quarta-feira, 8 de março de 2017

Deputado Wellington apresenta projetos e questiona redução de mais de 60% no orçamento da secretaria da mulher

Ao fazer referência ao Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje (08), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) defendeu dois Projetos de Lei de sua autoria que beneficiam as mulheres maranhenses. São propostas que, se aprovadas, implicarão no combate à violência obstetrícia e, ainda, na remoção da agente de segurança pública (policiais civis/ militares e bombeiras) durante o período de gestação ou de aleitamento materno.
“Desde o início de nosso mandato, apresentamos propostas que beneficiam as mulheres do Maranhão. Dando continuidade a isso, apresento Projetos que implicam em políticas públicas para as nossas guerreiras. Um deles é de combate à violência obstetrícia, que tem feito vítimas em todo o Maranhão. A mulher, no momento do parto, deve ser protegida e quaisquer atos de maus tratos devem ser combatidos. O outro projeto prevê o deslocamento das nossas agentes de segurança pública (policiais civis/militares e bombeiras) durante o período de gestação ou de aleitamento materno. Esse deslocamento será para unidade de trabalho próxima de sua residência durante o período de gestação. São projetos que beneficiam nossas mulheres”, disse Wellington.


Resultado de imagem para WELLINGTONDOCURSO
Ao fazer referência ao Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje (08), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) defendeu dois Projetos de Lei de sua autoria que beneficiam as mulheres maranhenses.
Ainda durante o pronunciamento, o deputado Wellington questionou a recente redução no orçamento da Secretaria de Estado da Mulher e defendeu ações efetivas que garantam a proteção feminina.
“No Orçamento de 2016 do Governo do Estado, havia R$ 9.141.410,00 (nove milhões cento e quarenta e um mil e quatrocentos e dez reais) destinados à Secretaria da Mulher. Em 2017, houve uma redução significativa de 62,5%. O orçamento caiu para R$ 3.430.786 (três milhões quatrocentos e trinta mil e setecentos e oitenta e seis reais). Essa redução de 2/3 é questionável, já que a proteção à mulher ainda é deficiente em nosso Estado. Enquanto o orçamento da Secretaria da Mulher cai, o da Secretaria de Comunicação aumenta. Nós encaminhamos solicitação ao Governo de remanejamento, mas nada foi feito. Fizemos isso porque a população  não entende, e nem nós, o motivo pelo qual a Comunicação tem mais de 58 milhões enquanto que a Secretaria da Mulher, de grande importância social, recebe menos de 04 milhões, algo incoerente com as necessidades de nosso Estado. As mulheres de nosso Maranhão precisam de políticas públicas e não de propaganda", afirmou Wellington.

Um comentário:

  1. Em 2016, com o orçamento de nove milhões de reais não percebemos aplicação de políticas públicas que pudessem contemplar a mulher, imaginem com o orçamento reduzido em mais de 60%. É fácil chegar à conclusão que a Secretaria Estadual da Mulher em breve fechará suas portas.

    ResponderExcluir

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB