sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Edivaldo Holanda Júnior usa últimos dias da gestão que confinou por anos a população da capital no abandono para promover-se à custa de obras do Governo do Estado

Colocado no cenário de 2022 como possível centralizador de grupos políticos eleitoreiros, ele volta à cena como provável candidato de comboios continuístas

POR FERNANDO ATALLAIA

REPÓRTER ESPECIAL DE ANB

atallaia.baluarte@hotmail.com

Edivaldo Holanda Júnior não quer terminar os mandatos na Prefeitura de São Luís com a pecha de mau prefeito investigado por corrupção e para o qual, pela urgência das malversações, foram pedidos em evento inédito na capital maranhense,  impeachments e mais impeachments.

A decadência de São Luís na gestão de Edivaldo é uma realidade inconteste da falta de sensibilidade que vai da descaracterização de praças e logradouros históricos-uma parceria de sucesso com o IPHAN- à condição crônica de descaso que se estendeu pelos anos em que ele foi prefeito em áreas essenciais como Educação.

EM TOTAL DESALENTO O ainda Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior: fim de mandato  ovacionado não passa de propaganda para 2022. 

No jogo de 2022  como candidato a Governador, Senador ou Deputado, Edivaldo foi colocado, recentemente, por conhecidos artífices da politicalha maranhense como  possível centralizador de grupos políticos eleitoreiros. A ideia é usa-lo como porta-voz dos comboios continuístas que desejam evitar, a todo custo, a alternância no Palácio.

Engodos imagéticos como asfaltamento de ruas tentaram em 2020 dá uma feição de ‘boa administração’ à gestão de Edivaldo Holanda Júnior, mas o descaso irrompeu revelando que  setores como Agricultura, Juventude, Geração de Emprego e Renda ou mesmo áreas como Mobilidade Urbana e Assistência Social nunca saíram do zero. O esfacelamento foi  geral: interliga-se pela farta sobra das jogadas de barganha que dialogaram por anos com a ineficiência de quatro secretários da Prefeitura.

Agora, Edivaldo Holanda Júnior quer em 2022 o voto do ludovicense desempregado; dos idosos desassistidos; da juventude que, sem perspectiva, foi cooptada pela criminalidade em comunidades onde as ações dos seus Governos em quase uma década  deveriam  ter chegado e por lá  nunca   estiveram.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB