quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Governo oferece ajuda no combate ao incêndio em terras indígenas 

A Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) comunicou à Superintendência Regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e à Superintendência Regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) o interesse do Governo do Estado em colaborar, a exemplo dos anos de 2015 e 2016, no combate aos incêndios nas áreas indígenas, sobretudo nas que apresentarem situação mais grave.

 

Resultado de imagem para FRANCISCO GONÇALVES GOVERNO DO MA
O titular da Sedihpop, Francisco Gonçalves: “Nos últimos dois anos, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) somou forças junto ao Ibama e à Funai no combate aos focos de incêndio nas terras indígena do Estado. Por se tratar de área de jurisdição federal, cabe ao Ibama a coordenação das ações de combate ao incêndio nessas áreas”.

“Nos últimos dois anos, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) somou forças junto ao Ibama e à Funai no combate aos focos de incêndio nas terras indígena do Estado. Por se tratar de área de jurisdição federal, cabe ao Ibama a coordenação das ações de combate ao incêndio nessas áreas”, explicou o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves da Conceição.

Monitoramento

Segundo informações do Ibama, mais de 40 brigadistas do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), vinculado ao Ibama, que atuam na base fixa localizada na região Zutiwa, estão trabalhando no combate ao incêndio na terra indígena Araribóia.  Os focos são, também, monitorados via satélite. 


De acordo com os dados do Ibama, o fogo atingiu uma área de 30 km da reserva indígena, localizada entre os municípios de Arame, Grajaú, Santa Luzia, Bom Jesus, Amarante e Buriticupu, e que abriga aproximadamente 10 mil indígenas dos grupos Tenetehara, Guajajara, inclusive os  Awá-Guajá, índios de recém contato e isolados, sem relação com a sociedade não indígena.


De acordo com superintendente do Ibama, Pedro Leão, o foco está sob controle. “O incêndio decorreu de uma queimada de roça e se estendeu no território. O helicóptero do Ibama está indo hoje para ter um diagnóstico completo, com mais 20 brigadistas de outras unidades (Ceará, Rio de Janeiro e Tocantins) para evitar que o fogo se alastre. Só após o levantamento do caso, com o relatório da coordenação da gerência da PrevFogo em Imperatriz, vamos avaliar a necessidade da participação do Estado.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações: agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com

Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB