domingo, 8 de abril de 2018

Manifestantes favoráveis ao ex-presidente denunciam agressões dos agentes de segurança


O ex-presidente Lula chegou à Superintendência da PF em Curitba em meio a fogos de artifício e violência policial contra manifestantes favoráveis ao petista. 

A militância progressista reunida em frente à sede da PF sofreu ataques de agentes de segurança para dispersar o protesto. A justiça concedera uma liminar para impedir manifestações no local, ajuizada pela prefeitura de Curitiba. O objetivo dos manifestantes era manter uma vigília permanente em apoio ao petista.

Um vídeo da BBC Brasil mostra o momento quando fogos de artifício e rojões são lançados em meio à chegada do helicóptero que levava Lula, enquanto forças de segurança passaram a disparar bombas na direção dos manifestantes favoráveis ao ex-presidente, que se reuniam em bom número na sede da PF em Curitiba. 

Há pelo menos oito feridos e quatro crianças atendidas, também de acordo com o...

Por volta das 22h50, um grupo de mulheres, revelou uma transmissão ao vivo do site Brasil de Fato, acenava de forma pacífica para os agentes, com o objetivo de interromper a violência policial. A tropa apontava armas para elas. O senador Lindberg Farias, que foi junto com Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, à Curitiba, deu assistência aos manifestantes. Há pelo menos oito feridos e quatro crianças atendidas, também de acordo com o BdF.

Havia uma determinação do juiz 

Já os manifestantes conservadores tiveram o "orgasmo múltiplo" que Lula prevera. Em seu discurso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, ele afirmou que o objetivo era garantir sua foto preso, algo que daria "tesão" na revista Veja e na Rede Globo. 

O ex-presidente chegou de helicóptero após desembarcar no aeroporto Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba. Ele partiu de São Paulo para a capital paranaense por volta das 20h40. 

A militância progressista reunida em...

Após deixar o sindicato a pé após mais de dois dias de vigília, o ex-presidente fez um exame de corpo de delito na Superintendência da PF em São Paulo, que durou cerca de 15 minutos. Ele embarcou em um helicóptero e partiu para o aeroporto, em um trajeto que durou menos de 10 minutos. 

Moro determinou uma sala reservada, "espécie de Sala de Estado Maior", na Superintendência da PF em Curitiba. Ele ficará separado dos demais presos, "sem qualquer risco para a integridade moral ou física", segundo o magistrado. Lula terá direito a uma televisão e a duas horas de banho de sol por dia. 

A cela em que Lula ficará na Superintendência da PF fica na cobertura do prédio de quatro andares. O cômodo servia de alojamento para policiais de outras cidades e foi transformado nos últimos dois meses em um espaço especial para receber o petista.

Polícia
Forças de segurança dispersam manifestantes. Há feridos

O dormitório fica isolado da custódia, onde estão os demais presos da Operação Lava Jato, entre eles o ex-ministro Antonio Palocci e o ex-diretor da Petrobras Renato Duque. Ambos fizeram delações premiadas contra o ex-presidente.

O alojamento tem cerca de 3 metros por cinco metros, banheiro próprio, pia, privada e chuveiro quente, janelas pequenas de vidro, com grades de segurança doméstica.



AS INFORMAÇÕES SÃO DA CC
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB