quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018
Empresários maranhenses de vários segmentos lotaram o auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís nessa terça-feira. Localizado na rua da Estrela, o local foi palco de um formato de diálogo inédito entre os...

Empresários maranhenses de vários segmentos lotaram o auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de São Luís nessa terça-feira (27). Localizado na rua da Estrela, o local foi palco de um formato de diálogo inédito entre os empresários e o Governo do Estado. Além do governador Flávio Dino, secretários de Governo e representantes de programas federais também participaram da primeira edição do Diálogo Empresários & Governo.

Flávio Dino destacou que no ano de 2017, o Maranhão teve o quarto maior crescimento de investimento públicos do país, ficando no sétimo lugar geral de investimentos estatais do ano. “Um feito notável, considerando que temos o 16º Produto Interno Bruto (PIB) do país”, afirmou.
Ainda segundo ele, o esforço do Governo consiste em conjugar investimentos públicos e privados para desenvolvimento do Estado.

Empresários maranhenses de vários segmentos lotaram o auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís nessa terça-feira: Além do governador, secretários de Governo e representantes de programas federais também participaram da primeira edição do...
“Por isso desde o começo do governo temos procurado cumprir nosso papel de estimular, apoiar, fazer funcionar o empresariado porque é da conjugação dos investimentos públicos com os investimentos privados que se extraem os melhores resultados”, completou.

O governador apresentou o cenário atual do Estado, as perspectivas de novos investimentos e também respondeu diretamente às dúvidas, questionamentos e reivindicações do empresariado – uma iniciativa que, para o empreendedor Marcelo Brasil, tem feito a diferença.

“Acho muito importante, é uma chance que o setor privado tem de ser ouvido, de expor seus anseios e necessidades. É um governo que está indo bem na implantação das políticas públicas e que pode melhorar ainda mais ouvindo o setor privado”, declarou.

Em 2015, o Governo do Maranhão criou o Conselho Empresarial do Maranhão (Cema), um fórum de contato permanente com o setor produtivo. Em 2017, o fortalecimento do diálogo se deu com a iniciativa pioneira das Caravanas para o Desenvolvimento Empresarial, reunindo 115 municípios, com oferta de serviços e troca de experiências.
Em 2015, o Governo do Maranhão criou o Conselho Empresarial do Maranhão (Cema), um fórum de contato permanente com o setor produtivo. Em 2017, o fortalecimento do diálogo se deu com a iniciativa pioneira das Caravanas para o Desenvolvimento Empresarial, reunindo 115 municípios, com oferta de serviços e troca de experiências.

RedeSim

O evento também marcou a comemoração pela adesão de 100% dos municípios maranhenses à RedeSim, a Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios. O sistema é integrado em todo o país e facilita o processo de abertura e fechamento de empresas.

O gerente nacional da Redesim, Carlos Nacif, destacou a relevância da adesão de todos os 217 municípios do Maranhão: “Isso é um avanço para o empresário. Em qualquer município, e qualquer empreendimento, seja de grande, pequeno ou médio porte, vai poder contar com esse sistema e será muito mais fácil abrir, regularizar ou até fechar uma empresa”, explicou.

Sobre a integração proporcionada pela adesão, ele também falou de outros benefícios: “Além de ficar mais fácil, há a redução de prazos e também de custos. O Maranhão é um exemplo para o Brasil”.

Incentivo 

Durante o evento, também foram abordados os programas de Governo que fizeram a diferença para o empresariado em 2017.

“Por isso desde o começo do governo temos procurado cumprir nosso papel de estimular, apoiar, fazer funcionar o empresariado porque é da conjugação dos investimentos públicos com os investimentos privados que se extraem os melhores resultados”.
Além do Programa Juros Zero, que protege empreendedores contra os efeitos da crise nacional, o Governo do Maranhão também criou o Mais Empregos, que financia R$ 500 mensais para cada nova contratação com carteira assinada feita pelas empresas que aderirem ao programa.

Em 2017, o Mais Empregos ofereceu quatro mil vagas para pequenas empresas. O programa é focado na geração de empregos, garantindo ainda a proteção de trabalhadores.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB