segunda-feira, 17 de abril de 2017

Terceira maior cidade do Maranhão vive seu pior momento na área da Segurança Pública. 

A comunidade de Piçarreira em São José de Ribamar, ao lado de Jardim Tropical, dos conglomerados das vilas Kiola, Operária, Cafeteira, São Luís, Jota Lima, Sarney Filho I e II, além de bairros como Mata, Matinha, Rio de São João, Ubatuba, Tijupá Queimado, Parque Vitória, Moropoia, Jota Câmara, São Raimundo, Vila Dr Julinho( estes quatro últimos localizados na região da Sede da cidade) vivem seu pior momento na terceira maior cidade do Maranhão.  

Tudo porque São José de Ribamar não conseguiu superar seu principal desafio nos dias atuais: combater a onda  de criminalidade e violência que se alastra pelos perímetros do município. 

São José de Ribamar
Cidade-roteiro religioso do País, São José de Ribamar vive seu pior momento na Segurança Pública; ribamarenses já não sabem a quem recorrer.
Nos últimos 7 dias , ANB recebeu cerca de 147 ligações telefônicas de ribamarenses denunciando a falta de ações sistemáticas, ostensivas e propositivas para inibição do problema. Os munícipes também denunciam  'falta de pulso' por parte do Legislativo municipal que, segundo eles, tem feito ‘vistas grossas’ em relação à questão urgente.  

Depois de São Luís, a capital do estado, e Imperatriz ,  Ribamar detém o maior território do Maranhão, porém, ainda sob forte vulnerabilidade social. A ausência de cobertura que faça jus à dimensão da cidade por parte da Secretaria de Segurança Pública-SSP  é um dos grandes entraves ao enfrentamento do problema  que vem destroçando as comunidades locais na atualidade.  Pais e mães de família, jovens, idosos e até crianças, além de adolescentes, tem sentido em tempo integral o clima de insegurança que se instalou em São José de Ribamar. 

Resultado de imagem para jefferson portela
ABANDONO TOTAL O titular da SSP-MA, Jeferson Portela: nada para São José de Ribamar.
Ocorrências diárias, os registros de roubos, furtos, assaltos e homicídios passaram a fazer parte do cotidiano dos munícipes. Em contrapartida, a SSP não abre mão da indiferença e se mostra irredutível. A frota de viaturas hoje presente na cidade-roteiro religioso do País é a menor possível. 
  
Os ribamarenses afirmam estarem desamparados e já não sabem a quem recorrer.


FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Renata Banhara perde parte do movimento da face após bactéria no cérebro 

Internada desde o dia 5 de abril, Renata Banhara continua na unidade semi-intensiva do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após uma grave infecção no cérebro desenvolvida por um antigo canal no dente. De acordo com a assessoria da atriz, que criticou a atuação como apresentadora de Susana Vieira, uma bactéria se alojou no local por anos e se espalhou no tecido interno da face. No último final de semana, a modelo se submeteu a duas cirurgias no rosto, na qual o lado direito constatou que o microrganismo atingiu os nervos, enquanto o esquerdo estava alojado próximo a um dente.

Internada desde o dia 5 de abril.

Banhara corre risco de ficar com paralisia facial

Na tarde desta quinta-feira (13), a assessoria de Renata atualizou o estado de saúde da loira e contou os últimos acontecimentos durante sua internação: "Após a identificação da bactéria, 'Streptococcus anginosus', que ocasionou a infecção a qual acabou afetando o nervo facial do lado direito e que os médicos tiveram que remover o tecido infectado, corre-se o risco de Banhara ficar com paralisia facial, perdendo os movimentos adequados da região da sobrancelha".

Renata Banhara

Após a identificação da bactéria, 'Streptococcus anginosus'.

Atriz opera os joelhos após tecido infectar: 'Recuperação lenta'

Após se submeter a duas operações na cabeça, ex-mulher de Frank Aguiar se queixou de fortes dores nos joelhos e precisou passar por uma cirurgia para remover um tecido infectado no local, na terça-feira (11). De acordo com a representante da famosa, ela não possui previsão de alta. "Como o caso é delicado e a recuperação é extremamente lenta, por enquanto a modelo permanecerá internada para observação, já que o tratamento requer muito cuidado e atenção", disse em nota ao "UOL".

'Ela agradece a todas as manifestações de carinho', diz a representante da modelo

'Ela agradece a todas as manifestações de carinho'.

No Instagram, Renata prometeu se pronunciar ao público após sair do hospital. "Ela agradece a todas as manifestações de carinho neste momento delicado de sua vida e informa que tão logo tenha alta médica, fará questão de falar pessoalmente com todos para agradecer cada recado que vem recebendo", escreveu. Ainda este ano, Arlindo Cruz sofreu um AVC em casa, mas já apresentou melhora ao sair do coma. Já a repórter Rafa Brites comemorou a saída de seu filho da UTI, após o herdeiro apresentar problemas respiratórios.


As informações são do repórter Rahabe Oliveira, do Purepeople
Edição da Agência Baluarte

Justiça dos EUA condena Odebrecht a pagar US$ 2,6 bi em caso de corrupção


A construtora Odebrecht, envolvida em grandes esquemas de corrupção no Brasil, foi condenada nesta segunda-feira (17) pela justiça dos Estados Unidos a pagar US$ 2,6 bilhões (cerca de R$ 8 bilhões) em multas em um caso criminal de corrupção para autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças. 

O juiz distrital Raymond Dearie determinou em audiência na corte federal do Brooklyn, em Nova York, que cerca de US$ 93 milhões (R$288,7 milhões) serão destinados aos EUA, US$ 2,39 bilhões (R$7,42 bilhões) ao Brasil e US$ 116 milhões (R$ 360,1 milhões) à Suíça.
Segundo o jornal espanhol “El País”, essa é a pena mais alta da história dos EUA para um caso estrangeiro de suborno.

Resultado de imagem para POLICIA FEDERAL

“El País” diz que essa é a pena mais alta da história dos EUA para um caso estrangeiro de suborno.
As autoridades norte-americanas acusaram a Odebrecht de pagar cerca de US $ 788 milhões em subornos para obter contratos lucrativos a funcionários de 12 países, principalmente na América Latina. A construtora, juntamente com a petroquímica afiliada Braskem SA, declarou-se culpada de acusações de suborno nos EUA em dezembro. 

Os acordos com os EUA foram assinados porque parte do dinheiro da propina foi destinada a bancos norte-americanos e a projetos da empreiteira no país. Já na Suíça, grande parte das propinas pagas no esquema de corrupção foram transferidas e movimentadas em bancos do país.

Ao mesmo tempo, a Odebrecht tenta negociar acordos com outros países, como Argentina, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, República Dominicana, Venezuela, Panamá e Portugal. O acordo com cada país deve ser assinado separadamente para que tenha efeito jurídico, segundo a regra da leniência, que é a negociação que beneficia a pessoa jurídica.

O Ministério Público (MP) brasileiro informou que a Odebrecht e a Braskem assinaram acordos de leniência com a Suíça e com os EUA, e se comprometeram a pagar cerca de R$ 6,9 bilhões aos três países. O MP afirma ainda que esses acordos permitem a preservação das empresas e a continuidade de suas atividades.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JB
EDIÇÃO DE ANB ONLINE

Bandidos arrombam banco em São João Batista

Criminosos quebraram a porta de vidro na entrada da agência e arrombaram caixas eletrônicos, mas não conseguiram levar o dinheiro.

 

Foto Reprodução: Folha SJB
Uma agência do Banco do Brasil do município de São João Batista, na Baixada Maranhense.
Uma agência do Banco do Brasil do município de São João Batista, na Baixada Maranhense, foi arrombada durante este fim de semana. Criminosos quebraram a porta de vidro na entrada da agência e arrombaram caixas eletrônicos, mas não conseguiram levar o dinheiro. Até o momento ninguém foi preso.

Resultado de imagem para jefferson portela
Secretário de Segurança Pública do estado, Jeferson Portela.
Esta não é a primeira vez que o local foi alvo de bandidos. Em outubro de 2015, caixas eletrônicos da mesma agência foram explodidos por 12 homens.
Hildo Rocha elogia CNBB pela escolha do tema da Campanha da Fraternidade
 
Em pronunciamento na tribuna da Câmara, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) destacou a importância do tema da a Campanha da Fraternidade 2017cujo lema é Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida. “Na condição de Deputado pelo Estado do Maranhão, não posso deixar de registrar desta tribuna a minha satisfação com o tema escolhido para a Campanha. Nenhum Estado poderia dar melhor testemunho da riqueza e da importância dos diversos biomas brasileiros do que o Maranhão”, disse o parlamentar.
 
Preservação

Rocha enfatizou que a Campanha da Fraternidade 2017 da CNBB propõe a preservação de todos os biomas brasileiros com as palavras de ordem: Cultivar e guardar a criação.  “É um belo objetivo, que, reitero, o Estado do Maranhão tem todo o interesse de ajudar a cumprir”, afirmou.

Resultado de imagem para HILDO ROCHA
O parlamentar lembrou que a localização geográfica do Maranhão proporciona condições para que o Estado tenha admirável riqueza biomas.
O parlamentar lembrou que a localização geográfica do Maranhão proporciona condições para que o Estado tenha admirável riqueza biomas. “No mesmo Estado em que se veem árvores altas, da Floresta Amazônica a oeste, também se veem arbustos de casca grossa, típicos do Cerrado, ao sul. No centro, existe uma faixa de transição entre a Amazônia e a Caatinga, a chamada Mata dos Cocais: é nessa área que vicejam o babaçu, a carnaúba, a oiticica e outras árvores pelas quais somos famosos. Ao norte, encontramos os ecossistemas típicos do litoral amazônico, como manguezais e matas de várzea de maré”, destacou o parlamentar.
 
Enfoque ecológico

Rocha lembrou que o tema escolhido para este ano, dá continuidade ao enfoque ecológico presente na Campanha do ano passado, cujo lema era: Casa comum, nossa responsabilidade. “Queremos parabenizar a CNBB pela escolha do tema. É louvável o esforço da entidade de pôr em prática o conteúdo da segunda encíclica do Papa Francisco, Laudato Si. 

Conscientização

O deputado disse que a Igreja Católica busca, por meio da Campanha da Fraternidade, transformar consciências, para fazer surgir uma nova relação da humanidade com a natureza. “Isso é uma necessidade urgente. A população mundial já é de sete bilhões de pessoas e acredita-se que chegará a 10 bilhões por volta de 2050. Para que tenhamos condições de viver com dignidade, precisaremos diminuir drasticamente o impacto ambiental de nossos hábitos de produção e consumo”, ressaltou Hildo Rocha.
 
https://youtu.be/gyy5v_JMX2c

Odebrecht Ambiental tem rastros em pagamentos de propinas para fechar contratos em municípios

A Odebrecht Ambiental teria feito pagamentos em forma de caixa dois para campanhas eleitorais onde havia interesse em fechar contratos. Municípios de Paço do Lumiar e São José de Ribamar podem estar arrolados.


A afirmação foi feita em delação premiada pelo então superintendente da companhia, Paulo Roberto Welzel. De acordo com o delator, a Odebrecht Ambiental havia obtido em 2010 a concessão, por 30 anos, do serviço de água e esgoto de Blumenau, mas já no fim daquele ano fez pedido de reparação do contrato.


A empresa teria recebido uma rede com tamanho menor que o previsto e, por causa disso, o contrato estava em desequilíbrio econômico-financeiro. “Por essa razão, no pleito de 2012, identifiquei três potenciais candidatos a prefeito” com chance de vitória, disse Welzel, ao explicar os critérios para as doações. Segundo Welzel, a escolha dos candidatos fazia parte de orientação dada por seu superior, Fernando Cunha Reis, que era presidente da Odebrecht Ambiental. 

Resultado de imagem para odebrecht ambiental PROPINA
A missão era identificar candidatos a prefeito com potencial de vitória nos municípios em que a empresa já era concessionária e em cidades nas quais pudesse incentivar a ideia de conceder serviços de água e esgoto à iniciativa privada.
A missão era identificar candidatos a prefeito com potencial de vitória nos municípios em que a empresa já era concessionária e em cidades nas quais pudesse incentivar a ideia de conceder serviços de água e esgoto à iniciativa privada. Segundo Welzel, as doações foram solicitadas a seus superiores e “operacionalizadas” pelo departamento de Operações Estruturada do grupo.

Estado do Pará

O Pará é um dos cinco estados com os piores índices de saneamento básico. De acordo com o Ministério das Cidades, até 2015 apenas 47% das casas tinham água tratada e a coleta de esgoto não chegava a 5%. Nos últimos anos, dez municípios do sudeste paraense decidiram fazer parcerias com a iniciativa privada, que assumiu os serviços de saneamento. A empresa escolhida foi a Odebrecht Ambiental.

A prefeitura de Redenção disse que a Odebrecht não cumpriu as metas de construir uma estação de tratamento e ampliar a rede de água até 2016.
Em Curionópolis, a prefeitura diz que a Odebrecht não vai atingir as metas de levar água tratada a todos os moradores e coletar 40% do esgoto, até o fim deste ano.

Santa Catarina

Os contratos de saneamento da Odebrecht em Blumenau, Santa Catarina, chegam a R$ 300 milhões. Mas a empresa cobrou da prefeitura um aditivo de R$ 118 milhões para ampliar a rede de esgoto.

No Maranhão 


Em São José de Ribamar e Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís, a capital, os contratos de saneamento da Odebrecht foram firmados em 2015, durante as gestões dos prefeitos Gil Cutrim (PDT) e Josemar Sobreiro (PSDB), a empreiteira ganhou R$ 450 milhões num contrato com duração de 35 anos.


A descoberta de que a construtora pagou cerca R$ 20 milhões por meio de propina e caixa 2 para políticos de 12 estados do país com o propósito de conseguir contratos na área de saneamento básico, levantou suspeitas também no Maranhão.

O Ministério Público do Maranhão ajuizou uma Ação Civil Pública, com pedido de tutela antecipada, em que requer a declaração de inconstitucionalidade de leis municipais que criaram a autarquia Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico (Cisab, também chamado Pró-Cidade) e viabilizaram contrato de consórcio público entre os municípios de Paço do Lumiar e São José de Ribamar.


Foram acionados conjuntamente os dois municípios, o Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, a Odebrecht Ambiental S/A, a subsidiária Odebrecht Ambiental – Maranhão S.A. e o Governo do Maranhão.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO FM
EDIÇÃO DE ANB ONLINE

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB