quarta-feira, 19 de abril de 2017

Cantora gospel deixa marido para se casar com amiga íntima


Em uma viagem de carro, Rosânia criou coragem e se declarou para Lanna que também confessou estar apaixonada.

Muitas pessoas do meio gospel conhecem a história de Lanna Holder, pastora assumidamente lésbica que mantém um ministério inclusivo ao lado de sua esposa, a cantora Rosânia Rocha. No entanto, poucos sabem como foi dramática e caótica a história de aceitação do casal e, principalmente, o conflito religioso no qual as duas acabaram se inserindo. Por isso, Rosânia resolveu contar, em suas palavras, como aconteceu o romance das duas, que são casadas há 15 anos, em um artigo para o site da revista “Sou Mais Eu”.
rosania-e-lanna-casamento-2

Pastoras lésbicas Lanna Holder e Rosania Rocha se casam em cerimônia religiosa e rebatem críticas: “Fariseus”.

Rosânia, que nasceu no interior de Minas, cresceu numa família evangélica e aos 20 anos se mudou para Boston, nos Estados Unidos. Foi numa igreja da cidade americana que conheceu João, pastor que viria se tornar seu marido, sendo mãe logo na sequência.
“Eu nunca amei o João de verdade. Éramos muito parceiros, crescemos juntos e nos respeitamos bastante. Mas se eu dissesse que sentia atração por ele, mentiria. De toda forma, o sexo nunca foi uma questão para mim. Durante um tempo pensei até em procurar um médico porque eu simplesmente não tinha vontade, não me interessava, e me sentia muito mal porque eu não conseguia corresponder a ele”, explicou a cantora à publicação.

casamento_rosania-e-lanna (1)
Em uma viagem de carro, Rosânia criou coragem e se declarou para Lanna que também confessou estar apaixonada.
Foi em um compromisso como cantora gospel que ela conheceu Lanna Holden, em 2002. Na época, Lanna era considerada o “Silas Malafaia de saias” e percorria o Brasil pregando que Deus a havia “curado” da homossexualidade. Ela se definia claramente como uma ex-lésbica, e já tinha um marido e um filhinho, ainda bebê. O sucesso da Lanna era tanto que ela foi convidada para pregar nos Estados Unidos, exatamente na igreja de Rosana.

A partir daí as duas se tornaram amigas íntimas. Em uma viagem de carro, Rosânia criou coragem e se declarou para Lanna que também confessou estar apaixonada. Depois do primeiro beijo em um hotel, as duas passaram a se evitar porque se sentiam culpadas. “Eu não acredito que Deus aprovava o que gente fazia, afinal, as duas eram casadas. Mas eu sei que Deus conhecia nosso coração e que era amor verdadeiro. Descobri um prazer que eu nunca tinha experimentado e foi tudo muito natural”, explicou Rosânia.
“Eu nunca amei o João de verdade. Éramos muito parceiros, crescemos juntos e nos respeitamos bastante. Mas se eu dissesse que sentia atração por ele, mentiria. De toda forma, o sexo nunca foi uma questão para mim. Durante um tempo pensei até em procurar um médico porque eu simplesmente não tinha vontade, não me interessava, e me sentia muito mal porque eu não conseguia corresponder a ele”.
As duas se divorciaram de seus maridos. Para Lanna o término foi mais fácil, mas Rosânia recebeu ameaças do ex e do próprio irmão. Além disso, havia o conflito interno equivocado de estar ferindo os princípios da religião evangélica. As duas buscaram nos estudos teológicos o respaldo para viverem um grande amor.

“Descobri que Deus também ama os homossexuais e abençoa o amor entre pessoas do mesmo sexo. Tem muita gente por aí que distorce trechos da palavra de Deus ou que não estuda adequadamente e acaba usando versículos fora de contexto para condenar as pessoas, ao invés de amá-las como Jesus ensinou”, explicou a evangelista.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO GOSPEL GERAL
EDIÇÃO DE ANB

8 comentários:

  1. Masturbadoras compulsivas!fIm dOs TempoS

    PIar Carvahaes/Londrina

    ResponderExcluir
  2. Vejo que o pensamentos das duas estão equivocado DEUS Ele ama o pecador mas não o pecado e nas Estruturas sagradas DEUS deixa claro sua posição veja Romanos 1.18,a ira de Deus se revela do céu contra a impiedade e perversão do honrem que detém a verdade pela injustiça; ok essa passagen demonstra a culpabilidade do homem fundada na sua pertinaz rejeição da Luz fornecida e não em desobediência vinda da ignorância.No versículo 24 de Romanos, fala que DEUS entregou tais homens à imundícia,pela concupiscência de seus próprios coração, para desonharem o seu corpo entre si. Ok por causa das paixões infames identificado no versículosversículos 26-27, como a homoxessualidade,um pecado calmamente identificado nas Escrituras.(veja: Lv.18.22;1Co.6.9-11;Gl.5.19-21;e tantos outras passagens. Sim DEUS Ele sempre vai amar a nos mas jamais amará nossos pescados eu só lamento que a escolha que essas duas mulheres fizeram pois o preço que elas pagarão no final será de angústia e sifrimento.

    ResponderExcluir
  3. Lambança de xiri Fernando kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Rosana beijossssss gostosoooooooo

    ResponderExcluir
  4. Se as duas botarem uma fábrica de sabão irão ficar mais ricas ainda

    ResponderExcluir
  5. Gente isso é imoral, é contra os princípios bíblicos.Deus criou homen e mulher pra se multiplicarem e forma família .

    ResponderExcluir
  6. Na minha humilde opinião, se uma pessoa tivesse o poder de escolha sobre a sua condição sexual, jamais escolheria ficar do lado onde fosse sofrer preconceito, discriminação, opressão, intolerância, dentre outros tipos de violência. A humanidade precisa corrigir tantos defeitos, tantas mazelas que a sexualidade ou a homossexualidade dos indivíduos deveria ser a última preocupação das pessoas. Na Bíblia tb consta que a salvação é individual, portanto antes de julgarmos os atos dos outros, deveríamos olhar para dentro de nós mesmos, com a consciência de que religião, condição social, orientação sexual, etinia ou gênero não moldam o caráter do ser humano. Existem indivíduos bons e maus em todos os grupos e camadas da sociedade. O fundamentalismo é a raíz de grande parte dos conflitos frutos da arrogância e da intolerância.

    ResponderExcluir
  7. aqui é uma questão de principios biblicos. É só para quem realmente acredita na biblia sagrada como o livro dos mandamentos de Deus.
    Deus ama os homossexuais, São humanos, São almas.
    Mais em meus estudos aprofundados em Deus, o homossexualismo é questão de escolha, não é doença, nem genética.
    Então você escolhe como quer viver.
    Porem cada escolha uma consequencia.
    Biblicamente segundo a vontade de Deus o homossexualismo é abominação.
    a União entre homem e mulher foi e é o projeto fundamental de Deus. que é a família.
    a familia sempre será o alvo de destruição.
    as pessoas sao livres para seguirem seus proprios caminhos.
    ou obedecerem a vontade de Deus.

    ResponderExcluir
  8. Imagina se Eva e Adão fossem homossexuais ,não teríamos famílias , o mundo teria parado. Elas serão culpadas diante do trono , a luz dá palavra estão em pecado de sodomia , caíram num abismo mortal fora o escândalo que a Bíblia tb condena .

    ResponderExcluir

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB