quarta-feira, 2 de novembro de 2016

TCU vai fiscalizar mais de 19 mil pensões pagas a filhas de servidores 

Segundo o ministro Walton Alencar Rodrigues, as irregularidades podem somar R$ 6 bilhões em quatro anos.

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou hoje (1º) que seja feita uma análise em 19.520 pensões pagas a filhas solteiras de servidores públicos federais em que foram identificados indícios de irregularidades, como o recebimento de outros tipos de aposentadorias ou rendas extras, como emprego no setor público ou privado. Segundo o ministro Walton Alencar Rodrigues, as irregularidades podem somar R$ 6 bilhões em quatro anos.

“São irregularidades caríssimas que são pagas por toda a sociedade brasileira para sustentar privilégios que são absolutamente incondizentes com a situação do país, uma vez que essas privilegiadas beneficiárias auferem valores que são absolutamente fora da realidade nacional, acrescidos de valores advindos do regime geral de previdência social, juntamente com valores derivados do exercício de atividades na iniciativa privada”, disse.

Resultado de imagem para tcu
O ministro apresentou alguns casos de pensionistas com irregularidades, como o caso de uma mulher que recebe cerca de R$ 24 mil de pensão do pai, que era servidor público, mais pensão previdenciária por morte de R$ 796.
As beneficiárias terão direito de apresentar sua defesa para continuar recebendo as pensões e deverão comprovar sua dependência econômica em relação ao benefício previdenciário, sob pena de imediata perda da pensão. O ministro apresentou alguns casos de pensionistas com irregularidades, como o caso de uma mulher que recebe cerca de R$ 24 mil de pensão do pai, que era servidor público, mais pensão previdenciária por morte de R$ 796.

O ministro Raimundo Carreiro elaborou um voto que defendia que só deveria ser cortada a pensão das filhas de servidores que tivessem renda remanescente acima do teto da Previdência Social, de R$ 4,6 mil, considerado valor suficiente para garantir a “subsistência condigna” da pensionista. Levando em conta esse teto, o número de pensionistas em situação irregular cairia para 7,7 mil.

No entanto, Walton Alencar avaliou que esse critério seria subjetivo e contrariaria a legislação vigente. “Suponha a hipótese de uma pensionista proprietária de um palácio, com gastos de saúde altos, a qual poderá alegar que a percepção da pensão especial conjuminada com o exercício de cargo público ainda assim não é suficiente para a sua subsistência condigna”, exemplificou.

O pagamento de pensões para filhas de servidores públicos que sejam solteiras e maiores de 21 anos foi determinada por uma lei de 1958, mas, desde 1990, o benefício foi extinto, sendo mantido apenas para as pensionistas que já recebiam o benefício.

AS INFORMAÇÕES SÃO DA AGÊNCIA BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Prefeitos eleitos neste pleito, tanto Luis Fernando quanto Edivaldo caminham juntos para a integração de gestões rumo a projeto conjuntural.

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Em São José de Ribamar não se fala de outro assunto. O apoio do prefeito eleito da cidade Luis Fernando Silva (PSDB) ao projeto de reeleição de Edivaldo Holanda Jr (PDT) promete a partir de janeiro se desdobrar na maior parceria já vista na Grande São Luís, quando o assunto é a Metropolização da região. Tanto Luis Fernando quanto Edivaldo gozam do prestigio e apoio irrestrito do governador do Estado, Flávio Dino(PCdoB) quanto ao empreendimento histórico.

Resultado de imagem para luis fernando silva
 O prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva: apoio à candidatura de Edivaldo Holanda Jr deu inicio à discussão da Metropolização da Grande Ilha.
Discutida há anos pelos gestores da Ilha, a Metropolização voltou à pauta das prioridades dos prefeitos que já buscam discutir e definir rumos para a implementação de ações e politicas públicas que beneficiem de forma integrada os habitantes da Grande Ilha.
  
Resultado de imagem para edivaldo holanda júnior
Edivaldo Holanda debaterá a partir de janeiro ao lado do prefeito ribamarense ações pragmáticas para efetivação da Metropolização.
Visando de forma sistemática abordar os problemas e principais desafios a serem enfrentados hoje pelas duas cidades, Luis Fernando e Edivaldo Holanda serão pioneiros na abordagem e busca de soluções que há muito se faziam ausentes. Agora com o engajamento dos dois prefeitos para conceber um programa de atuação que se aproxime das demandas urgentes da capital maranhense e da cidade balneária, o conceito de gestão pública a ser gerido na Metropolização tende a se tornar referencia não só no estado, mas no país. 

Resultado de imagem para flavio dino
Admirador confesso dos dois gestores, o governador Flávio Dino(foto) não medirá esforços para que Metropolização chegue à pragmática das medidas concretas.
O governo Dino não medirá esforços para num curto espaço de tempo contemplar essa conquista.

Estudantes são agredidos por PMs após tentativa de ocupação do Liceu Maranhense

SÃO LUÍS – Alunos do Colégio Liceu Maranhão, que fica no Centro de São Luís, foram agredidos por policiais da Polícia Militar do Maranhão durante uma tentativa de ocupação na tarde desta terça-feira (1º). Os estudantes afirmam que realizavam uma ocupação pacifica quando foram retirados à força. Vídeos do tumulto estão circulando nas redes sociais e é possível ver um PM agredindo um jovem que se recusava deixar o local. A manifestação seria contra a PEC 241, proposta do Governo Federal que limita os gatos em um prazo de 20 anos.

Estudantes são agredidos por PMs após tentativa de ocupação do Liceu Maranhense
Vídeos do tumulto estão circulando nas redes sociais e é possível ver um PM agredindo um jovem que se recusava deixar o local.
Em um comunicado oficial, os alunos se manifestaram na internet. “Os oficiais abordaram as lideranças estudantis com violência e várias ameaças foram testemunhadas pelos presentes. Uma ação que quis calar a liberdade da expressão e mais parecia uma ditadura militar. Em seguida, mesmo com a resistência dos alunos, os jovens da universidade foram expulsos. Por isso, mesmo diante de tanta censura e repressão, o Liceu Maranhense precisa reagir. Vamos defender nossos direitos, Liceístas!”.

“A nossa ideia era realizar debates e rodas de conversas sobre a situação do nosso país. Não estávamos fazendo tumulto”, disse uma estudante que não quis se identificar afirmando que podia sofrer represálias da direção da escola, que é contra o movimento.

Imagem mostra policial militar agredindo estudante durante ocupação
“A nossa ideia era realizar debates e rodas de conversas sobre a situação do nosso país. Não estávamos fazendo tumulto”, disse uma estudante que não quis se identificar afirmando que podia sofrer represálias da direção da escola, que é contra o movimento.
Estudantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) também participaram do protesto. Em São Luís, já foram ocupados, até ontem, parte do Centro de Ciências Humanas (CCH) e do Centro de Ciências Sociais (CCSo) da UFMA, assim como Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Centro Histórico, o IFMA Campus Açailândia, a UFMA Campus Chapadinha, o Núcleo de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e o Centro Integrado do Rio Anil (Cintra).

A PEC 241 foi aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados na noite de terça-feira (25), em segundo turno, com 359 votos a favor, 116 contrários e duas abstenções. Depois da Câmara, a proposta será encaminhada ao Senado, onde também será votada em dois turnos.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL EMA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Textos, fotos, artes e vídeos do Imirante.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação sem autorização do Imirante.com. O objetivo é proteger o investimento que o Imirante faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar esse conteúdo, por favor enviar um e-mail para: imirante@mirante.com.br
Textos, fotos, artes e vídeos do Imirante.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação sem autorização do Imirante.com. O objetivo é proteger o investimento que o Imirante faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar esse conteúdo, por favor enviar um e-mail para: imirante@mirante.com.br
Textos, fotos, artes e vídeos do Imirante.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação sem autorização do Imirante.com. O objetivo é proteger o investimento que o Imirante faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar esse conteúdo, por favor enviar um e-mail para: imirante@mirante.com.br
Quadrilha armada explode e rouba R$700 mil de carro-forte no Maranhão

Assalto aconteceu entre cidades de Coelho Neto e Caxias.
Seguranças foram abordados a tiros por criminosos.
 

 

Uma quadrilha explodiu e roubou um carro-forte na manhã desta terça-feira (1º) na MA-034, em Caxias, no leste do Maranhão. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos levaram cerca de R$ 700 mil. Os seguranças não ficaram feridos.


Resultado de imagem para Quadrilha armada explode e rouba R$700 mil de carro-forte no Maranhão
O assalto aconteceu por volta das 12h, enquanto o veículo seguia pela rodovia estadual.
O assalto aconteceu por volta das 12h, enquanto o veículo seguia pela rodovia estadual. Os bandidos estavam em uma caminhonete e em um SUV e forçaram a parada do veículo de transporte de valores entre as cidades de Coelho Neto e Caxias.

Os criminosos ainda atiraram contra o carro-forte com fuzis. Segundo a polícia, a quadrilha atirou contra o carro-forte e os seguranças revidaram, mas em desvantagem entraram correndo na vegetação que margeia a MA-034. Depois, os criminosos detonaram o cofre do veículo e retiraram todo o dinheiro.


Resultado de imagem para Quadrilha armada explode e rouba R$700 mil de carro-forte no Maranhão
A polícia fez buscas para tentar localizar os criminosos, mas até agora ninguém foi preso.
A polícia fez buscas para tentar localizar os criminosos, mas até agora ninguém foi preso.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores