quinta-feira, 15 de março de 2018
POESIA SEMPRE
Leia em primeira mão o poema Floração, da obra Ode Triste para Amores Inacabados , de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia

Floração

Tudo no amor é floração

Mas aproveita também o tédio da xícara sem chá

Da xícara sem água para as folhas do chá

Da alma. Calma, mas estalido

Resultado de imagem para amantes no escuro lampadas
''Há um punhado de estrelas na angústia''
Há um punhado de estrelas na angústia
Quando sem chá a xícara é quebrada

Ali esvoaçado pelos cantos o vidro

Há de juntar limo, esperança, pés  sangrados


Vai  com ele até o extirpar da primavera solitária

Tudo no amor é floração

Mesmo essa dor queimando os dias sem sono

Queimando o sono à noite grelada  

Entre pragas e  lâmpadas



São José de Ribamar, dezembro de 2009  

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB