quarta-feira, 8 de março de 2017

Deputado Wellington apresenta projetos e questiona redução de mais de 60% no orçamento da secretaria da mulher

Ao fazer referência ao Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje (08), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) defendeu dois Projetos de Lei de sua autoria que beneficiam as mulheres maranhenses. São propostas que, se aprovadas, implicarão no combate à violência obstetrícia e, ainda, na remoção da agente de segurança pública (policiais civis/ militares e bombeiras) durante o período de gestação ou de aleitamento materno.
“Desde o início de nosso mandato, apresentamos propostas que beneficiam as mulheres do Maranhão. Dando continuidade a isso, apresento Projetos que implicam em políticas públicas para as nossas guerreiras. Um deles é de combate à violência obstetrícia, que tem feito vítimas em todo o Maranhão. A mulher, no momento do parto, deve ser protegida e quaisquer atos de maus tratos devem ser combatidos. O outro projeto prevê o deslocamento das nossas agentes de segurança pública (policiais civis/militares e bombeiras) durante o período de gestação ou de aleitamento materno. Esse deslocamento será para unidade de trabalho próxima de sua residência durante o período de gestação. São projetos que beneficiam nossas mulheres”, disse Wellington.


Resultado de imagem para WELLINGTONDOCURSO
Ao fazer referência ao Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje (08), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) defendeu dois Projetos de Lei de sua autoria que beneficiam as mulheres maranhenses.
Ainda durante o pronunciamento, o deputado Wellington questionou a recente redução no orçamento da Secretaria de Estado da Mulher e defendeu ações efetivas que garantam a proteção feminina.
“No Orçamento de 2016 do Governo do Estado, havia R$ 9.141.410,00 (nove milhões cento e quarenta e um mil e quatrocentos e dez reais) destinados à Secretaria da Mulher. Em 2017, houve uma redução significativa de 62,5%. O orçamento caiu para R$ 3.430.786 (três milhões quatrocentos e trinta mil e setecentos e oitenta e seis reais). Essa redução de 2/3 é questionável, já que a proteção à mulher ainda é deficiente em nosso Estado. Enquanto o orçamento da Secretaria da Mulher cai, o da Secretaria de Comunicação aumenta. Nós encaminhamos solicitação ao Governo de remanejamento, mas nada foi feito. Fizemos isso porque a população  não entende, e nem nós, o motivo pelo qual a Comunicação tem mais de 58 milhões enquanto que a Secretaria da Mulher, de grande importância social, recebe menos de 04 milhões, algo incoerente com as necessidades de nosso Estado. As mulheres de nosso Maranhão precisam de políticas públicas e não de propaganda", afirmou Wellington.

Um comentário:

  1. Em 2016, com o orçamento de nove milhões de reais não percebemos aplicação de políticas públicas que pudessem contemplar a mulher, imaginem com o orçamento reduzido em mais de 60%. É fácil chegar à conclusão que a Secretaria Estadual da Mulher em breve fechará suas portas.

    ResponderExcluir

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB