domingo, 25 de fevereiro de 2018

Flávia Monti, Deixa acontecer…

Flávia Monti curte sexo quando dura a noite toda e é uma exceção à regra das quatro paredes. Para ela, vale tudo ao ar livre.

GATA flavia-monti (1)


''Faça, sim. Se precisar de uma guia… Você já tem meu telefone''.

Flávia Monti / 30 anos, capixaba

Imagino? Você pode ensinar para algum curioso em conhecer a dança da Flávia?

Já ensinei alguns curiosos (risos). Eu ensino pra quem quiser aprender. Dançar é comigo mesmo!

Preliminares?

São essenciais. Nada de rapidinha. Vamos estrear uma nova categoria de sexo! A demoradinha. As pessoas precisam mais da demoradinha.

Você tem alguma posição preferida?

Quando estou com quem eu curto? Qualquer uma. Simples assim. Se está gostoso, vale tudo.

Tudo mesmo?

O corpo inteiro, de todas as maneiras, de todas as formas. Uma coisa sem limites. Não dá vontade de parar. Não tem frescura. Eu gosto de fazer em tudo quanto é canto, na cozinha, na sala…


Tem alguma aventura assim pra contar?

Uma vez eu transei no meio na selva amazônica. Você não tem ideia de como foi bom. Eu estava numa trilha e recebi um olhar que me dominou. Foi uma delícia. Realizei uma coisa que nunca tinha nem pensado. Eu não fazia ideia de que eu gostava disso. Mas hoje eu só quero repetir a dose. Nas viagens seguintes, eu não deixava ele levar cueca e eu não levava calcinha. Ele não estava dando conta de mim. Ele pediu água. Você acredita? Eu tirava a bermuda dele, e a terra tremia. Eu não deixava nem ele olhar no relógio… (risos).
Até pensei em fazer uma trilha em breve.

Faça, sim. Se precisar de uma guia… Você já tem meu telefone.

Um comentário:

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB