segunda-feira, 2 de abril de 2018

O Programa Farmácia Viva, coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde, chegou ao marco de 100 municípios participantes na última semana


O Programa Farmácia Viva, coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), chegou ao marco de 100 municípios participantes na última semana, com a assinatura do termo de adesão pelo prefeito da cidade de Balsas, Erik Augusto Silva, e pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. A assinatura foi parte da programação da 3ª Reunião Plenária Ordinária do CRF-MA, na Pousada Recanto dos Pássaros, em Balsas.

“Ficamos felizes com a adesão de Balsas. É um marco para a cidade que completou 100 anos no último dia 22. Nossa intenção é chegar aos 217 municípios maranhenses. O programa une ciência e saberes populares. Com isso, ampliamos a assistência à população de forma simples e eficaz”, comentou o secretário Carlos Lula.

Para o prefeito de Balsas, o médico Erik Augusto Silva, o programa vai contribuir muito para melhorar a saúde dos moradores do município e diminuir filas por atendimento.

Criado há pouco mais de um ano, o Programa Farmácia Viva já foi implantado em 28 dos 30 municípios contemplados no Plano Mais IDH.
“Agradecemos o secretário Carlos Lula pela bela iniciativa. Os fitoterápicos são importantes no tratamento de pequenas patologias. Muitos pacientes buscam os hospitais e postos de saúde muitas vezes sem a necessidade. Com os fitoterápicos podendo ser indicados por farmacêuticos, ajuda-se a fazer a medicina preventiva e básica, evitando as filas”, reconheceu.

Durante a 3ª Reunião Plenária Ordinária do CRF-MA, o Governo do Estado foi homenageado pelos incentivos e promoção da assistência farmacêutica e pela valorização do profissional de farmácia do estado, através de uma placa dada ao secretário de Estado da Saúde.

Programa

Criado há pouco mais de um ano, o Programa Farmácia Viva já foi implantado em 28 dos 30 municípios contemplados no Plano Mais IDH. Os profissionais da Força Estadual de Saúde (Fesma), que atuam nessas cidades, funcionam como agentes multiplicadores para orientar a população a fazer uso de plantas medicinais.

O programa funciona em parceria com as prefeituras municipais na instalação de hortos medicinais, espaços onde são cultivadas plantas utilizadas no tratamento e prevenção de doenças. Municípios que não estão no Plano Mais IDH também podem aderir ao programa. Com Balsas, são 100 municípios participantes.

A coordenadora do programa, Kallyne Bezerra, afirmou que com a adesão de Balsas, o projeto se fortalece, assim como o profissional de farmácia. “A farmácia viva é uma bandeira do farmacêutico, que pode prescrever fitoterápicos e plantas medicinais tanto nas unidades básicas de saúde quanto nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Fortalece a assistência farmacêutica, o trabalho de enfermagem, do médico, dentista, que são todos uma equipe só”, comentou.

Segundo ela, a Farmácia Viva trabalha com a qualidade de vida das pessoas, que não têm acesso facilitado à saúde ou retorno com o uso de medicamentos químicos. “As plantas medicinais podem ser coadjuvantes em outros tratamentos, como hipertensão, diabetes, vitiligo, verminoses e muitas outras patologias”, listou.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB