quinta-feira, 18 de abril de 2019
Prefeito enterrou de uma vez por todas as possibilidades de retorno à Balneária
Seu vice ,  agora prefeito, vive  o maior inferno astral já proporcionado por uma ex-gestão nos últimos 15 anos

POR FERNANDO ATALLAIA 
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE  
  
Em 2005 o então prefeito Fernando Moura da Silva abriu as ações da Prefeitura ribamarense para as Vilas, iniciando um canal de participação popular até então inexistente com o  Executivo municipal. Essa estratégia serviu para catapultar Moura da Silva a um ambiente favorável a reeleições de seu grupo político em São José de Ribamar. 
Resultado de imagem para EUDES SAMPAIO sao jose de ribamar
O prefeito Sampaio: sem pulso para governar a Balneária, ele ainda será candidato à reeleição.
Quando conseguiu emplacar o mancebo Gil Cutrim como Vice, abandonando pela primeira vez a gestão da cidade, após nova articulação em torno do seu próprio umbigo(Fernando queria ser governador), a administração do município ainda respirava bem em alguns setores. Mas, após a reeleição vitoriosa de Cutrim, Fernando Moura da Silva passa a compreender que a única forma de continuar no poder era ter em mãos, novamente, a terceira maior cidade do Maranhão como trunfo.  Por querer reaver prestigio diante do jogo bruto que o fez desistir da candidatura ao Executivo estadual. Por querer barganhar poder junto à classe politica que tanto exalta.
O pré-candidato Jota Pinto tem um organograma com ações para livrar a Balneária das muitas mazelas.
Esses fatos- reservados os devidos intervalos- se ligam de alguma maneira,  ao mesmo fenômeno já percebido por analistas da realidade ribamarense: Fernando Moura da Silva usou, por repetidas vezes, a cidade como marketing em prol do fortalecimento de sua imagem. Há dois anos, parte dos ribamarenses ainda lembrava-se das razoáveis ações implementadas por ele entre 2005 e 2008. Três anos de consolidação de um governo que se queria técnico. 

Mas esses três anos vem caindo no esquecimento diante da constatação de que obras estruturantes jamais foram realizadas pelas gestões de Moura da Silva e grupo na terceira maior cidade do Maranhão. Ausências gritantes como a falta de um Complexo Industrial; a concepção de um programa de exportação para a Agricultura local e  a implantação de um Hospital de alta complexidade que contemplasse os mais de 200 mil ribamarenses ainda em 2014, são alguns exemplos. Neste ano, Fernando Moura ainda dava as cartas no Executivo. Era dele o prefeito eleito. 
Resultado de imagem para edson junior sao jose de ribamar
Fernando Moura da Silva: ações de 2005 que caíram no esquecimento.
Agora prestes a completar dois meses da desistência de Moura da Silva na Balneária, o prefeito deixado por Fernando, Eudes Sampaio, enfrenta um inferno astral severo: Sampaio não tem pulso para conter a revolta gerada por Fernando Moura da Silva no município. Está com medo, atônito, sem norte,  como informam fontes ligadas a ele.

Ribamarenses querem novidade- Enxovalhadas de protestos das Vilas às Limítrofes, os ribamarenses rechaçam quatro pré-candidaturas para 2020 nas comunidades e bairros. Eles atribuem a responsabilidade pelo caos do município a 13 vereadores que há anos participam das gestões de Moura da Silva e a elas foram historicamente alinhados. Dentre estes, um parlamentar de novo mandato, acusado pela grande maioria da população ribamarense  de ser conivente com a transgressão da Lei de Transparência pela Câmara de Vereadores. Há quase oito anos o Portal da Casa não é atualizado.
  
Cenário inaceitável para o novo eleitorado que se insurge em São José de Ribamar de ponta a ponta, pré-candidaturas como a do advogado Edson Júnior (PSD), e do ex-deputado Jota Pinto (Patriota), vem representando alternativas viáveis à complexa conjuntura,  onde velhos nomes da política ribamarense tentam ludibriar a opinião pública local em busca de apoio. 
Edson Junior candidato número 15 pelo PMDB, concorre ao cargo de vice-prefeito, São José de Ribamar/MA
O advogado Edson Júnior: pré-candidatura que dialoga com a realidade ribamarense em muitas frentes.
O fato é que a concentração de poder em torno de vereadores e figuras caquéticas da politicalha municipal (onde se inserem cinco secretários ‘vitalícios’ da gestão)que ao longo dos anos, contribuiu  para as desigualdades sociais aumentarem  na Balneária, criou um ambiente de desalento, miséria e descrédito, onde milhões de reais públicos escoem pelos bolsos de poucos em detrimento do interesse público-coletivo. 
  
Pré-candidaturas como a de Júnior e Jota Pinto se propõem enfrentar essas e outras mazelas.

6 comentários:

  1. Na fita parabens Dr Edson Vou de Edson Junior Prefeito
    Vice Jota- Dieguinho da Sede

    ResponderExcluir
  2. Atalaia, faça a matéria moço, vice de Eudes é Manuelly Inácio, ele mandou cancelar as reuniões dele semana passada, para atender ela, pode perguntar lá na prefeitura. Diz que o DR. estar louco com isso, pq ele não é chamado pra nada...


    Doquinha da cede

    ResponderExcluir
  3. Professor não tem como botar mulher para ser candidata, tem que botar fé é em Edson, primiero prefeito negro, lugar d emulher é na cozinha não em prefeitura.

    Carlos do Maruim

    ResponderExcluir
  4. De onde saiu Junio Lago? cada coisa que se ve nessa cidade

    Nando

    ResponderExcluir
  5. Atenção atenção, o doutor tá loucão, a loura tá botando pãnico por onde passa, todos os candidatos querem o apoio dela, diz que o primo metido a divulgador, anda falando mal dela mas não tá dando serto, ela é preparada, chama pro debate com o doutor...

    ResponderExcluir
  6. Tem que ser mulher pra disputar com esses preconceituosos, tem que ser alguém atuante na política do municipio.


    Catarina

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB