segunda-feira, 19 de abril de 2021

Carlos Brandão, candidato do governador Flávio Dino para 2022, e os demais pré-candidatos somados, apenas duas estruturas políticas se farão ouvir

POR FERNANDO ATALLAIA

EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE

atallaia.baluarte@hotmail.com

Quando AGÊNCIABALUARTE retratou, com exclusividade, que o grupo do deputado Josimar Maranhãozinho seguia unido, integrado em torno da possibilidade de fazer Josimar Governador, sobravam incertezas quanto a um projeto político que se fortalece apenas no ideário do grupo do PL.

Roberto Rocha é o candidato do presidente  no estado: ele deve congregar Jorge, Bonfim, Josimar  e os raquíticos ensaios de  ultradireita que decepcionam Jair Bolsonaro no Maranhão. 

Ainda que ANB Online tenha injetado gás à pré-candidatura de Maranhãozinho nos últimos 20 dias- mesmo sem nunca tê-lo entrevistado- apenas à  guisa de análise política, o oxigênio que faltava à percepção emperrada dos liberais não foi suficiente para despertar para um fato que vem sendo apontado como o maior empecilho de Josimar ao seu crescimento: deputado e grupo não avançam  fora da bolha partidária, dialogando, redundantemente,  apenas entre eles  mesmos.

No andar da carruagem de 2022, que é célere, Maranhãozinho não está de todo perdido, mas tende a ser, naturalmente, ofuscado por figuras como Roberto Rocha que deve reunir comboio eleitoreiro em torno da própria candidatura ao Palácio dos Leões. Rocha é o candidato de Jair Bolsonaro no  Maranhão e o presidente atuará in loco pela formação de bloco unificado que reunirá figuras emergentes do cenário como Lahesio Bonfim, e as já pasteurizadas , a exemplo de Maura Jorge. A intervenção de Jair assimila Josimar Maranhãozinho-que ao lado de Roberto- será orientado por Bolsonaro a engrossar o caldo do senador. Não merecem destaque nem tampouco citações ensaios inexpressivos de movimentos de ultradireita no estado, decepção recorrente do presidente pró-covid no Maranhão.

O deputado   Josimar Maranhãozinho: ele não consegue se movimentar além do seu próprio grupo. 

A reunião promovida, há uma semana,  pelo  governador Flávio Dino, onde aparecem, em imagem emblemática, o vice governador Brandão e o pedetista Weverton Rocha deflagra  a real natureza da disputa a partir de agora: de um lado, uma diversidade de prefeitos, vereadores, militantes, deputados, lideranças comunitárias e  segmentos sociais  na  defesa da continuidade do grupo dinista; do outro, Josimar, Bonfim, Jorge e Roberto Rocha lado a lado ano que vem.

O governador Flávio Dino: opção por Carlos Brandão em  inevitável desistência de Weverton, deixa clara tendência do grupo em fortalecer-se em copas. 

A disputa ficou clara evidenciando o que já era sabido: não há mais tempo a perder.

2 comentários:

  1. Fernando atalaia meu irmao o bolsonaro vai botar seu josimar de vice de roberto em brasilia ja ta decidido o martelo ja ta batido
    Janio de buriti

    ResponderExcluir
  2. BOA KKKKKKKKKKKKKKKK BOLSONARO VAI CHAMAR É TUDO MUNDO NA CATRACA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    SIMONE DA VILA PASSOS SUA ADMIRADORA ATALAIA

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB