terça-feira, 15 de novembro de 2016
Sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, Mariana foi enterrada sob forte comoção

Crime brutal chocou a sociedade maranhense.

O corpo de Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney, foi sepultado por volta das 17h30h desta segunda-feira (14), no cemitério Parque da Saudade, localizado no bairro do Vinhais, em São Luís.

O corpo chegou por volta das 17h depois do velório realizado em uma igreja evangélica no bairro do Olho D’água. Lá, alguns familiares e amigos que não puderam ir ao enterro se despediram de Mariana.
Mariana foi morta neste domingo dentro do apartamento em que morava. Segundo laudo pericial, ela morreu asfixiada por um travesseiro depois de ter sido estrangulada. O principal suspeito é o cunhado que já teve a prisão preventiva expedida pela Justiça. Ele encontra-se preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O advogado de defesa nega as acusações.

CRIME BRUTAL Segundo laudo pericial, ela morreu asfixiada por um travesseiro depois de ter sido estrangulada.
O enterro foi acompanhado por parentes, amigos de Mariana e da família. Sob forte comoção, os presentes fizeram várias orações e canções antes do enterro, que foi seguido de uma salva de palmas.
Muito emocionada, a irmã de Mariana, esposa do suspeito Lucas Leite Ribeiro Porto, Carol Costa fez um breve discurso seguido de um louvor do qual a irmã mais cantava. “A música que ela mais cantava e que quem souber canta, canta com a alma: Por toda minha vida, Senhor te louvarei, pois meu fôlego é tua vida e nunca me cansarei. Posso ouvir a tua voz” cantava, enquanto o corpo da irmã era sepultado.

Sobrinha-neta de Sarney é enterrada  (Foto: Luiz Alfredo / TV MIrante)
“A música que ela mais cantava e que quem souber canta, canta com a alma: Por toda minha vida, Senhor te louvarei, pois meu fôlego é tua vida e nunca me cansarei. Posso ouvir a tua voz” cantava, enquanto o corpo da irmã era sepultado.

O corpo chegou por volta das 17h depois do velório realizado em uma igreja evangélica no bairro do Olho D’água. Lá, alguns familiares e amigos que não puderam ir ao enterro se despediram de Mariana. Por volta de 16h30, um cortejo seguiu até o cemitério onde aconteceu o sepultamento. A família, seguiu o cortejo ao lado do caixão.

Principal suspeito
 
Lucas Leite Ribeiro Porto, de 37 anos, casado com a irmã de Mariana foi preso logo depois do crime. O suspeito foi ouvido pela Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) e nesta manhã encaminhado para Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:

(98) 9 8767-7101

E-mail:

agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com



Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB