quarta-feira, 5 de abril de 2017
População segue assustada.

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

As pontuais ocorrências no interior do estado de assaltos à mão armada, furtos, roubos e homicídios não são o bastante para expor com riqueza de detalhes o ambiente inseguro e brutal perpetuado hoje no cotidiano dos maranhenses.
Restaurante Cheiro Verde

Restaurante Cheiro Verde é assaltado em São Luís; no que dia em que uma churrascaria já havia sido.

Ausência de um plano de segurança que esteja em conformidade com a atual realidade do estado- devassado que está pela criminalidade que se instaurou como um estado paralelo-  a SSP sob o comando do delegado Jeferson Portela chegou ao fim da linha. 


A ousadia é tanta diante da falta de planejamento estratégico da Secretaria de Portela que hoje(05) quando do alardear do assalto a uma churrascaria em São Luís no mesmo dia a noticia de que um restaurante fora também assaltado nas proximidades corria às léguas. Dois dias antes mais um estupro fora registrado na Universidade Federal do Maranhão.

Resultado de imagem para JEFFERSON PORTELA

O titular da SSP, Jeferson Portela: seguindo como lógica de atuação a máxima ‘do tem que acontecer para poder fazer’, secretário quer ser deputado.  
A paisagem é esta e segue o metiê de sempre: as autoridades só anunciam alguma medida- na grande maioria das vezes paliativa e motivada pela onda da histeria coletiva- depois que crimes como estes ocorrem, o que mostra claramente a falta de interesse público dos gestores por aqueles que gerem. 

Resultado de imagem para UFMA

ACADEMIA DO MEDO Na Ufma, assassinatos, estupros e assaltos registrados recentemente: espaço do conhecimento que perdeu para a barbárie.

Como se não bastassem os reticentes e sempre iguais registros de cenas já consideradas corriqueiras e ‘normais’ pelos maranhenses, a onda de criminalidade dessa vez parece propor o debate e parte pra cima. A antigamente Ilha do Amor, Atenas Maranhense e uma das legitimas cidades Patrimônio Cultural da Humanidade há muito não é em si os títulos que carrega. 


Desprovida de proteção, políticas públicas e reconhecimento à altura das atribuições pelo próprio prefeito que é gestor alheio ao que São Luís em sua natureza é e representa, a cidade foi invadida pelo sentimento de barbárie e crueldade presente em bairros e comunidades que em época eleitoral são  roteiros para candidatos como Edivaldo Holanda Jr, em seu segundo mandato à frente da capital abandonada. 

Resultado de imagem para EDIVALDO HOLANDA JR

Edivaldo Holanda Jr conhece muito bem a São Luís dos roteiros eleitoreiros; a do Patrimônio Cultural da Humanidade foi deixada para trás.
Os maranhenses da Grande São Luís, assim bem como os das outras regiões do estado, estão literalmente a mercê da própria sorte. Muitos dos secretários de governo já anunciaram pré-candidatura em 2018 e os esforços são para a reeleição do governador se Dino não conseguir emplacar como vice na chapa de Lula. 


Enquanto isso a lógica do 'tem que acontecer para poder fazer' continua a imperar.

2 comentários:

  1. A Ilha do Amor exala criminalidade, como cita esta matéria estamos abandonados pelos poderes públicos estadual e municipal. Hoje(05.04.17) o sub-prefeito do Centro postou em uma rede social que algumas estátuas do Centro Histórico serão recolhidas a um depósito(essa será a medida protetiva do município, extremo absurdo). Criar medidas de segurança capazes de combater essa a criminalidade que nos assombra, nem passa pela cabeça deles. Seguimos nesta cidade sob as leis do crime.

    ResponderExcluir
  2. Ano passado assassinaram um estudante e ninguém fez nada a reitora vive pedindo voto pro irmão dela portelinha como ela o chama



    Terciá Ferreira(Odonto)

    ResponderExcluir

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB