UPR de Viana oferece atividades a 90 internos. No local está funcionando uma fábrica de vassouras, com 12 internos trabalhando na produção das peças. Por meio do Programa Rumo Certo, seis internos estão matriculados nos cursos de Ensino a Distância (EAD) e 20 na turma do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na oficina de artesanato são 38 detentos e no Projeto Nova Vida são mais 14.

Bacabal

Em Bacabal, 93 internos estão participando de várias atividades. Entre as ações está o trabalho em uma fábrica de chinelos que envolve quatro detentos, curso de EAD de Tecnologia da Informação para seis internos e aulas do programa EJA para mais 33. Nos cursos presenciais estão matriculados 25 internos. Os cursos presenciais são oferecidos por meio de parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Outros 25 internos participam de ações na área de produção de artesanato.

“Ainda neste mês, vamos inaugurar Galpões Multiuso em mais quatro Unidades Prisionais, no interior. São elas as UPR’s de Caixas, Pedreiras, Açailândia e Davinópolis. É algo inédito no Maranhão e demonstra o compromisso do governador Flávio Dino com a recuperação daqueles que precisam retornar aptos ao convívio social”, destaca o secretário Murilo Andrade de Oliveira.
Além de participarem da entrega simbólica dos termos de posse, Vinicius Jerônimo Oliveira, Francismar Mappes e Fernando Guilherme Moura tiveram sua primeira experiência na prestação de assistência jurídica à...
 
“Com a presença da Defensoria aqui em meu bairro, depois de muito tempo convivendo com um esgoto estourado na porta de casa, tenho a esperança de que terei essa situação finalmente resolvida”. A afirmação é do autônomo Fernando Campos, 30 anos, um dos beneficiados pela ação social realizada pela Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), com o apoio do ônibus-escritório da instituição. O atendimento em todas as áreas aconteceu no bairro da Liberdade, na manhã desta sexta-feira (15) e fez parte da programação da posse popular dos defensores públicos recém-ingressos na carreira. Além de participarem da entrega simbólica dos termos de posse, Vinicius Jerônimo Oliveira, Francismar Mappes e Fernando Guilherme Moura tiveram sua primeira experiência na prestação de assistência jurídica à comunidade. 

Ainda durante o evento, em reconhecimento ao trabalho da Defensoria como instituição de poder popular e pela atuação incansável na garantia de direitos dos mais carentes, foram certificados o defensor-geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos, o subdefensor-geral Gabriel Furtado Soares, e a diretora da Escola Superior da Defensoria, Isabella Miranda da Silva, primeira mulher a ocupar o cargo na instituição. A iniciativa da certificação partiu da Comunidade Quilombo Urbano.

slide 1
A necessidade de fortalecer a presença da instituição nos espaços sociais e o intercâmbio de conhecimento e saberes entre a Defensoria e a comunidade também foi destacada.
Para o defensor-geral, a homenagem reforça o compromisso da nova gestão com os assistidos, ao garantir ações de fomento à aproximação e à parceria com os cidadãos, os movimentos sociais e as organizações da sociedade civil. “Não mediremos esforços para deixar a Defensoria cada vez mais perto na comunidade”, destacou o gestor, ressaltando que o evento desta sexta-feira contribuiu com o processo de institucionalização da iniciativa.  

A necessidade de fortalecer a presença da instituição nos espaços sociais e o intercâmbio de conhecimento e saberes entre a Defensoria e a comunidade também foi destacada pela diretora da Esdep, Isabella Miranda, e pela ouvidora-geral da Defensoria, Rosicléia Costa, que estiveram à frente da organização da posse popular e da ação social.


Reiterando a disponibilidade da nova gestão de trabalhar pelas populações vulneráveis, o subdefensor-geral falou da importância de beneficiar os moradores da Liberdade, situada na região considerada como o maior quilombo urbano do país. “Precisamos ter um olhar diferenciado para essas comunidades. Promovendo o acesso aos seus diretos, conseguimos ajudar na redução das desigualdades”, afirmou.  

 
Representando os moradores da Liberdade, o babalorixá Vodunon Airton Gouveia resumiu sua fala em agradecimentos. “A Defensoria está de parabéns pelo empenho em lutar pela transformação da realidade do nosso povo”, ressaltou.

A posse popular e a ação social também contaram com o apoio da equipe da Superintendência de Primeiro Atendimento, do Núcleo Psicossocial e do Núcleo de Defesa do Consumidor, todos da DPE. Ainda conforme a programação, a representante das Mulheres de Matriz Africana, Ana Rosa Silva, leu o texto “Então, você quer ser um defensor público?”, de Carol Brook, defensor público federal do Estado Illinois, nos Estados Unidos. Quem foi à ação social, além de orientações jurídicas, buscou soluções para conflitos em diferentes áreas, como relações de consumo e questões cíveis.          
   

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA DPE/MA
Ronald Abreu integra o diretório municipal do partido
Grupo coordenado por ele em Paço se prepara para lançar candidatura ao Governo municipal

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE 
atallaia.baluarte@hotmail.com

O diretório do PDT luminense se organiza, atualmente, para lançar candidatura ao Governo municipal em 2020. 

Segundo informa o coordenador do projeto, filiado e membro do diretório da legenda, Ronald Abreu, a sigla tem o aval do diretório estadual para costurar alianças em torno da empreitada. 

Abreu adianta que – representando a terceira via em Paço do Lumiar-  o grupo liderado por ele já detém ampla representatividade pelos bairros locais.

''Hoje o nosso grupo, que é independente, caminha fortalecido e consolidado em Paço. Nossa meta é anunciar, daqui a 15 meses, pré-candidatura própria à prefeitura de Paço. Temos  um nome e no momento certo os luminenses saberão quem é’’, afirma Ronald. 

2020 O coordenador do Grupo Independente de Paço do Lumiar, Ronald Abreu: ''Nem Gilberto, nem Bia. Estamos num caminho novo para Paço. Paço do Lumiar precisa se livrar de porras-loucas. Em 2020, com o aval do nosso partido, estaremos levando ao nosso povo, pela primeira vez na história do município, uma agenda social , de fato, séria e responsável. Paço sai da UTI a partir da próxima gestão''. 
Paço do Lumiar, que além dos grupos Aroso( constituídos pelos ex-prefeitos Bia e Gilberto), teve , em passado recente, a  presença do grupo do também ex-prefeito Josemar Sobreiro no debate público local, flutua na insanidade governativa na atual gestão. Ronald Abreu aponta norte ao momento politico crítico vivenciado pela cidade. 


''Nem Gilberto, nem Bia. Estamos num caminho novo para Paço. Paço do Lumiar precisa se livrar de porras-loucas. Em 2020, com o aval do nosso partido, estaremos levando ao nosso povo, pela primeira vez na história do município, uma agenda social , de fato, séria e responsável. Paço sai da UTI a partir da próxima gestão'', apregoa o dirigente.

Argentina quer derrubar muralha islandesa em estreia na Copa


A Argentina estreia na Copa do Mundo da Rússia neste sábado (10h de Brasília), contra a Islândia, com a pressão de ser a favorita e a necessidade de derrubar a muralha defensiva que o pequeno país europeu erguerá para segurar Lionel Messi.

O astro do Barcelona será o ponto central de uma seleção argentina que dará início à campanha na Copa contra um adversário teoricamente mais fraco, uma faca de dois gumes que o técnico Jorge Sampaoli quer evitar a qualquer custo.

Não em vão, o técnico trabalha contra o relógio com a equipe para aperfeiçoar seu jogo.
Não em vão, o técnico trabalha contra o relógio com a equipe para aperfeiçoar seu jogo de posse de bola, superar as linhas de pressão do adversário e limitar as ações de bola parada, principal arma da Islândia.

"Trabalhamos muito pensando nesse adversário, como atacar e como defender. Com certeza teremos um jogo muito duro, eles se defendem muito bem, de maneira muito compacta", declarou Willy Caballero, que luta pela vaga de goleiro titular da Argentina.

"Precisamos ter paciência. Fazer a bola girar pelos lados para tentar encontrar espaço, para tentar aprofundar com velocidade. Acredito que vai ser um jogo muito travado, no qual vamos ter que controlar a ansiedade também", valorizou por sua vez o também goleiro Nahuel Guzmán.

jb
Edição ANB 
João José é herdeiro da tradição iniciada por seu pai, João Pimenta, falecido há 9 anos

Lançando uma toada para homenagear e preservar as tradições folclóricas do sotaque costa de mão, o bumba meu boi Amigo do Povo da Vila Conceição, do povoado de Tagipuru, na zona rural de São Luís, trará no retorno de suas apresentações uma letra cheia de recados à sociedade em defesa da permanência do ritmo na cultura maranhense.

A edição oficial do São João de Todos 2018 começa nesta sexta-feira (15), e um dos cantadores do boi Amigo do Povo da Vila Conceição, João José Alves Santos, de 50 anos, antecipa o que mostrará nos arraiais: “Vou mandar meu boi rolar com todo meu batalhão, é melhor você vir ver o sotaque costa de mão. Ele já chegou para mostrar o seu valor. Ano passado esse boi não brincou, mas esse ano o Governo nos chamou”, enfatiza parte da letra composta por ele.

João José é herdeiro da tradição iniciada por seu pai, João Pimenta, falecido há 9 anos. Quem passou a ficar à frente do bumba meu boi foi Nilzete Alves Santos, de 69 anos, viúva do João Pimenta e mãe de João José.

João José conta que teme o desaparecimento da tradição que o encanta desde os três anos de idade, quando já acompanhava o seu pai nas apresentações de rua.
Ela é que vem dando as coordenadas e mantendo o ânimo dos brincantes para encarar mais um ano de apresentação, evitando a extinção deste sotaque. “A brincadeira é algo muito importante que herdamos do meu marido. Sempre trabalhamos unidos para que a nossa tradição não fosse deixada de lado. Aqui, além da minha família, amigos e conterrâneos de Cururupu participam da festa”, comenta.

A luta travada por Nilzete e João José é somada às batalhas de outros donos de grupos de bumba meu boi que trazem o ritmo peculiar da região do Litoral Oriental maranhense. Para fortalecer a luta, o Governo do Maranhão, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e os próprios representantes da cultura no estado vêm realizando ações em prol da preservação da identidade do grupo folclórico.

João José conta que teme o desaparecimento da tradição que o encanta desde os três anos de idade, quando já acompanhava o seu pai nas apresentações de rua. Para ele, levar o nome do boi e do sotaque costa de mão aos arraiais e terreiros do Maranhão é mais que uma honra. É sentir a presença do pai nos festejos: “Eu tenho a imagem bem clara do meu pai brincando e de toda uma geração que valorizava o costa de mão e o período de São João”.

O Iphan reconheceu em 2011 o bumba meu boi como patrimônio cultural e imaterial brasileiro nos cinco sotaques (costa de mão, matraca, zabumba, orquestra e Pindaré). Uma das medidas adotada pelo Governo do Maranhão foi tirar o sotaque costa de mão do processo seletivo e colocá-lo diretamente no quadro de apresentações em todos os arraiais oficiais, onde estes grupos abrirão todas as noites a programação.

Renda extra

Além de bordar, montar e personalizar os próprios instrumentos do seu bumba boi, João José e sua mãe, Nilzete, confeccionam artefatos para atrair novos integrantes na atração e manter a cultura viva.
quarta-feira, 13 de junho de 2018

Senador José Agripino vira réu em ação penal no STF


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem (12) aceitar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN). Com a decisão, o senador se torna réu no processo por corrupção, lavagem de dinheiro e uso de documento falso. 
De acordo com a PGR, Agripino foi citado em um depoimento de delação premiada de um empresário do Rio Grande do Norte, que o acusou de receber aproximadamente R$ 1 milhão em contrato de inspeção veicular entre uma empresa privada e o governo do estado, em 2010, durante a gestão da ex-governadora Rosalba Ciarlini, cuja denúncia foi arquivada.

Resultado de imagem para josé agripino
José foi 'agripiniado':

réu em ação penal no STF

O julgamento foi retomado à tarde após registrar um empate na votação, durante a sessão da semana passada. Ao decidir a questão, o ministro Celso de Mello entendeu que há indícios mínimos para abertura do processo criminal, como depósitos de valores em espécie na conta do parlamentar.
Na semana passada, os ministros Edson Fachin e Ricardo Lewandowski votaram pelo recebimento da denúncia. Dias Toffoli discordou em parte do relator por entender que a delação premiada deveria ter sido assinada pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e não por auxiliares indicados por ele. Gilmar Mendes votou pelo arquivamento da denúncia.

No processo, a defesa do senador Agripino negou a prática dos crimes e afirmou que "décadas de vida pública sempre gozou de reputação ilibada, sendo leviana a denúncia apresentada".


AS INFORMAÇÕES SÃO DA AGÊNCIA BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
terça-feira, 12 de junho de 2018

Dando continuidade as ações de...


Dando continuidade as ações de adensamento da cadeia produtiva da avicultura, foi discutida nesta segunda-feira (11) entre a Secretaria de Indústria, Comércio e Enegia (Seinc) e a Associação dos Avicultores do Maranhão (Avima), a criação da Câmara Setorial da Avicultura Industrial. A pauta debatida visa fortalecer e criar maior aproximação com a cadeia produtiva.

A Câmara Setorial é uma estratégia para debater, junto às iniciativas pública e privada, os principais gargalos e avanços que o setor teve durante os últimos três anos, além de planejar ações de desenvolvimento para os próximos anos. Durante a reunião, foram ouvidas propostas, debatidas soluções e alternativas de melhorias para o segmento.

Reunião entre Governo e produtores sobre produção de frangos:  Desde a sua implantação, em 2015, a cadeia já gerou mais de 15 mil empregos, entre diretos e indiretos.
 
Na oportunidade, o secretário de Indústria, Expedito Rodrigues, sublinhou a importância da iniciativa. “Precisamos debater os gargalos para encontrarmos as soluções e os melhores caminhos. Já temos um trabalho extenso nessa cadeia por determinação do governador Flávio Dino e a câmara setorial só irá contribuir com o andamento das ações voltadas para o setor”, destacou o secretário.

Para o presidente da Avima, José Augusto Silva, os trabalhos realizados na cadeia da avicultura pelo Governo do Estado contribuem para o crescimento do setor avícola. “Esperamos que, com a câmara, a gente possa divulgar cada vez mais a cadeia produtiva. O Maranhão possui uma das melhores aviculturas do Brasil. É uma responsabilidade que estamos assumindo e eu agradeço pelo apoio”.

Mais Avicultura

O Mais Avicultura é mais uma das ações do Governo do Estado, por meio da Seinc, que desonera a produção de frangos e derivados para estimular a economia local, contribuindo para dar maior competitividade e mais instalações e expansão de negócios do setor no Estado. Dessa forma, a ação gera adensamento a outras cadeias produtivas, como a de grãos, integração que contribui para o crescimento econômico do Estado.

Desde a sua implantação, em 2015, a cadeia já gerou mais de 15 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Para Revista
Mesmo não recuperando as fotos antigas, Melão voltou a se mostrar em...

Em dezembro de 2017, a Mulher Melão causou um verdadeiro rebuliço ao apagar todas as suas fotos sensuais, anunciando um novo foco em sua carreira de cantora. Pelo visto, parece que a antiga Renata Frisson está de volta às redes sociais.

Mesmo não recuperando as fotos antigas...
Mesmo não recuperando as fotos antigas, Melão voltou a se mostrar em fotos pra lá de arrasadoras, mostrando que está com tudo em cima. A modelo e cantora divulgou uma prévia do novo ensaio sensual que fez para a revista ‘Sexy’ e arrancou suspiros de seguidores.

Em poses provocantes e também como veio ao mundo, ela recebeu comentários como “Assim vai matar o papai“, “Voltou com tudo, muito gata” e “Já vou ligar pra encomendar a minha revista. Sucesso!
segunda-feira, 11 de junho de 2018
Amin debate falta de sinal de telefonia móvel no estado 

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública na manhã da última quarta-feira (6) para discutir a constante falta de sinal para ligações telefônicas e acesso à internet das operadoras de telefonia móvel no Maranhão.

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública: Amin debate falta de sinal de telefonia móvel no estado.
O debate foi proposto pelo deputado federal Julião Amin. O parlamentar ressalta que são inúmeras as reclamações em relação ao sinal de telefonia móvel e acesso à internet em diversos locais do Maranhão. “Sabe-se que a telefonia móvel hoje é responsável pela comunicação da maioria da população brasileira, não podemos permitir que populações inteiras de certos municípios fiquem completamente isoladas por falta de sinal de telefonia, seja por falta de investimento ou falta de fiscalização’’, disse. 

''Nunca me eximirei da responsabilidade de debater melhorias para a vida dos nossos maranhenses. Nunca''. 
Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel); das operadoras de telefonia móvel; do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec) e do Procon-MA. 

Nos últimos 15 dias, Julião Amin intensificou o debate em torno da questão que segue sob ampla discussão. O deputado, que é pré-candidato a reeleição, resolveu abrir espaço na agenda de campanha para partir para o front do problema. ‘’Nunca me eximirei da responsabilidade de debater melhorias para a vida dos nossos maranhenses. Nunca’’, enfatizou.
No ABC paulista

Famílias comem bolacha, usam microondas ou dependem de vizinhos para se alimentar com comida
Resultado de imagem para mulher cozinhando fogao a lenha
Famílias comem bolacha.
 A crescente alta no preço do botijão de gás tem levado cada vez mais brasileiros a procurarem outras alternativas para cozinhar seus alimentos. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, 1 milhão e 200 mil domicílios no país passaram a utilizar lenha e carvão para preparar suas refeições.


Nahama Nunes , Rádio Brasil Atual
Edição Agência Baluarte 
Titular da Semapa, Ivaldo coordena projeto que entrou para a história da vida ludovicense
 
POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Quase 5 mil pessoas reunidas a cada edição do programa social  que completa um ano sob a coordenação geral de Ivaldo Rodrigues, titular da Secretaria  Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento da capital.

Ludovicenses prestigiam Feirinha: programa social da Prefeitura virou atração para todos os gostos.
Com foco na valorização do pequeno produtor e fortalecimento do comércio, a Feirinha São Luís vem promovendo ao longo de 12 meses uma verdadeira revolução no setor. Tanto por contemplar os agricultores com politicas públicas voltadas para a qualificação profissional  e geração de renda, quanto pela permanência na oferta de produtos e atrações artístico-culturais. 

http://www.agenciasaoluis.com.br/midias/2018/grandes/21494__rod2324.jpg
Grupo folclórico se apresenta em edição da Feirinha São Luís, na capital maranhense: entretenimento cultural de qualidade.
"Desde que foi planejado e aprovado pelo prefeito Edivaldo, esse programa foi pensado para beneficiar um público vasto. A Feirinha hoje é uma ação que favorece produtores, artesãos, comerciantes da área, turistas e famílias ludovicenses. É muito bom observar que esse é um projeto que vem crescendo e se consolidando a cada edição", conta Ivaldo. 

O titular da Semapa e coordenador geral da Ferinha São Luís, Ivaldo Rodrigues:
''Desde que foi planejado e aprovado pelo prefeito Edivaldo, esse programa foi pensado para beneficiar um público vasto. A Feirinha hoje é uma ação que favorece produtores, artesãos, comerciantes da área, turistas e famílias ludovicenses. É muito bom observar que esse é um projeto que vem crescendo e se consolidando a cada edição''. 
Já perfeitamente agregada aos valores culturais locais, a Ferinha São Luís integra, hoje, o repertório de ações da Prefeitura que visa aproximar os ludovicenses da cadeia produtiva da agricultura, assim como os demais públicos,  a exemplo de turistas e maranhenses de diferentes cidades. 

O projeto segue fazendo a diferença na capital do estado. 

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB