segunda-feira, 28 de maio de 2018

Poesia Sempre!

Leia na íntegra o poema Constantinopla da obra Ode Triste para Amores Inacabados, de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia

Constantinopla

Meu coração foi atingido:  lança que arde dor estranha

Sinto que ela morre e isso me arranha a crença

Vivo em troças, escarnecendo o que de bom em mim não dará jeito   

Não sou mais um nauta com as vísceras  expostas , encorpadas

Não creio

Resultado de imagem para mulher linda  chorando
'Sinto que ela morre e isso me arranha a crença'

Tento encontrar as pedras e por elas ter fascínio
Invejo a mais dura   a mais grave , a que não dilacera , urgentemente

Queria sê-la 
Resultado de imagem para prostituta linda  chorando pintura classica

'Creio por vezes na impulsão arrebatadora, nos montes para justificar o Absurdo

Porque não me vem à cabeça salvação àquilo que não tem retorno'


Ter unhas rasgadas,   fortes , mas parvo vou sucumbindo pelo coração dela
Sinto o medo que ela sente  em visita aos meus instintos  

Queria ser Deus, mas Deus não permite    


Creio por vezes na impulsão arrebatadora, nos montes para justificar o absurdo

Porque não me vem à cabeça salvação àquilo que não tem retorno

Aquilo que  antes era bom se permanente , mas já indo não volve  à sua própria natureza

'Queria ser Deus, mas não Deus não permite'


Queria ser Deus, mas não Deus não permite  



São Luís, dezembro de 1994

3 comentários:

  1. Poema abrangente, de loucos para loucos. Loucos, sim, mas loucos mansos, que preferem se ferir com a lança - e ser um nauta com as vísceras expostas, com pretensão a ser Deus - do que ela possa se sentir ferida tendo em vista seus instintos.

    ResponderExcluir
  2. De tirar o folego
    Tu me faz gozar , cara. Adooorooooooooo!!!!!

    Mércia Liz( Facam)

    ResponderExcluir
  3. CARALHO VEIO QUE GOSTOSAAAAAAAAAA SIOW
    VALEU AI ATALAIA
    BRUNO DE RIBAMAR

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB