sábado, 27 de fevereiro de 2021

O governo saudita negou as denúncias presentes no relatório publicado pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos

O governo saudita negou as denúncias presentes no relatório publicado pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos que aponta que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman aprovou a operação para assassinar o jornalista Jamal Khashoggi em 2018.

ASSASSINADO EM 2018 O jornalista Jamal Khashoggi(à direita):  o governo saudita negou as denúncias presentes no relatório publicado pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos.
"O governo do reino rejeita categoricamente o que é declarado no relatório sobre o crime do assassinato do cidadão Jamal Khashoggi. Que Deus tenha piedade dele", declarou o Ministério das Relações Exteriores saudita em comunicado publicado no Twitter e pela agência de notícias estatal "SPA".

efe

edição de anb

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB