sábado, 14 de janeiro de 2017
Ex-namorado ataca modelo italiana com ácido


A modelo italiana Gessica Notaro, de 28 anos, finalista do Miss Itália em 2007, foi atacada com ácido por seu ex-companheiro e permanece no hospital. Ela sofreu feridas graves e profundas e corre o risco de perder a visão. O novo caso de violência de gênero causou comoção.

Resultado de imagem para Ex-namorado ataca modelo italiana com ácido
“Vi que Eddy tinha uma garrafa de plástico. Estava vestido de preto. Não disse uma palavra e me atirou um líquido. Eu fugi, tentei persegui-lo por alguns metros, gritando de dor, mas meu rosto estava queimado e minha visão começou a se turvar".
No centro médico Grandi Ustioni de Cesena, na região de Emilia Romagna —a qual a modelo representou como miss—, Notaro foi operada e terá de passar ainda por outras intervenções para reconstruir a pele que o ácido danificou, segundo o jornal Correrie della Sera, que destaca que o agressor quis lhe ferir especialmente para acabar com a beleza da modelo, conhecida como “miss sorriso Emilia Romagna”. Após participar no certame de beleza e em programas de televisão, a jovem decidiu dar uma guinada em sua vida e voltar à sua região de origem para se dedicar à sua verdadeira paixão, o cuidado dos animais. Notaro trabalhava como adestradora de golfinhos e focas no parque aquático de Rimini.


Em uma entrevista publicada nesta sexta-feira no diário local Il Resto del Carlino, Notaro descreveu a agressão: “Vi que Eddy tinha uma garrafa de plástico. Estava vestido de preto. Não disse uma palavra e me atirou um líquido. Eu fugi, tentei persegui-lo por alguns metros, gritando de dor, mas meu rosto estava queimado e minha visão começou a se turvar".

Resultado de imagem para Ex-namorado ataca modelo italiana com ácido
O ataque à Gessica Notaro é mais um caso de violência machista na Itália. Embora no país não existam estatísticas oficiais sobre mulheres maltratadas e é habitual ler nos meios de comunicação que ataques como esses são ''crimes passionais''.
O episódio aconteceu em Rimini, a cidade turística da costa onde a jovem trabalhava e onde conheceu seu ex-companheiro. Notaro estava chegando em casa por volta das 23h ao lado de seu novo namorado, que foi quem ligou para família da jovem e acionou os serviços de emergência. O suposto agressor é Jorge Edson Tavares, de 29 anos e originário de Cabo Verde. Ele permanece detido depois que a polícia encontrou provas de que ele queria fugir e comprovou, por meio da geolocalização de seu telefone, que ele tinha estado no local no momento do ataque. O álibi que apresentou, ao que parece, foi descartado quase de maneira imediata por ser incongruente. Além disso, a polícia encontraria em sua casa mais amostra de ácido.

Tavares chegou à Itália há vários anos e e manteve com a italiana uma relação de dois anos. Eles chegaram a morar juntos, mas Notaro pôs fim à relação em agosto, ao que parece, pelos ciúmes obsessivos dele. Desde então, o ex-companheiro vinha lhe assediando por telefone e impondo sua presença tanto em sua casa como em seu local de trabalho. Ele também teria divulgado fotos íntimas da jovem.


A modelo denunciou o assédio à polícia e, embora o promotor tivesse pedido a detenção de Tavares, o juiz deu uma ordem de afastamento. Tavares não a cumpriu na última terça-feira, quando lançou ácido no rosto de Notaro e queimou seus olhos, testa, bochechas e pescoço.

Resultado de imagem para Ex-namorado ataca modelo italiana com ácido
No centro médico Grandi Ustioni de Cesena, na região de Emilia Romagna —a qual a modelo representou como miss—, Notaro foi operada e terá de passar ainda por outras intervenções para reconstruir a pele que o ácido danificou, segundo o jornal Correrie della Sera, que destaca que o agressor quis lhe ferir especialmente para acabar com a beleza da modelo, conhecida como “miss sorriso Emilia Romagna”.
O ataque à Gessica Notaro é mais um caso de violência machista na Itália. Embora no país não existam estatísticas oficiais sobre mulheres maltratadas e é habitual ler nos meios de comunicação que ataques como esses são “crimes passionais”, a associação feminista Telefone Rosa denúncia que, em 2016, ao menos 116 mulheres foram assassinadas por ex-namorados ou ex-companheiros.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL EL PAÍS

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE

Dono de choperia é preso com oito armas de fogo

Dono da Choperia Marcelo estava portando entre outras armas quatro escopetas calibre 12.

Após denúncias repassadas ao WhatsApp da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), por meio do número 99163-4899, um dos donos da Choperia Marcelo, localizada no bairro da Forquilha, em São Luís, foi preso juntamente com seus dois sobrinhos, na tarde de ontem (13). Os investigadores apreenderam, ainda, oito armas de fogo com os conduzidos.

Carlos Alessandro, delegado titular da Senarc, esclareceu que, por volta das 14h, a equipe compareceu à choperia, encontrando, na casa ao lado do estabelecimento e que pertence à família dos proprietários quatro escopetas calibre 12; um rifle calibre 38; dois revólveres calibre 38 e uma pistola ponto 40, da marca Glock. Diante do flagrante, deram voz de prisão a Jornandes da Silva Maciel, o “Macica”, um dos donos da Marcelo, e seus sobrinhos Marcelino Maciel Neto, o “Neto”, e Suamy da Silva Maciel Júnior.

Carlos Alessandro, delegado titular da Senarc, esclareceu que, por volta das 14h, a equipe compareceu à choperia, encontrando, na casa ao lado do estabelecimento e que pertence à família dos proprietários quatro escopetas calibre 12; um rifle calibre 38; dois revólveres calibre 38 e uma pistola ponto 40, da marca Glock.
Esses dois últimos, segundo o delegado, são, respectivamente, gerente e subgerente da choperia, sendo que Marcelino, como informou Carlos Alessandro, responde a um processo por homicídio ocorrido em dezembro de 2013 na cidade maranhense de Bacabal, enquanto Suamy responde por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em São Luís Gonzaga/MA.

Além do armamento, os policiais civis também apreenderam no local um total de 66 munições de calibres diversos. Eles argumentaram que as armas eram utilizadas para a segurança do estabelecimento comercial. Os três foram conduzidos ao prédio da Senarc, no Bairro de Fátima, onde foram autuados em flagrante.

Cabe ressaltar que a operação que resultou na localização das armas aconteceu em cumprimento a mandado de busca e apreensão autorizado pelo Poder Judiciário.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO REPÓRTER NELSON MELO
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE  
Governo e Prefeitura distribuem sementes a produtores rurais de São Luís

Com os objetivos de diminuir os custos dos insumos que mais impactam a produção e de ampliar a cultura de grãos e hortaliças na zona rural da capital, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), fizeram a entrega simbólica, na manhã desta sexta-feira (13), de sementes de milho e de hortaliças a representantes de sindicatos e de associações de trabalhadores rurais. A solenidade foi realizada na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), no bairro Tirirical. 

Marcaram presença no evento o secretário da Semapa Ivaldo Rodrigues, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Márcio Honaiser, o secretário de estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, os secretários municipais de Esporte, Júlio França e o de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, além de lideranças políticas.

Governo e Prefeitura distribuem sementes a produtores rurais de São Luís

"O Maranhão tem vocação agropecuária. São muito importantes essas parcerias municipais. E no caso de São Luís, onde a Semapa tem uma longa história e conhece os produtores, unir o nosso trabalho e o dela pode dar muito mais resultados para que as sementes cheguem ao trabalhador que está na ponta e que realmente produz", destacou o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser.

Ivaldo Rodrigues destacou as ações da pasta. "Nós estamos reforçando as ações de parceria entre o produtor e o poder executivo. O prefeito Edivaldo o fomento à produção, portanto, nós vamos ampliar as ações da Semapa na zona rural. Vamos também criar condições no sentido de melhorar a qualidade e a quantidade dos alimentos produzidos na nossa cidade e comercializados em nossas feiras e mercados", disse.

Na ocasião, o secretário municipal informou que serão entregues cerca de uma tonelada de sementes de milho e treze toneladas de sementes de hortaliças. Essas sementes beneficiarão cerca de 150 produtores de 34 comunidades que integram os polos de produção da Estiva, Pedrinhas, Maracanã, Quebra Pote, Coquilho e Itaqui Bacanga.

Dona Roxinha, presidente da Comunidade Igaraú, recebeu, em nome dos produtores, um kit com sementes de milho e hortaliças que simbolizou as doações. A entrega das sementes está dentro das ações do programa "Mais Sementes", coordenado pela Sagrima e, que prevê a distribuição de sementes de alface, pimentão, pepino, coentro, maxixe, couve, cebolinha, rúcula, melancia e milho.

ENTREGA

Após a solenidade foram entregues aos produtores sementes de milho. As de hortaliças serão entregues a partir da próxima segunda-feira, por técnicos da Semapa, nas comunidades. Ocasião em que eles observarão as condições de cultivo e também a aptidão para o plantio dos trabalhadores rurais.

"Um quilo de semente de milho de boa qualidade é caro e ainda tem os custos com o plantio e outras coisas. Receber as sementes ajuda muito", explica dona Teresa de Jesus, produtora de milho e mandioca, em Pedrinhas.

Opinião que também é compartilhada por dona Maria do Socorro Silva, uma das beneficiadas com a entrega de sementes e que cultiva milho, feijão e outras hortaliças na Comunidade Cabral Miranda, em Pedrinhas. "É ótimo porque no lugar da gente comprar as sementes a gente já compra o adubo e outras coisas", comemorou dona Maria do Socorro Silva.

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SÃO LUÍS
 
"Educação de qualidade começa com a valorização do professor", diz Wellington durante Assembleia no SindEducação.

A convite dos professores da Rede Pública Municipal de Ensino, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) participou, na manhã de hoje (13), de Assembleia Geral Extraordinária, que ocorreu no Sindicato Municipal dos Professores de São Luís.

Além da pauta do dia sobre reajuste salarial 2017,  os professores ainda ressaltaram o atraso no pagamento do mês de dezembro e a falta dos benefícios de auxílio alimentação e auxílio saúde dos educadores. Bem como destacaram que muitas vezes precisam tirar do próprio bolso para comprar material escolar.
 
O deputado Wellington destacou a qualidade na educação e a valorização dos professores.
O deputado Wellington destacou a qualidade na educação e a valorização dos professores.

"Nosso posicionamento é em defesa do professor. São vários os problemas que identificamos na Rede Pública de Ensino. Um deles é a falta de respeito com a qual o professor é tratado em nosso município. Já chegamos ao ponto de ver professores acorrentados para, então, receberem atenção do Poder Público. Enquanto educador, eu sei o tamanho da responsabilidade dos professores e é por isso que eu defendo, tanto aqui quanto na Assembleia Legislativa, a valorização da classe. A educação de qualidade começa com a valorização do professor. Portanto, coloco-me ã disposição para cobrar e fiscalizar o cumprimento desses direitos", disse Wellington.

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO DEPUTADO 
 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores