sábado, 28 de abril de 2018

A biópsia de congelação consiste em congelar o material coletado com uso de nitrogênio líquido e cortar a amostra em fatias laminares para análise em microscópio. A avaliação pelo patologista é feita com o...


De norte a sul do estado, os serviços de saúde alcançam a população maranhense. Na prevenção de câncer, mais uma vez, o Governo do Estado disponibiliza assistência especializada. Desta vez é a biópsia de congelação, que torna o diagnóstico do câncer de pele mais preciso e possibilita o tratamento precoce de lesões invasivas. O Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão é a primeira unidade da rede estadual de saúde do leste do Maranhão a realizar o procedimento.

“Essa é a inovação que a rede estadual de saúde está ofertando de forma inédita para a população do leste maranhense. Em meio aos problemas pelos quais passa o país, a gestão do governador Flávio Dino melhora a vida das pessoas por meio da execução de serviços eficazes. Tenho reafirmado diariamente que desenvolvemos políticas públicas para que mais precisa. Mantemos o nosso compromisso com resultados em visíveis ganhos, notadamente com novos serviços de saúde na área oncológica para os pacientes, atendendo a importante demanda da região ”, frisou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A biópsia de congelação consiste em congelar o material coletado com uso de nitrogênio líquido e cortar a amostra em fatias laminares para análise em microscópio. A avaliação pelo patologista é feita com o paciente ainda na mesa de cirurgia e o laudo leva entre 15 e 20 minutos para ficar pronto.

Primeira cirurgia

A primeira paciente a realizar o procedimento é da cidade de Caxias. Ela foi diagnosticada com carcinoma basocelular, tipo de câncer de pele mais comum, e o tipo menos agressivo. A doença tem esse nome por ser um tumor constituído de células da pele que começam a se multiplicar de forma desordenada, dando origem ao tumor.

Com nova unidade, pacientes podem contar com tratamento oncológico perto de casa.
“O procedimento é mais uma prova de que a gestão estadual busca dar a maior garantia possível aos nossos usuários que tem à disposição uma rede de tratamento oncológico que está sendo configurada de forma descentralizada”, afirmou a secretária adjunta de Assistência à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Carmen Belfort. A mulher de 38 anos teve a lesão na mão direita, com recuperação mais rápida, com o retorno às atividades de rotina em um tempo mais curto. 

“Realizamos o tratamento de dois pacientes portadores de extensos tumores de pele recidivado, cujo tratamento foi realizado com sucesso juntamente com a equipe de patologistas, juntos realizamos cirurgias com extrema precisão e com princípio curativo dos pacientes”, destacou o médico Antônio Moreira, especialista em Cirurgia Plástica Reparadora da unidade da SES.

De acordo com o médico, a biópsia de congelação é uma ferramenta importante na precisão cirúrgica, possibilitando em tempo real se a margem cirúrgica está livre de lesão ou comprometida. “É muito traumático para o paciente ficar com buracos pelo corpo. Por isso, existem técnicas que conseguem retirar o tumor preservando o máximo possível de pele. Na parte lesionada fazemos a reparação logo após a cirurgia”, pontuou.

Para o diretor geral da unidade, Jefferson Franklin Almada Coutinho, a incorporação do procedimento ao atendimento oncológico do Hospital Regional de Caxias ‘Dr. Everaldo Ferreira Aragão’ vai ter a capacidade de melhorar a assistência prestada pela rede estadual, aliando tecnologia de ponta e agilidade à garantia de saúde e qualidade de vida para as pacientes.
“Este procedimento faz parte dos exames obrigatórios para o serviço de oncologia. Hoje a Rede Estadual dispõe de mais um serviço de oncologia que vai atender pacientes de mais de 20 municípios. É um momento histórico para a população que mora na região do leste maranhense”, afirmou o diretor.

Assistência oncológica O Governo do Estado tem fortalecido as ações de prevenção e combate ao câncer disponibilizando assistência oncológica nas cidades de São Luís, Imperatriz e Caxias. Na capital, a rede assistencial de oncologia da SES conta com o Hospital de Câncer do Maranhão e a Casa de Apoio que funciona para dar suporte aos pacientes e acompanhantes vindos do interior.

Na assistência à saúde bucal na área oncológica, a população conta com os serviços da Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir), inaugurada em fevereiro deste ano.
Na região do leste maranhense, a população conta com o Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão (Caxias). A unidade hospitalar possui 26 leitos oncológicos e serviços de quimioterapia, apoio diagnóstico, exames e terapia.

No sul do Maranhão, a Unidade de Oncologia Pediátrica funciona com 30 leitos no anexo do Hospital São Rafael e é fruto de um contrato entre SES e o Hospital São Rafael. A unidade de saúde beneficia pacientes das regiões de saúde de Imperatriz, Balsas, Barra do Corda e Açailândia, totalizando 43 municípios, preenchendo um vazio assistencial desse público, que até então precisava, por exemplo, se deslocar para São Luís.

O convênio com o Centro Integrado de Tratamento Oncológico (Orocadium), clínica particular especializada em radioterapia em Imperatriz, disponibiliza assistência para pacientes do Maranhão e, também, para o Tocantins, com serviços de alta complexidade na especialidade oncologia – radioterapia e branquiterapia.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB