domingo, 15 de dezembro de 2019

Medida provisória foi aprovada na Câmara na semana passada

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, marcou para a próxima terça-feira (17) a votação da Medida Provisória (MP) 893/19 que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia para o Banco Central (BC). A MP foi aprovada na Câmara, na última quarta-feira (11). Alcolumbre chegou a marcar para o dia seguinte a votação, mas foi obrigado a recuar por falta de quórum.

A votação da MP será a última votação do Senado este ano. Além disso, essa será a última oportunidade de confirmar a mudança do Coaf para o BC. A medida provisória perde a validade no mesmo dia.

O presidente Jair Bolsonaro editou a MP em agosto, transformando o Coaf em Unidade de Inteligência Financeira (UIF), com autonomia técnica e operacional e atuação em todo o território nacional.
Resultado de imagem para SENADO VOTA TRANSPARÊNCIA DO COAF PARA O BC NA PRÓXIMA TERÇA
NESTA TERÇA A votação da MP será a última votação do Senado este ano.
Segundo a MP, a Unidade de Inteligência Financeira será “responsável por produzir e gerir informações para a prevenção e o combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo, ao financiamento da proliferação de armas de destruição em massa, além de promover a interlocução institucional com órgãos e entidades nacionais, estrangeiros e internacionais que tenham conexão com a matéria”.

Nem todos os parlamentares são favoráveis à mudança. O Podemos, partido defensor da Operação Lava Jato e que tem no combate à corrupção uma de suas principais bandeiras, se posicionou contrário. Para o senador Álvaro Dias (Podemos-PR), líder do partido no Senado, não há justificativa na mudança desejada por Bolsonaro.

“Coaf prestou extraordinários serviços a CPIs fundamentais como a CPI dos Correios, a CPI do Mensalão. [...] Certamente, crimes foram desvendados. A corrupção foi colocada à luz para ser combatida, denunciada, julgada e condenada, certamente com grande contribuição e condenada, certamente com grande contribuição do Coaf. Essas alterações não se justificam”, disse.

MARCELO BRANDÃO
EDIÇÃO DE ANB

Jota Pinto recebe homenagem por incentivo ao esporte de São José de Ribamar

O 1° Campeonato Interno Ribamarense Guigo Jiu-jitsu aconteceu neste sábado no Colégio Patronato, em São José de Ribamar. Com mais de 400 atletas inscritos o evento é a maior competição da modalidade realizada no município.

Pelo incentivo à disseminação e crescimento do jiu-jitsu na cidade balneária Jota Pinto foi homenageado com uma medalha de ouro na competição. Na ocasião também foram homenageados o vereador Negão; o pré-candidato a vereador, Dr. Nadson, e a vereadora de São Luís, Concita Pinto, representada pelo marido Jota Pinto.
“Nós agradecemos o apoio dado pelo pré-candidato a prefeito de São José de Ribamar, Jota Pinto. Nós ficamos muito felizes pela confiança dele nos nossos atletas e pelo apoio para que o jiu-jitsu cresça em São José de Ribamar”, disse o organizador do evento, Roberto Ferreira, ao entregar a medalha a Jota Pinto.

O evento esportivo reuniu atletas entre 4 e 65 anos. As lutas foram divididas em categorias de peso, idade e faixa de graduação.
Grandes nomes do esporte maranhense marcaram presença no evento. Entre eles, o campeão mundial peso e absoluto, campeão brasileiro 2019 e campeão Sul americano 2017, Gabriel Costa; e o maior medalhista norte/nordeste de jiu-jitsu, Bruno Ribeiro.

” Eu fico muito feliz ao ver essa molecada crescendo no esporte! E é isso que me motiva a incentivar não só o jiu-jitsu mas todas as outras modalidade. Nós sabemos que o esporte ajuda a mudar a realidade dos jovens e é nisso que acreditamos, na geração de oportunidades!”
Cunho social
Além de divulgar o esporte, o 1° Campeonato Interno Ribamarense Guigo Jiu-jitsu teve cunho social no município. Para assistir as lutas, o público precisou doar 1kg de alimento não perecível. Toda a arrecadação será doada para famílias carentes de São José de Ribamar.

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE IMPRENSA DO PRÉ-CANDIDATO 

Após processo de licitação iniciado pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos em 2017

Após processo de licitação iniciado pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) em 2017, o Terminal Rodoviário de São Luís passou a contar, a partir de hoje, 09, com uma nova administradora.
A assinatura do contrato de concessão por 20 anos com a empresa Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico Ltda (SINART) foi realizada no dia 12 de novembro após cumprimento de decisão liminar do Tribunal de Justiça do Maranhão. A SINART foi vencedora do processo de licitação com 100 pontos, contra 67,89 pontos da segunda colocada.
Durante a vigência do contrato a SINART terá que investir, no mínimo, R$ 4,5 milhões na reforma e revitalização da Rodoviária de São Luís.
Resultado de imagem para Terminal Rodoviário passa a ter nova administradora
Segundo o representante da SINART, José Neto, o Terminal um novo cartão de visitas da capital maranhense.
“O processo de reforma do Terminal Rodoviário de São Luís já teve início com a recuperação emergencial da cobertura que deve ficar pronta em 90 dias. A partir de agora vamos analisar os projetos da SINART para a revitalização e modernização da rodoviária, atuando na parte de infraestrutura, hidráulica e elétrica e assim entregar um novo terminal rodoviário para a população do Maranhão”, disse o presidente da MOB, Lawrence Melo.
Segundo o representante da SINART, José Neto, o Terminal Rodoviário de São Luís será um novo cartão de visitas da capital maranhense.
“Vamos requalificar e modernizar todo o espaço e fazer com que os ludovicenses se orgulhem ao utilizar os serviços do terminal. Vamos investir toda nossa tecnologia e experiência em gestão de mais de 37 terminais de todo o Brasil para oferecer um trabalho de excelência e transformar a rodoviária em um cartão de visitas de São Luís”, disse José Neto.
MATÉRIA ENVIADA PELA SECRETARIA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL E ASSUNTOS POLÍTICOS DO GOVERNO DO MARANHÃO 
Nova edição da histórica publicação de Hugh Hefner recupera cinco ‘playmates’ que posaram durante cinco décadas para a revista, num ensaio que busca homenagear a beleza e sensualidade de todas as idades

Um número especial sobre a igualdade na Playboy, uma revista famosa pelas mulheres nuas na sua capa? A discussão é tão antiga quanto a própria revista (que nasceu em 1953 com um famosíssimo número cuja capa trazia Marilyn Monroe sem roupa). Um setor opinará que é um título que sempre explorou sexualmente as mulheres para construir um império milionário; outro dirá que nos anos sessenta ela estabeleceu o modelo de uma mulher que não estava mais na cozinha, e sim reivindicando sua própria identidade sexual. O fato é que, junto a ensaios fotográficos de nu explícito, de bom ou mau gosto segundo os olhos que os vejam, nas páginas da Playboy foram publicadas fantásticas entrevistas com ícones culturais como Miles Davis, Stanley Kubrick, Bette Davis, Yoko Ono e Martin Luther King, e a publicação inspirou ensaios interessantes, como Pornotopia, do Paul B. Preciado.

A criação de Hugh Hefner, que morreu em 2017, sofreu alguns tombos nos últimos anos (os nus desapareceram em outubro de 2015, mas voltaram um ano depois, por causa da queda nas vendas). O novo golpe de efeito da revista é o primeiro “especial igualdade” da sua história, que estará disponível nas bancas a partir de 17 de dezembro. Essa edição recuperara ex-playmates legendárias diante das lentes da fotógrafa Nadie Lee Cohen. Playmate é o nome dado às garotas que posam em suas páginas, e que não deve ser confundido com as “coelhinhas”, que são as mulheres que trabalham nos clubes que a revista mantém em várias cidades do mundo, ostentando as famosas orelhas como parte do uniforme.
Brande Roderick, Candace Collins, Vitória Valentino, Raquel Pomplun e Reneé Tenison em uma das imagens do ensaio da ‘Playboy’, postada na conta oficial da revista no Twitter.
Brande Roderick, Candace Collins, Vitória Valentino, Raquel Pomplun e Reneé Tenison em uma das imagens do ensaio da ‘Playboy’, postada na conta oficial da revista no Twitter.
Especificamente, são cinco mulheres que posaram na revista numa faixa temporal que vai de 1963 a 2012. A mais idosa é Victoria Valentino, de 77 anos, que foi capa em 1963, aos 20, e ultimamente teve uma indesejada notoriedade por ser uma das 46 mulheres que acusaram Bill Cosby de abuso sexual.

Torna-se assim a mulher mais idosa a posar para a Playboy (recorde que até fevereiro de 2018 cabia a Jane Seymour, a famosa Doutora Queen, que posou aos 67). Victoria Valentino não aparece completamente nua. Esse é o caso de Candance Collins Jordan, de 62, que no entanto cobre os seios com um braço. Ela foi playmate aos 22 anos, em 1979.
Raquel Pomplun, Reneé Tenison, Brande Roderick e Candace Collins.
Raquel Pomplun, Reneé Tenison, Brande Roderick e Candace Collins.
Reneé Tenison, de 51 anos, capa da publicação em 1979, aos 22, se atreve a posar em topless, assim como Brande Roderick, de 45, capa em 2000 aos 25. A mais jovem é Raquel Pomplun, de 32 anos, que foi capa em 2012, aos 24, e agora posa completamente nua (a única do grupo).

A revista defende que este ensaio fotográfico, intitulado Uma vez playmate, playmate para sempre, busca "humanizar esse conceito", mostrando que as playmates evoluem, envelhecem e mudam. "Em 2020 a noção de positividade sexual encontrou um novo entusiasmo entre mulheres jovens que acreditam que a verdadeira autonomia de seus corpos significa ter o direito de desfrutar e participar do que alguma vez se qualificou como ser mulher-objeto", escreve a colunista Jamilah Lemieux no texto que acompanha o ensaio.
Reneé Tenison posa em primeiro plano nesta foto. A modelo foi capa em 1989, aos 21 anos, e tem atualmente 51.
Reneé Tenison posa em primeiro plano nesta foto. A modelo foi capa em 1989, aos 21 anos, e tem atualmente 51. 
"O sexy é mais complicado que o belo e historicamente causa divisão entre as feministas", acrescenta. "Alguns ainda consideram que o trabalho sexual e o nu são irredimíveis e misóginos, postulando que o olhar masculino é inextricável nestas instituições inclusive se forem propriedade de mulheres. Outros sentem que a capacidade de existir nesses espaços é essencial, ou ao menos é uma opção necessária para nós."

O debate é tão fascinante como as imagens, que gerarão novamente um debate sobre se Playboy é ou não rançosa e machista. Mas, pelo menos, elas dão um passo à frente ao mostrar, numa revista que sempre celebrou a juventude, mulheres que beiram os oitenta anos.

GUILLERMO ALONSO
EDIÇÃO DE ANB
SÃO JOSÉ DE RIBAMAR ‘PEGANDO FOGO’
De ponta a ponta, a terceira maior cidade se vê perpassada por uma crescente preocupação coletiva

Ribamarenses mostram senso de responsabilidade com escolha do próximo prefeito

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE

Uma responsabilidade e tanto. Às mãos dos mais de 230 mil ribamarenses da terceira maior cidade do Maranhão, a escolha, daqui a nove meses, do próximo prefeito de São José de Ribamar.

De ponta a ponta, do Miritiua ao Bom Jardim, as rodas de conversas vem sendo pontuadas pelo intenso debate político que revela que o ribamarense-antes acostumado às eleições polarizadas fatídicas- preocupa-se, hoje, com os interesses coletivos, deixados no passado em segundo plano.
Ficou difícil de dissociar do mosaico de preocupações dos ribamarenses, a...
Entre as sete pré-candidaturas a Prefeito-dentre estas a do atual gestor do município-, apenas quatro mantem uma condução próxima do que espera os munícipes. As demais seguem isoladas, com perspectivas de ‘aparecerem mais’ a partir de março de 2020.

Paisagem social uniforme até 2017, mesmo as atrações festivas de finais de semana, onde dezenas de grupos e bandas locais levam entretenimento às famílias, nos dias atuais deram espaço aos assuntos políticos. Ficou difícil de dissociar do mosaico de preocupações dos ribamarenses, a perspectiva da eleição de 2020, seus nomes, grupos partidários e lideranças em ascensão.

Do ‘caqueado’ do reggae ao gingado do samba, passando pelo suingue do bolero, os ribamarenses discutem o pleito com o mesmo envolvimento e mostram satisfação em pormenorizar a história política da Balneária.

A Agência Baluarte já preconizava esse momento há três anos.

Erisvan, Guajajara da Terra Indígena Arariboia, foi morto e esquartejado na cidade de Amarante, região oeste do estado

Mais um indígena Guajajara foi assassinado no Maranhão. De acordo com a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), o corpo de Erisvan Soares do povo Guajajara, da Terra Indígena Arariboia, foi encontrado esquartejado na cidade de Amarante do Maranhão. O corpo de um homem não indígena também foi encontrado. É o quarto assassinato de integrantes da etnia em dois meses. 
De acordo com nota publicada nesta sexta-feira (13), Apib, em suas redes sociais, um ataque desenfreado contra os povos indígenas vem tomando conta do Maranhão. 
A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil denuncia que "ataque desenfreado contra os povos indígenas vem tomando conta do Maranhão" - Créditos: Mídia Índia
A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil denuncia que "ataque desenfreado contra os povos indígenas vem tomando conta do Maranhão" 
A coordenadora-executiva da Apib, Sonia Guajajara, que se candidatou à vice-Presidência, em 2018, afirmou que o clima na região é mais grave do que “um cenário de guerra". "Estamos num campo de batalha onde o ódio disseminado pelas forças políticas conservadoras, autoritárias, racistas são estimuladas pelo fascismo que já extrapolou todos os seus limites.”
No dia 7 de dezembro, os caciques Firmino Praxede Guajajara, da Terra Indígena Cana Brava, e Raimundo Belnício Guajajara, da Terra Indígena Lagoa Comprida, foram mortos a tiros. Outros dois indígenas ficaram feridos no ataque.

Antes, em 1º de novembro, o líder indígena Paulo Paulino Guajajara, que atuava como guardião da floresta, foi assassinado dentro da Terra Indígena Arariboia. Nenhum dos crimes foi solucionado pela Justiça.

O ministro de Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, enviou a Força Nacional para a Terra Indígena Cana Brava, nesta quarta-feira (11), para "garantir a integridade física e moral dos povos indígenas".
sábado, 14 de dezembro de 2019

Principais notícias do Governo do Maranhão

14/12/2019

- Flávio Dino inaugura hospital em Loreto e autoriza implantação do Serviço de Hemodiálise em Balsas

 (https://is.gd/8saTE8)

- Flávio Dino entrega obra da MA-270, sonho de décadas da população do Sul do Maranhão 

(https://is.gd/5lRa02)

- Retrospectiva – Maranhão reduz índices de criminalidade com investimentos em Segurança Pública 


- Pavimentação da MA-270 leva mais oportunidade de renda à comunidade quilombola 

(https://is.gd/tVbBIy)

- Maranhão vai se transformar no maior hub de combustíveis do Brasil 

(https://is.gd/6bkDTx)

- Casa de Apoio do Hospital de Câncer comemora dois anos de funcionamento com mais de 11 mil atendimentos 

(https://is.gd/mLVKT5)

- Prêmio Magno Cruz consagra iniciativas que se destacaram na defesa dos direitos humanos no Maranhão 

(https://is.gd/4r28ci)

- Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos recebe Prêmio + Acessível 

(https://is.gd/c1GHUA)

- Réveillon do Maranhão terá diversidade de ritmos e Daniela Mercury como atração principal 

(https://is.gd/7kb7Cd)

- Centro Educa Mais Almirante Tamandaré realiza culminância das disciplinas eletivas com vasta programação 

(https://is.gd/M9791R)

- Comunidade Floresta recebe escadaria revitalizada pelo Governo do Estado 


- Provas do seletivo para residências Médica e Multiprofissional será neste domingo (15) 

(https://is.gd/sB4gUa)

- Equipes do CEM Diamante alertam para prevenção do câncer de pele 

(https://is.gd/KJ6yZx)

- SES participa do Seminário Anual de Fortalecimento dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente do Maranhão 


BOLETIM ENVIADO PELA SECRETARIA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL E ASSUNTOS POLÍTICOS DO GOVERNO DO MARANHÃO
Evento  vai acontecer a partir das 9h, no Colégio Patronato, ao lado da igreja católica

Será realizado neste domingo, 15, o 1° Campeonato Interno Ribamarense Guigo Jiu-Jitsu. O evento  vai acontecer a partir das 9h, no Colégio Patronato, ao lado da igreja católica de São José de Ribamar. Mais de 400 atletas já se inscreveram para o torneio, que tem o apoio de Jota Pinto

As lutas serão divididas em categorias de peso, idade e faixa de graduação, com a participação de atletas de 4 a 65 anos. Além da competição, estão previstas apresentações de outros tipos de luta.

Segundo um dos organizadores do evento esportivo, Roberto Ferreira, o campeonato é um importante incentivo à prática de esporte na cidade balneária. "A nossa intenção é realmente atrair as crianças e adolescentes para a modalidade. O esporte é um equipamento de desenvolvimento de jovens e a gente quer incentivar a prática nos municípios que ainda estão carentes de oportunidades", explica Roberto Ferreira.
Resultado de imagem para Com apoio de Jota Pinto, 1º Campeonato Ribamarense Guigo de Jiu-Jitsu será realizado neste domingo
Segundo um dos organizadores do evento esportivo, o campeonato é um importante incentivo à prática de esporte na cidade. 
Os padrinhos do esporte em São José de Ribamar, Jota Pinto e Dr. Nadson, serão homenageados com a entrega da placa de agradecimento.

"São José de Ribamar é a terceira maior cidade do estado, por isso, a gente precisa incentivar o desenvolvimento dos jovens e  nada melhor do que o esporte pra isso. Além de ser importante pra saúde, gera interação social, disciplina e muitas oportunidade pro futuro dessas crianças e adolescentes", afirma Jota Pinto.

Grandes nomes

Grandes nomes do jiu-jitsu maranhense estarão presentes, entre eles, o campeão mundial peso e absoluto, campeão brasileiro 2019 e campeão Sul-americano 2017, Gabriel Costa; e o maior medalhista norte/nordeste de jiu-jitsu, Bruno Ribeiro.

"Eu comecei a lutar quando ainda era criança e o esporte me deu tudo o que eu tenho. Com 17 anos fui morar em São Paulo e viver como atleta profissional e, agora, com tantos títulos conquistados, posso voltar ao meu estado pra mostrar que essas crianças também podem crescer como eu", conta Gabriel Costa.

A inscrição para o 1° Campeonato Interno Ribamarense Guigo Jiu-jitsu ocorre mediante a doação de 1kg de alimento não perecível. Toda a arrecadação será doada para famílias carentes de São José de Ribamar.

FIQUE ATENTO:

O quê: 1° Campeonato Interno Ribamarense Guigo Jiu-jitsu

Quando: 15 de dezembro, às 9h

Onde: Colégio Patronato, ao lado da igreja católica de São José de Ribamar


MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE IMPRENSA DO PRÉ-CANDIDATO
sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
Pré-candidato do Patriota à prefeitura de Imperatriz, o presidente da Câmara Municipal encampou dezenas de proposições em favor da segunda maior cidade do estado
Para José Carlos, o ano foi de lutas, vitórias e conquistas anotadas à população

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE

Antes de decretar ‘recesso branco’ ao parlamento imperatrizense, o presidente da Câmara Municipal e pré-candidato a Prefeito da segunda maior cidade do estado, vereador José  Carlos, do Patriota, já havia encampado dezenas de proposições  ao longo de 2019 em favor dos imperatrizes.

Atuação forte, independente e atenta aos pleitos dos povoados e bairros  de Imperatriz, foi por essa mesma atuação que José Carlos há dois anos foi elevado pelas comunidades à condição de alternativa ao Executivo da cidade.
Resultado de imagem para ze carlos pré-candidato a prefeito
O embate entre Câmara e Governo aguçou   o clima político na cidade após o rompimento do presidente da Casa com o atual prefeito: "Tentei ajudar institucionalmente de todas as maneiras, mas não irei carregar sozinho nas costas esse peso, que é dele e  de sua administração''. 
O pré-candidato comemora e ratifica um projeto político à altura do que esperam os munícipes. ‘’Sou pré-candidato a Prefeito não só pelo bem de Imperatriz, mas pela honra e dignidade de nossa gente ; estamos unidos e juntos com nossa população nesse propósito. Imperatriz merece mais’’, afirma.

Sob  polêmicas, debates intensos, discussões plenárias acaloradas, o presidente da Câmara contabiliza ganhos em 2019 e destaca que o ano foi desafiador. ‘’Foi um ano onde o Governo tentou barrar por diversas vezes as conquistas dos Imperatrizenses  e a Câmara reagiu na defesa do interesse coletivo’’, lembra José Carlos.  

Ruptura necessária- O embate entre Câmara e Governo aguçou   o clima político na cidade após o rompimento do presidente da Casa com o atual prefeito em fevereiro passado. Na ocasião, José Carlos afirmou que não iria  carregar sozinho o peso do desgaste político e administrativo do Governo municipal. "Tentei ajudar institucionalmente de todas as maneiras, mas não irei carregar sozinho nas costas esse peso, que é dele(referindo-se a Assis Ramos)  e de sua administração’’, disse.
Resultado de imagem para ze carlos imperatriz
A destacada atuação do parlamentar acabou por lançar de forma natural  a pré-candidatura de José Carlos pelos líderes carentes de representatividade. 
Essa ruptura se deu pelo fato de o presidente ter optado por construir uma agenda no Legislativo que estivesse linkada em tempo real  com as demandas sociais e as lutas de setores da sociedade ligados à causa do Trabalho, a exemplo da  aprovação da Lei Ordinária nº 24/2019, que criou o serviço de táxi-lotação no município. A conquista foi comemorada pelo conjunto da população de Imperatriz que, por mais uma vez, aplaudiu a atuação da Câmara nessa e outras frentes de trabalho.

Na oportunidade, José Carlos assinalou que, entre as medidas que beneficiariam os motoristas do transporte alternativo, ‘’evitar que o Município multe os profissionais, beneficiando  não só os taxistas, mas também a população’ fora um dos  ganhos positivos proporcionado pelo  projeto. 

Câmara atuante, pré-candidatura a todo vapor- A destacada atuação do parlamentar acabou por lançar de forma natural  a pré-candidatura de José Carlos pelos lideres carentes de representatividade nas regiões do município, e fez do vereador uma figura central no debate politico para 2020.

Em outubro, já consolidado no páreo da disputa, José Carlos rechaçou duas pesquisas contratadas, segundo ele, ao ‘gosto do dono’, com intenções de diminuí-lo na corrida. Na oportunidade, o vereador lamentou , disparando contra a conduta duvidosa de seus adversários. ‘’Pesquisas desonestas, mentirosas e que colocam todos na sua frente’’, pontuou, acrescentando:  
Resultado de imagem para ze carlos pré-candidato a prefeito
INCOMODANDO OS ADVERSÁRIOS O pré-candidato José Carlos, em outubro passado: ''Pesquisas desonestas, mentirosas e que colocam todos na sua frente''. 
“De tanto tentarem me derrubar e dizer que vou ser vice de alguém, que estou me valorizando, que vou ser vereador, meu nome está crescendo e começa a incomodar. Já contribui muito com o parlamento, minha missão agora é outra: transformar este lugar e trazer de volta a cidade para sua gente, voltar aos trilhos, de volta para o povo de Imperatriz. Vim para essa terra para ajudar as pessoas, e vou deixar minha marca, pois por onde passo  só deixo aprovação, da mesma forma que estou fazendo aqui na Câmara, que nunca mais foi a mesma”.

2020 chegando- O presidente da Câmara manifesta alegria, atualmente,  ao deparar-se com o fim de mais uma jornada legislativa. Para o edil, o parlamento conseguiu aglutinar as pautas elaboradas a partir das exigências dos imperatrizes, sem , contudo alienar-se do momento de efervescência política que norteia a cidade na atualidade..

‘’Foi um ano  de lutas, vitórias e conquistas anotadas à nossa população. Foi um ano duro, mas alegre, feliz  e estou com o sentimento de missão cumprida; 2020 está chegando e a  minha mensagem continua a mesma: fé num futuro próspero para Imperatriz; para as nossas  famílias imperatrizes; para os filhos de nossa terra; para aqueles que aqui vivem e investem. Que venha 2020’’, saúda.
Resultado de imagem para jose carlos soares imperatriz
COMPROMISSO ''Não há outra palavra a não ser compromisso constante, diário com Imperatriz. Lutarei sempre pelo desenvolvimento de nossa cidade, sem pestanejar; pela ocupação do espaço público pelos imperatrizes, até vermos a nossa Imperatriz sonhada tornar-se realidade’’. 

Imperatriz é uma das mais importantes cidades do Maranhão, com cerca de 290 mil habitantes distribuídos em uma área de 1 368,988 km². Diante da grandiosidade deste e outros espaços, José Carlos faz questão de reafirmar o que em declarações anteriores já havia asseverado: continuará a ter compromisso com o desenvolvimento da ‘Princesa do Tocantins’.

‘’Não há outra palavra a não ser compromisso constante, diário com Imperatriz. Lutarei sempre pelo desenvolvimento de nossa cidade, sem pestanejar; pela ocupação do espaço público pelos imperatrizes, até vermos a nossa Imperatriz sonhada tornar-se realidade’’, afirma. 
Os  chamados ‘currais eleitorais ribamarenses’ podem ser enfrentados por um eleitor consciente da alternância
Cidade desconfia de pré-candidaturas que não dialogam com a realidade do vasto município

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE

Basta um rápido passeio pelas  quatro regiões de São José de Ribamar para conferir in loco a acentuada desconfiança do eleitor ribamarense com as vertentes que caracterizam as sete pré-candidaturas a Prefeito até aqui anunciadas.

O receio tem relação direta com o que os postulantes dizem representar: se afirmam ser a Mudança, os munícipes- com o ‘pé atrás’-, questionam qual mudança seria capaz de imprimir na cidade um ritmo de desenvolvimento que não àquele pregado apenas no jargão eleitoreiro como frase de efeito; se apregoam ser a Alternância, a grande maioria dos ribamarenses ainda acredita que essa alternância se daria só na mudança de nomes, saindo um prefeito com um CPF e entrando um ‘novo’ com outro.

A Editoria de Eleições da Agência Baluarte esteve nos últimos nove dias em cerca  de 13 bairros do município e pôde constatar que o leitor de 2020 é ainda aquele que alimenta a esperança de um dia São José de Ribamar tornar-se uma cidade-referência, mas, sufocado por uma onda de politicalha que o abate há quase duas décadas, acaba por dividir-se entre o voto nulo e o voto de protesto.
Resultado de imagem para sao jose de ribamar
SÃO JOSÉ DE RIBAMAR ‘PEGANDO FOGO’ É dentro dessa conjuntura intricada, divergente, heterogênea que a próxima pesquisa para Prefeito tende apresentar um...
Do Alto do Itapiracó ao Laranjal, assim como em bairros como Olho D´Água( na Sede) Novo Cohatrac, Santa Terezinha, São José dos índios, Itaguará, Jota Lima, Riozinho, Piçarreira, Vila Cafeteira e Santa Maria,   o sentimento de revolta ganha a cidade. Pré-candidaturas dos chamados ‘políticos de fora’, alusão aos provenientes de outros municipios, continuam a ser repudiadas, ao passo que os que invocam uma certa  ‘ribamarensidade’, afirmando serem ribamarenses e por essa  razão seriam a ‘opção certa’ para a cidade , também causam ojeriza no eleitor. O eleitorado local não associa o fato de que alguém que teria nascido em São José de Ribamar faria, por definição,  uma boa gestão.

É dentro dessa conjuntura intricada, divergente, heterogênea que a próxima pesquisa para Prefeito tende apresentar um cenário fragmentado. O atual gestor, Eudes Sampaio, do PTB, enfrenta sua própria condição de representante do grupo político que comanda a gestão de São José de Ribamar com lacunas e evasivas históricas. Os eleitores que vão às urnas daqui a nove meses apontam as movimentações da Prefeitura no último semestre como ‘ações eleitoreiras’. Esse eleitor tem se mantido ressabiado com os governistas.

Já as pré-candidaturas da Câmara Municipal durante oito anos foram adiadas por conta de acordos de vereadores com o grupo de Sampaio, e só agora, em meio a uma onda de rejeição insustentável por todas as comunidades, além da falta de transparência histórica da Casa legislativa, tentam ‘dialogar’ com os ribamarenses. Os munícipes atentos à essa estratégia, desconfiam dos parlamentares que, segundo eles, há 15 anos contribuem diretamente para o fortalecimento dos chamados ‘currais eleitorais ribamarenses’ a cada pleito.

ANB Online conversou com dezenas de líderes políticos e comunitários, recentemente. A reportagem apurou que já há um movimento a ser formado no sentido de enfrentar as táticas de compra de votos em São José de Ribamar, possivelmente exemplificadas em votações meteóricas de vereadores, verificadas nas ultimas duas eleições. ANB também ouviu dos moradores de diferentes bairros do  município que pré-candidaturas que não estejam em confluência com as principais demandas dos ribamarenses-enumeradas em cinco- continuarão a ser repudiadas até outubro de 2020.