segunda-feira, 9 de abril de 2018

Foi realizada, na última sexta-feira, uma reunião com integrantes do Poder Público e Sociedade Civil para discutir a construção da Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica

Foi realizada, na última sexta-feira (6), uma reunião com integrantes do Poder Público e Sociedade Civil para discutir a construção da Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica (Peapoma), que visa integrar, articular e adequar políticas e ações sobre agroecologia.


Para construir a Peapoma, uma comissão foi instituída, sendo formada por oito representantes do Poder Público e oito da sociedade civil, que se reuniram para formalizar esse importante projeto que segue as diretrizes a partir da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica.


A política será implementada pelo Governo do Estado em regime de cooperação com governos das esferas Federal e Municipal e organizações da sociedade civil. O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, destacou que essa política é uma junção de esforços e irá construir uma agroecologia participativa, direcionada e preocupada com a sustentabilidade.


“O Maranhão precisa ter os marcos regulatórios que possam nortear a política agroecológica do estado, esse plano é acima de tudo uma peça feita a várias mãos juntamente com os movimentos sociais, que dialogam sobre agroecologia há muito tempo. Vamos buscar a sustentabilidade do estado ao modelo desenvolvido principalmente pelo agronegócio e vamos priorizar os aspectos ambiental e social”, destacou o secretário.

 

Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica, que visa integrar, articular e adequar políticas e ações sobre agroecologia.

De acordo com a secretária adjunta de Extrativismo, Povos e Comunidades Tradicionais, Luciene Dias Figueiredo, é a primeira vez que o Governo acolhe esse debate que é uma demanda das organizações de agroecologia do estado.


“A Rede Agroecológica do Maranhão (RAMA), que possui associações e entidades ligadas à agroecologia, já vinha propondo essa discussão em torno da criação de uma política [para essa área]. A SAF e o Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (Cedrus) acolheram essa demanda e estamos trabalhando na criação de uma minuta de Lei que após aprovação iremos organizar um plano de ação”, pontuou Luciene Figueiredo.

 

O coordenador da Associação Agroecológica Tijupá, Fábio Pacheco, destacou a importância da iniciativa. “A política vai alavancar as ações para o público que já desenvolve as ações da agroecologia no Maranhão, como agricultores familiares, quilombolas, indígenas, ribeirinhos e quebradeiras de coco, que é a maior parte no nosso estado”, declarou.


Agroecologia

A Agroecologia é a ciência que estuda os agroecossistemas e visa o desenvolvimento das relações entre capacidade produtiva, equilíbrio ecológico, equidade social, respeitando os modos de vida, uso e conservação da biodiversidade com foco na sustentabilidade.

Estiveram presentes na reunião, o secretário adjunto de Organização Produtiva da SAF, Chico Sales; o coordenador da Comissão do Peapoma, Obed Soares; além de representantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), movimentos sociais representados pelo Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), Rede de Agroecologia do Maranhão (RAMA), Associação Agroecológica Tijupá, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). 

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB