terça-feira, 6 de junho de 2017

Polícia identificou terroristas

Estado Islâmico reivindicou ato terrorista que matou 7 no sábado.

A Polícia britânica informou nesta segunda-feira (5) que já tem a identidade de dois dos três terroristas que fizeram uma ação coordenada no último sábado (3) e que deixaram sete mortos e 48 feridos, além dos três terroristas também mortos.  Até o momento, os policiais ainda informaram que outras 12 pessoas foram presas.

Os nomes dos terroristas são Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane. Khuram Shazad Butt, de 27 anos, era britânico de origem paquistanesa. Ele era casado e tinha filhos. Já Rachid Radouane, 30 anos, era marroquino de origem líbia. Ele não estava nos radares do serviço de segurança do Reino Unido.

No fim da noite deste domingo (4), o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria da ação, informou o portal "Site", que monitora as atividades dos jihadistas na internet. Por meio de sua agência Amaq, o EI afirmou: "Um destacamento de combatentes do Estado Islâmico promoveu o ataque de Londres ontem." O Estado Islâmico teria difundido mensagem no sábado de manhã pelo aplicativo Telegram convocando seus seguidores a promover ataques com caminhões, facas e armas durante o Ramadã, mês sagrado de jejum e orações para os muçulmanos.

De acordo com a emissora "Channel 4", um dos três terroristas seria um homem de 27 anos que foi filmado, no ano passado, com dois pregadores islâmicos e que portava uma bandeira do EI. No entanto, as autoridades britânicas não confirmaram a autoria do atentado. Essa é a terceira vez desde março que o Reino Unido enfrenta um ataque terrorista.
Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane, apontados pela polícia como dois dos autores ao ataque
Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane, apontados pela polícia como dois dos autores.
Em março, cinco pessoas morreram quando um homem fez um ato próximo ao Parlamento. No mês passado, um homem-bomba se explodiu na porta da Manchester Arena, ao fim do show da cantora norte-americana Ariana Grande, matando 22 pessoas. 

O ataque  

O ataque começou às 22h08, quando uma van branca atropelou pedestres na London Bridge. Em seguida, o carro se dirigiu para o Borough Market, a 500 metros de distância, onde os suspeitos desceram do veículo.

Nesse momento, algumas pessoas foram esfaqueadas, incluindo um agente da Polícia, que não corre risco de morrer. Os agressores foram abatidos rapidamente - da primeira chamada para as autoridades até a morte dos agressores transcorreram apenas oito minutos.

Policiais dispararam 50 balas contra os terroristas. A BBC afirmou que, segundo testemunhas, os terroristas teriam gritado "isto é por Alá" enquanto atacavam. 

"Os suspeitos usavam o que se parecia com roupas explosivas, porém mais tarde revelou-se que eram falsas", diz o comunicado. Os ataques são investigados pelo comando antiterrorista do Reino Unido.
O Reino Unido foi palco de um atentado terrorista há menos de 15 dias, quando um suicida detonou uma bomba em uma casa de shows em Manchester, matando 22 pessoas.

A dinâmica das ações lembra os recentes ataques com caminhões em Nice (França), Berlim (Alemanha), Estocolmo (Suécia) e na própria ponte de Westminster, também em Londres. O país tem eleições gerais marcadas para o próximo dia 8 de junho, e as pesquisas apontam uma disputa cada vez mais apertada entre o Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, e o Partido Trabalhista.

Em junho de 2016, às vésperas do plebiscito sobre a permanência na União Europeia, a deputada Jo Cox foi morta em um atentado cometido por um militante de extrema direita.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL DO BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE

0 comentários:

Postar um comentário

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB