sábado, 22 de abril de 2017

Massacre em assentamento deixa pelo menos cinco mortos no interior do Mato Grosso

Secretaria de Segurança Pública confirmou mortes; informações iniciais falaram em dez vítimas fatais.


A Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) confirmou, nesta sexta-feira (21), a morte de cinco moradores do assentamento Taquaruçu do Norte, localizado próximo ao Distrito de Guariba, em Colniza, no Mato Grosso, distante 1.065 quilômetros da capital Cuiabá. As informações foram enviadas à Sesp por um grupo composto por policias militares e civis que se deslocaram até o local onde ocorreu o massacre.

Assassinatos em assentamento mato-grossense ocorrem na mesma semana do massacre de Eldorado dos Carajás no Pará.

De acordo com a assessoria de comunicação da Sesp, o assentamento fica próximo à divisa do estado de Rondônia, em uma região de difícil acesso de transporte e de comunicação. Por isso, ainda não há confirmação do número exato de vítimas assassinadas.



As informações preliminares enviadas à Secretaria, segundo nota publicada no site, é que encapuzados invadiram o terreno e assassinaram 10 pessoas. Os relatos que chegaram até a polícia de Colniza é que entre entre as vítimas pode haver crianças e idosos, além de pessoas feridas e outras desaparecidas na região.



Ainda segundo a assessoria, o grupo de policias militares e civis conseguiu chegar ao município de Guariba na noite desta quinta (20) e, após falar com parentes das vítimas, confirmou a morte de cinco adultos.

Os policiais, até aquele momento, ainda não haviam chegado ao local do crime. Eles se deslocaram 200 quilômetros de Guariba até a Taquaruçu do Norte.

Os policiais, até aquele momento, ainda não haviam chegado ao local do crime. Eles se deslocaram 200 quilômetros de Guariba até a Taquaruçu do Norte. Para chegar ao local onde ocorreu o massacre são necessários mais 18 quilômetros por terra e 15 minutos de barco.



Os assassinatos de Taquaruçu do Norte ocorrem na semana em que é lembrado o massacre de Eldorado dos Carajás, quando morreram 21 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no Pará, em17 de abril de 1996.




As informações são da repórter Lilian Campelo, do BdF no Pará

Edição de Vanessa Martina Silva

0 comentários:

Postar um comentário

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB