domingo, 3 de setembro de 2017

 Deputado participou de negociações entre Prefeitura e professores grevistas
  
O deputado estadual Wellington do Curso participou, na tarde da última sexta-feira (01), de reunião entre a Promotoria de Educação, na pessoa do Dr.Paulo Avelar e da Dra. Luciane Belo; Prefeitura de São Luís, representada pelo Secretário de Educação Moacir Feitosa, e por professores da rede pública municipal, devidamente representados por Elizabeth Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Professores. O objetivo foi encontrar um meio que suspenda ou finalize a greve dos professores, que já ultrapassa um mês.

Ao fazer uso da palavra, o professor e deputado Wellington solicitou mais empenho por parte da Prefeitura de São Luís, a fim de atender às solicitações dos professores. Que reivindicam não somente o reajuste salarial de 7,64%, mas também a reforma das escolas, melhorias das condições de trabalho e consequentemente um ambiente digno para o aprendizado dos alunos.

O professor e deputado Wellington do Curso: ''Enquanto deputado estadual, eu não posso reformar escolas ou dar reajuste salarial de professor. Isso não cabe ao Legislativo. O que me é possível fazer tenho feito: destinei R$ 1.000.000,00 em emendas parlamentares para a educação pública municipal. Além disso, tenho atuado intermediando e cobrando um posicionamento da Prefeitura''. 
“Esse é o primeiro passo: se reunir e ouvir as solicitações. Enquanto deputado estadual, eu não posso reformar escolas ou dar reajuste salarial de professor. Isso não cabe ao Legislativo. O que me é possível fazer tenho feito: destinei R$ 1.000.000,00 em emendas parlamentares para a educação pública municipal. Além disso, tenho atuado intermediando e cobrando um posicionamento da Prefeitura. O meu compromisso em defesa de cada professor e estudante maranhense é, diariamente, fortalecido”, pontuou o professor e deputado Wellington.

Após quase 05 horas de reunião, ficou marcado uma Assembleia Geral por parte dos professores para o domingo, dia 03. Na ocasião, os professores decidirão se suspenderão ou nao a greve greve. Bem como, decidiram a sobre a desocupação da SEMED. Até o presente momento, os professores continuam acampados na sede da Secretaria Municipal de Educação.

0 comentários:

Postar um comentário

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB