quinta-feira, 20 de abril de 2017

Janot pede que STF revogue soltura do goleiro Bruno

Em parecer, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, manifestou-se pela revogação da liminar que determinou a soltura do goleiro Bruno, condenado pela morte de Eliza Samudio. Janot ainda pede que os ministros indefiram o habeas corpus.

O procurador-geral argumenta que o habeas corpus foi apresentado pela defesa contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que negou liberdade a Bruno. Segundo Janot, não caberia ao STF dar prosseguimento ao pedido.

O procurador afirma ainda que a defesa tem feito diversas intervenções, o que "contribuiu para o eventual prolongamento do prazo para o julgamento da apelação criminal".

policia-encontra-corpo-de-eliza-samudio
Ossada de Elisa Samudio é encontrada; gol contra.
O julgamento será feito pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Tradicionalmente, esta turma se reúne às terças-feiras. O processo ainda não está na pauta.

Habeas corpus

No dia 24 de fevereiro, o ex-goleiro Bruno deixou a prisão após conseguir um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal, protocolado pelo ministro Marco Aurélio Melo. 

Bruno estava preso em Belo Horizonte, condenado a 22 e três meses de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio, que, segundo as investigações, foi morta em 2010 na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O goleiro foi preso preventivamente em 2010, e a condenação aconteceu em março de 2013.

Após um relacionamento com Bruno, Eliza deu à luz um menino em fevereiro de 2010. Ela desapareceu no mesmo ano e seu corpo nunca foi achado. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. Atualmente, o menino mora com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul. 

Resultado de imagem para goleiro bruno
O goleiro-assassino Bruno volta a jogar; Janot quer retorno dele a cadeia.
A assessoria do STF informou que o ministro Marco Aurélio Mello entendeu que Bruno tem direito a responder em liberdade enquanto aguarda o resultado dos recursos à condenação. Contudo, a decisão não se aplica a outras eventuais condenações que o jogador esteja sujeito. 

Na decisão, Marco Aurélio destacou que Bruno encontra-se preso há 6 anos e 7 meses sem que tenha sido condenado em segunda instância, motivo pelo qual deve ser solto para que recorra em liberdade.
“Nada, absolutamente nada, justifica tal fato. A complexidade do processo pode conduzir ao atraso na apreciação da apelação, mas jamais à projeção, no tempo, de custódia que se tem com a natureza de provisória”, escreveu o ministro do STF.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JB
EDIÇÃO DE ANB ONLINE 

Um comentário:

  1. Sio a mamadeira ambulante ja chupou todos politicos de ribamar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk a mesma ta motorizada e as meninas de deribamar derespeito tudo sem emprego esse governo doteu prefeito e so puta e viado sio faz a materia atalaia
    setuquer saber meu nome te digo sio

    ResponderExcluir

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB