segunda-feira, 24 de abril de 2017
Mulher é presa após agredir jovem no Terminal da Praia Grande em São Luís Os policiais foram avisados de que a suspeita estava tentando esfaquear uma adolescente.
Tentando esfaquear uma adolescente.
A Polícia Militar prendeu, nessa sexta-feira (21), Thaila Regina de Oliveira Muniz, de 18 anos, acusada de agredir a adolescente K.R.A, de 17 anos, no Terminal da Praia Grande, na Avenida Beira Mar, centro de São Luís, com uma faca.
domingo, 23 de abril de 2017

Com 70 anos

Morre o cantor da Jovem Guarda Jerry Adriani

Família confirmou a morte do artista, que enfrentava um câncer e estava internado no Rio de Janeiro.

 

Resultado de imagem para jerry adriani
A família confirmou a morte do artista, que enfrentava um câncer e estava internado no hospital Vitória.
Morreu na tarde deste domingo, às 15h30min, o cantor Jerry Adriani, famoso na Jovem Guarda. A família confirmou a morte do artista, que enfrentava um câncer e estava internado no hospital Vitória, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. 

 https://www.youtube.com/watch?v=jZXJO0csoTc


AS INFORMAÇÕES SÃO DO ZH
EDIÇÃO DE ANB ONLINE

Deputado criticou veto à emenda que acaba com concentração do ISS em poucos municípios


O deputado César Pires (PEN) criticou, na manhã da última quinta-feira (20), o veto do presidente Michel Temer à emenda de autoria do deputado federal Hildo Rocha (PMDB), ao Projeto de Lei que muda o local de cobrança de Impostos sobre Serviços de qualquer Natureza (ISS) dos planos de saúde, empresas de leasing e operadoras de cartões de crédito e débito.

Apresentada pelo deputado Hildo Rocha, a emenda determina que a arrecadação seja no município em que houve o serviço, diferente do que ocorre hoje, onde o imposto fica na cidade-sede. Isso acaba com a concentração da arrecadação em poucas cidades.

Deputado estadual César Pires rebateu pro
O deputado César Pires (PEN) criticou, na manhã da última quinta-feira (20), o veto do presidente Michel Temer à emenda de autoria do deputado federal Hildo Rocha (PMDB), ao Projeto de Lei que muda o local de cobrança de Impostos sobre Serviços de qualquer Natureza (ISS).
Após o veto presidencial à emenda, César Pires acaba de formular uma moção solicitando que o veto do presidente Temer seja derrubado no Congresso Nacional:
“O que nós estamos pedindo nessa moção é quanto ao veto efetuado pelo presidente da República, quando voltado agora à Câmara, dê aos nossos deputados federais e aos nossos senadores e que seja mantido o texto original proposto pela Câmara Federal, emendado evidentemente pelo deputado Hildo Rocha. E o que nós estamos propondo? Que esse ato de um municipalista como o Hildo Rocha que emendou essa situação e que o Presidente Temer vetou, que esse veto caia tanto no Senado quanto na Câmara Federal com o apoio dos nossos deputados federais e com o apoio dos nossos senadores”, explicou César Pires.

Ele fez questão, em seu discurso, de parabenizar o deputado Hildo Rocha, pela “brilhante ideia de fazer isso, pela forma de se demonstrar cada vez mais um municipalista, voltando os seus olhos para aqueles que precisam. E como é essa situação e dizer assim: Presidente Temer, o senhor está favorecendo o seu Estado, que é São Paulo e virando as costas para Estados que precisam como o nosso Maranhão. Então faço este pedido de apoio para que os nossos parlamentares apoiem esta moção a ser encaminhada aos nossos parlamentares em nível da Câmara Federal e Senado”, discursou César Pires.
Homem espanca casal que fumava maconha em praça 

Uma jovem designer e um fotógrafo foram espancados por Michael Douglas Morais, que é capitão da PM e estava à paisana. Ela levou um tapa no rosto e uma rasteira. O rapaz levou socos na cabeça. O agressor foi embora do local, enquanto os jovens espancados foram encaminhados à delegacia, indignados.


A pretexto de reprimir o consumo de maconha, que ainda é crime no Brasil, um capitão da Polícia Militar agrediu um casal de jovens, em uma praça de Santos, e cometeu um delito tão ou mais grave do que a infração a ser inibida.


Formulada por uma designer, de 24 anos, e por um fotógrafo, de 22, a denúncia recai sobre o capitão Michael Douglas Morais. Lotado no 6º BPM/I, o policial estava de folga e à paisana.


O fotógrafo estava com a designer em uma praça por volta das 20 horas da última sexta-feira, quando acendeu um cigarro de maconha para fumar.

maconha consumo brasil casal espancado
Momentos depois, quando o casal preparava-se para ir embora, o capitão deu uma “rasteira” na designer, que sofreu uma queda e lesões na perna, no quadril e no cotovelo esquerdos. Ela também disse que foi “ameaçada de morte”.

Neste momento, surgiu o capitão. Sem se identificar, o oficial disse: “Vou pedir educadamente. Vão fumar maconha em outro lugar”.


No entanto, após a solicitação, conforme os jovens, o capitão desferiu um tapa no rosto da designer, que quase caiu. Ao se levantar para defender a amiga, o fotógrafo alegou ter levado um soco no rosto.


Momentos depois, quando o casal preparava-se para ir embora, o capitão deu uma “rasteira” na designer, que sofreu uma queda e lesões na perna, no quadril e no cotovelo esquerdos. Ela também disse que foi “ameaçada de morte”.

Dois policiais militares que estavam nas imediações em uma viatura foram acionados, sendo-lhes apontado pelas vítimas o autor das agressões. O capitão aproveitou esse momento para entrar em um carro particular e ir embora.


Revoltado com as agressões, o fotógrafo estava bastante agitado e foi algemado. Ele admitiu aos policiais militares a sua intenção de fumar maconha no local, sendo achados no bolso de sua bermuda dois gramas da erva.


Na Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde estava de plantão a equipe do delegado Marcelo Gonçalves da Silva, os dois PMs que atenderam a ocorrência identificaram o agressor como sendo o “capitão Michael, do 6º BPM/I”.


O delegado Gonçalves registrou boletim de ocorrência para apurar a “lesão corporal dolosa” (agressão) atribuída ao capitão e elaborou termo circunstanciado (TC) de porte de droga, no qual figura como autor o fotógrafo. Este delito será apurado pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim).


AS INFORMAÇÕES SÃO DO REPÓRTER EDUARDO VELOZO, DE A TRIBUNA
EDIÇÃO DE ANB 
sábado, 22 de abril de 2017
No ranking da Exame , a cidade Patrimônio Cultural da Humanidade aparece na  22ª colocação à frente de Belém, Maceió, Porto Velho e Macapá.
 
Os títulos de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, Ilha do Amor, Atenas Maranhense, Cidade dos Azulejos e Capital Brasileira do Reggae não foram suficientes para por São Luís numa colocação digna de cidade modelo no País, diante da péssima administração do prefeito Edivaldo Holanda Jr, do PDT.  É o que mostra reportagem da revista Exame que poe a capital maranhense numa colocação constrangedora e na condição de pior capital para se viver no Brasil. São Luís ficou na 22ª colocação à frente  de Belém, Maceió, Porto Velho e Macapá.

Resultado de imagem para UNESCO
RAZÕES DE SOBRA PARA RETIRAR Se a capital perder o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, os ludovicenses não devem se sentir surpresos.
A reportagem produzida com base em levantamento da consultoria Macroplan levou em consideração  áreas da gestão pública onde a Cidade-Patrimônio aparece reincidente em colocação vergonhosa. Em Educação e Cultura,  São Luís ocupa a 13ª colocação. Na Saúde desce para a 26ª. Em Segurança os ludovicenses tem razão de sobra para se envergonhar da última posição ocupada onde a capital perde para Fortaleza, mantendo o mesmo percentual que obteve na Saúde: 26ª. Já em Saneamento e Sustentabilidade, São Luís continua a ocupar o rabo da fila, demarcando posição de destaque negativo ao assumir o posto da 20ª colocação. 


Os dados coletados  de órgãos Governamentais da União, dos Estados e Municípios entre os anos de 2004 e 2015, como mostra Exame, são indicadores de uma situação alarmante. Outra pesquisa divulgada já este ano mostra São Luís entre as 50 cidades mais violentas do mundo, ocupando a 33ª posição no ranking. 

Resultado de imagem para EDIVALDO HOLANDA JR
O prefeito Edivaldo Holanda Jr: pondo São Luís, por mais uma vez, em destaque.

Diante de tantos ‘’méritos’’ não será surpresa se a UNESCO, em breve, retirar o titulo maior de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade da capital detentora do maior acervo colonial arquitetônico no mundo. O que chama atenção para o escândalo eminente é o fato de São Luís ser a única cidade brasileira detentora  de diferentes insígnias e atribuições, contrastando com seu reconhecimento em âmbito nacional quando aparece sempre de forma negativa. 


Isso mostra que nos últimos seis anos, a cidade vem enfrentando o maior  abandono já registrado em toda sua história. 



POR FERNANDO ATALLAIA

EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE

78% querem cassação de Michel Temer em ação do TSE, diz Vox Populi/CUT

Nove em cada dez brasileiros querem que escolha de novo presidente seja por eleição direta.


Pesquisa do Instituto Vox Populi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada nesta sexta-feira (21) pela revista Carta Capital mostra que 78% dos entrevistados querem a cassação do mandato do presidente Michel Temer na ação baseada em suposto abuso de poder político e econômico na campanha eleitoral de 2014 e que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Ainda de acordo com a sondagem do instituto, que divulgou ao longo da semana resultados sobre a aprovação do governo e sobre as eleições presidenciais de 2018, nove em cada dez brasileiros entrevistados desejam que o novo presidente seja escolhido por eleições diretas, e não pelo Congresso Nacional, como está previsto na Constituição.

Resultado de imagem para temer

Nove em cada dez brasileiros querem que escolha de novo presidente seja por eleição direta.

O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores com mais de 16 anos, residentes em 118 municípios, de todos os estados e do Distrito Federal, em áreas urbanas e rurais, entre 6 e 10 de abril.  A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em ação impetrada no final de 2014, o PSDB questiona as doações de campanha e a relação da chapa Dilma-Temer com empresas envolvidas na Operação Lava Jato. Atualmente, o PSDB integra os quadros do governo Temer, tendo o deputado tucano Antônio Imbassahy como titular da Secretaria de Governo do Palácio do Planalto.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JB
EDIÇÃO DE ANB ONLINE
Clube de Desconto do Servidor firma parceria com a concessionária Gran Luxe Veículos, em São Luís
  
O Programa Clube de Desconto do Servidor celebrou  parceria com a concessionária Gran Luxe Veículos, localizada na Avenida dos Holandeses. A partir de agora, servidores do poder executivo estadual terão descontos de 5% na compra de veículos da Citroën.

O Clube de Desconto é desenvolvido pela Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep), por meio da Superintendência de Valorização e Acompanhamento do Servidor.  “Essa parceria é a maior já celebrada pelo Clube de Desconto. Em meio à crise atual, a obtenção de desconto na aquisição de um veículo, representa uma economia significativa para o servidor. Além de, também, favorecer as vendas do setor automotivo”, afirma a secretária da Segep, Lílian Guimarães.

41429089
A partir de agora, servidores do poder executivo estadual terão descontos de 5% na compra de veículos da Citroën.
O desconto no valor de 5% será concedido ao servidor que adquirir o veículo, tanto na loja, quanto pela internet, desde que seja identificada a concessionária Gran Luxe Veículos, situada na Avenida dos Holandeses – Calhau, São Luís-Ma. É importante ressaltar que o frete está incluso, nos 5% concedidos na compra pela internet.

 Para o proprietário da Franquia da Citroën em São Luís, Raimundo Luz, “essa parceria é muito importante, pois aproxima o setor empresarial do Poder Executivo Estadual”.
O Clube de Desconto do Servidor prossegue firmando novas parcerias e expandindo os benefícios aos servidores públicos estaduais. No mês de março, o programa fechou 28 novas parcerias com estabelecimentos comerciais, totalizando 232 parceiros em 73 cidades do Estado.

Massacre em assentamento deixa pelo menos cinco mortos no interior do Mato Grosso

Secretaria de Segurança Pública confirmou mortes; informações iniciais falaram em dez vítimas fatais.


A Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) confirmou, nesta sexta-feira (21), a morte de cinco moradores do assentamento Taquaruçu do Norte, localizado próximo ao Distrito de Guariba, em Colniza, no Mato Grosso, distante 1.065 quilômetros da capital Cuiabá. As informações foram enviadas à Sesp por um grupo composto por policias militares e civis que se deslocaram até o local onde ocorreu o massacre.

Assassinatos em assentamento mato-grossense ocorrem na mesma semana do massacre de Eldorado dos Carajás no Pará.

De acordo com a assessoria de comunicação da Sesp, o assentamento fica próximo à divisa do estado de Rondônia, em uma região de difícil acesso de transporte e de comunicação. Por isso, ainda não há confirmação do número exato de vítimas assassinadas.



As informações preliminares enviadas à Secretaria, segundo nota publicada no site, é que encapuzados invadiram o terreno e assassinaram 10 pessoas. Os relatos que chegaram até a polícia de Colniza é que entre entre as vítimas pode haver crianças e idosos, além de pessoas feridas e outras desaparecidas na região.



Ainda segundo a assessoria, o grupo de policias militares e civis conseguiu chegar ao município de Guariba na noite desta quinta (20) e, após falar com parentes das vítimas, confirmou a morte de cinco adultos.

Os policiais, até aquele momento, ainda não haviam chegado ao local do crime. Eles se deslocaram 200 quilômetros de Guariba até a Taquaruçu do Norte.

Os policiais, até aquele momento, ainda não haviam chegado ao local do crime. Eles se deslocaram 200 quilômetros de Guariba até a Taquaruçu do Norte. Para chegar ao local onde ocorreu o massacre são necessários mais 18 quilômetros por terra e 15 minutos de barco.



Os assassinatos de Taquaruçu do Norte ocorrem na semana em que é lembrado o massacre de Eldorado dos Carajás, quando morreram 21 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no Pará, em17 de abril de 1996.




As informações são da repórter Lilian Campelo, do BdF no Pará

Edição de Vanessa Martina Silva
sexta-feira, 21 de abril de 2017

Primo da deputada Andrea Murad recebe mais de R$17 mil no seu gabinete

O primo legítimo da deputada estadual Andrea Murad (PMDB), Felipe Couto Trovão, filho de um irmão da sua mãe, a ex-prefeita Teresa Murad, está nomeado no seu gabinete, na Assembleia Legislativa do Maranhão.

 


INVESTIMENTO A deputada Andrea Murad vem dando uma forcinha na ostentação do primo: R$ 17 mil.

Felipe foi nomeado logo após a posse dos deputados na Assembleia em fevereiro de 2015, para o cargo de Assessor Especial Legislativo, símbolo DGA. Já em março de 2016, Trovão foi transferido para o cargo de Técnico Parlamentar Especial, símbolo isolado, que é o maior salário de assessor na Assembleia.


O primo da deputada Andrea Murad nunca apareceu na Assembleia para dar um dia de expediente. Numa vida de ostentação, Trovão mora em Coroatá, onde participa da administração dos negócios da família, inclusive um posto de gasolina em fase de construção.


Ano passado, quando a Assembleia foi obrigada pela justiça a divulgar a lista de servidores e seus respectivos salários, Trovão já aparecia recebendo mais de R$16 mil. Em 2017, com o reajuste salarial do legislativo, esse valor ultrapassa a casa dos R$17 mil.

N° de visitas

relogio

Facebook

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:

(98) 9 8767-7101

E-mail:

agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com



Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB