quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

O Ex-superintendente do Ministério da Pesca e Aquicultura, Júnior Verde, que entre os anos 2015 e 2018 foi um dos mais atuantes deputados da Alema, desde junho deste ano promove  como  Presidente do Instituto de Colonizações e Terras

do Maranhão, um trabalho que...

POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO

O Ex-superintendente do Ministério da Pesca e Aquicultura, Júnior Verde, que entre os anos 2015 e 2018 foi um dos mais atuantes deputados da Alema, desde junho deste ano promove  como  Presidente do Instituto de Colonizações e Terras do Maranhão-Iterma, um trabalho que marcará a história da autarquia pela busca de soluções à questão fundiária no estado.

O Instituto, que é uma entidade vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura Familiar, vem operacionalizando diferentes demandas com celeridade. À frente da autarquia, Verde, ao longo dos últimos cinco meses, intensificou  as ações do Iterma anotando conquistas, a exemplo dos  1000 títulos entregues nesse período.    

COM NOTÁVEL ATUAÇÃO O Ex-superintendente do Ministério da Pesca e Aquicultura, Júnior Verde, desde junho deste ano promove  como Presidente do Instituto de Colonizações e Terras do Maranhão, um trabalho que...

Entre os contemplados, agricultores familiares que agora terão acesso à linha de crédito em instituições financeiras após terem recebido o chamado ‘título de domínio de terra’. Questão ainda espinhosa no estado, a regularização fundiária na atual gestão do Instituto  teve seu leque aberto por Júnior Verde que instituiu parcerias com prefeituras, estreitando, também, o diálogo com a Corregedoria de Justiça.

“Estamos nos colocando à disposição para trabalharmos em parceria no próximo período”, destaca o presidente. 

Gestão no debate e Quilombolas- Júnior Verde quer a revisão da Lei de Terras do Maranhão e juntamente com sua equipe realiza uma espécie de mapeamento, atento a  novos cenários e conjunturas fundiárias que se apresentam no estado como urgentes.

No caso especifico  da regularização fundiária dos quilombos, as comunidades negras rurais por apresentarem  especificidades únicas, veem na gestão de Verde   sensibilidade no trato com os povos tradicionais,  originários. Mas, mais que isso: o Instituto acaba de lançar o Caderno Iterma Quilombolas. Um dispositivo dialógico que visa conferir visibilidade e cidadania àquelas comunidades, dentro de uma perspectiva do combate às desigualdades sociais.

Essa a gestão de Júnior Verde no Instituto de Colonizações e Terras
do Maranhão
.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB