sexta-feira, 27 de abril de 2018
Poesia Sempre
Leia na íntegra o poema ‘Esse que vaga no ouvido dela’ da obra Ode Triste para Amores Inacabados de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia

Esse que vaga no ouvido dela 

Já ninguém sabe explicar de qual lírica ou épica

De qual tempo e espaço sobe  todas as noites aos  ouvidos  dela , como fumaça,  um odor de paz que a estremece
Que desce como prece aos joelhos enterrados

Raspando as  libélulas cansadas
Pousando em sua têmpora,   rua  adentro

Resultado de imagem para mulher com o seio de fora pintura

Já ninguém sabe explicar porque ela insiste  com aquele que não é vento
Nem música  

Que não exprime sua loucura nos risos da casa

Aquele que lhe corta as asas sendo ela águia
E não ninho

São Luís, dezembro de 2005

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB