sábado, 22 de abril de 2017
No ranking da Exame , a cidade Patrimônio Cultural da Humanidade aparece na  22ª colocação à frente de Belém, Maceió, Porto Velho e Macapá.
 
Os títulos de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, Ilha do Amor, Atenas Maranhense, Cidade dos Azulejos e Capital Brasileira do Reggae não foram suficientes para por São Luís numa colocação digna de cidade modelo no País, diante da péssima administração do prefeito Edivaldo Holanda Jr, do PDT.  É o que mostra reportagem da revista Exame que poe a capital maranhense numa colocação constrangedora e na condição de pior capital para se viver no Brasil. São Luís ficou na 22ª colocação à frente  de Belém, Maceió, Porto Velho e Macapá.

Resultado de imagem para UNESCO
RAZÕES DE SOBRA PARA RETIRAR Se a capital perder o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, os ludovicenses não devem se sentir surpresos.
A reportagem produzida com base em levantamento da consultoria Macroplan levou em consideração  áreas da gestão pública onde a Cidade-Patrimônio aparece reincidente em colocação vergonhosa. Em Educação e Cultura,  São Luís ocupa a 13ª colocação. Na Saúde desce para a 26ª. Em Segurança os ludovicenses tem razão de sobra para se envergonhar da última posição ocupada onde a capital perde para Fortaleza, mantendo o mesmo percentual que obteve na Saúde: 26ª. Já em Saneamento e Sustentabilidade, São Luís continua a ocupar o rabo da fila, demarcando posição de destaque negativo ao assumir o posto da 20ª colocação. 


Os dados coletados  de órgãos Governamentais da União, dos Estados e Municípios entre os anos de 2004 e 2015, como mostra Exame, são indicadores de uma situação alarmante. Outra pesquisa divulgada já este ano mostra São Luís entre as 50 cidades mais violentas do mundo, ocupando a 33ª posição no ranking. 

Resultado de imagem para EDIVALDO HOLANDA JR
O prefeito Edivaldo Holanda Jr: pondo São Luís, por mais uma vez, em destaque.

Diante de tantos ‘’méritos’’ não será surpresa se a UNESCO, em breve, retirar o titulo maior de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade da capital detentora do maior acervo colonial arquitetônico no mundo. O que chama atenção para o escândalo eminente é o fato de São Luís ser a única cidade brasileira detentora  de diferentes insígnias e atribuições, contrastando com seu reconhecimento em âmbito nacional quando aparece sempre de forma negativa. 


Isso mostra que nos últimos seis anos, a cidade vem enfrentando o maior  abandono já registrado em toda sua história. 



POR FERNANDO ATALLAIA

EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE

4 comentários:

  1. ... discordo, acho que a irresponsabilidade de um prefeito, como o Holanda Junior, que não se suicidou ainda, se atirou do apartamento em virtude da mulher Camila e filhos. A cidade merece uma oportunidade para resolver seus assuntos, um novo prefeito ou a renuncia do atual, resolveria...

    ResponderExcluir
  2. Edivaldinho nao tem noçao da dimensao(Importancia) de Sao Luis. O negocio dele é Politicalha, nisso é bom ''prefeito''.

    Matheus Felipe

    ResponderExcluir
  3. A responsabilidade maior sobre a cidade é do prefeito, São Luís todos sabem não é uma cidade qualquer, historicamente está entre as mais importantes do mundo. Cabe ao município, ao estado e principalmente ao IPHAN cuidar com a devida atenção. O descaso pela cidade vem sendo percebido faz muito tempo, nunca vi em período eleitoral um candidato se dizer preocupado com a situação do Centro Histórico. Todos sabem o quão é importante para uma cidade preservar os títulos que a mesma recebe, porém, raros são os que lutam para sua continuidade. Me pergunto diariamente para que serve essa Superintendência do IPHAN nesta cidade, lógico, apenas para o uso de interesse político.

    ResponderExcluir
  4. É UM NEGOCIO SEM EXPLICAÇÃO DE TAO RUIM , ESSE SR NÃO CONHECE A CIDADE QUE ELE GOVERNA SO TEM UM PRA DAR JEITO O NOME DELE É RICARDO MURAD. RICARDO VEM AI PRA VALORIZAR SLZ. AGUARDE POVO! ZECA

    ResponderExcluir

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB