sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Com Mais Empregos, jovens superam crise e Maranhão se destaca no ranking de carteira assinada


Recém-formada, a jovem Juliene Serra foi convocada pela Secretaria de Trabalho e Economia Solidária (Setres) em agosto do ano passado para uma entrevista. Após conversa com os técnicos da Secretaria, a jovem foi recrutada para trabalhar no atendimento de uma empresa no ramo de capacitação tecnológica. Era mais uma contratação por meio do programa Mais Empregos, do Governo do Maranhão.

“Fui muito bem tratada pelos técnicos da secretaria e agradeço muito essa oportunidade. Estava desempregada e agora tenho a oportunidade de trabalhar com carteira assinada. Nestes seis meses de contratação, estou indo muito bem”, conta Juliene é uma das centenas de jovens ludovicenses que tiveram a oportunidade de trabalho formal em 2017, ano em que, apesar da crise e do avanço do desemprego no país, o Maranhão se destacou com saldo positivo.

''O nosso trabalho gera outros trabalhos, porque injetamos mais dinheiro na economia, o que é bom pra todos''. 
Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, São Luís foi a quinta cidade do país a gerar mais empregos no ano passado. E o Maranhão foi o segundo Estado a criar mais vagas no Nordeste também em 2017.

Empresário no setor de material de construção na capital maranhense, Adaias Cavalcante de Alencar Filho diz que fez novas contratações ano passado graças ao Programa Mais Empregos: “Sem esse auxílio, eu não teria feito a admissão de novos funcionários. Vejo o apoio do governo como um incentivo importante em momento de dificuldades”.

Adão Pereira conseguiu emprego perto de casa.
Contratado na empresa de Adaias, o consultor de vendas Marcos Araújo diz que o emprego ajuda também a aquecer a economia local. “O nosso trabalho gera outros trabalhos, porque injetamos mais dinheiro na economia, o que é bom pra todos”, afirma.

Mais apoio

Criado pelo governador Flávio Dino para proteger pequenos empresários e gerar vagas de trabalho no Maranhão, o programa garantiu pagamento de R$ 500 mensais para complementar o salário a cada nova contratação feita por empresas de pequeno porte em todo o Estado. Cada empresa pôde contratar até dez novos funcionários com o auxílio fornecido pelo governo.

O Governo do Maranhão também ampliou instrumentos para a geração de mais empregos com carteira assinada.“Nós fizemos um esforço para ampliar o acesso do cidadão ao mercado de trabalho, com o Programa Mais Empregos e com a abertura de uma nova agência do Sine na Área Itaqui Bacanga para que moradores da área tenham oportunidades nas empresas instaladas na região,” exemplifica o titular da Setres, Julião Amin.
Resultado de imagem para JULIAO AMIN
O titular da Setres, Julião Amin: ''Nós fizemos um esforço para ampliar o acesso do cidadão ao mercado de trabalho, com o Programa Mais Empregos e com a abertura de uma nova agência do Sine na Área Itaqui Bacanga para que moradores da área tenham oportunidades nas empresas instaladas na região''.
De acordo com o secretário, outra medida importante para gerar empregos formais é a política de capacitação: “Promovemos cursos nos municípios do interior onde o Governo está fazendo obras com o objetivo de que as pessoas das próprias localidades sejam contratadas pelas empresas. É um esforço que agora vemos refletido nos bons resultados de geração de empregos formais no Estado”.

É o caso do estoquista Adão Pereira, de 27 anos. Morador de uma região aquecida pelo comércio, ele foi selecionado pelo Sine para trabalhar em uma empresa a apenas duas quadras de sua residência: “Essa oportunidade dada pelo Governo tanto para incentivar financeiramente as empresas, quanto no auxílio à seleção, significou a conquista dessa oportunidade de trabalhar logo e próximo à minha residência”, conta.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB