quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Em banheira de Ouro Edir Macedo afirma falar com Deus
Em imagem recentemente divulgada na internet, o bispo Edir Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus aparece deitado em uma banheira de ouro de propriedade da IURD na qual ele afirma falar com Deus. A imagem dividiu opiniões nas redes sociais e foi alvo de muitas criticas dos internautas. Em sua opinião o que a imagem  representa?



Murad é figura questionável e questionada pela opinião pública da capital
Ele declarou apoio a Eduardo Braide levando eleitores a rechaçar campanha do candidato.

Um vídeo que circula nas redes sociais à demasia, onde o ex-secretário de Saúde do estado Ricardo Murad declara apoio ao deputado-candidato Eduardo Braide jogou um balde de água fria nas intenções de parte do eleitorado de Eduardo que vinha tentando cooptar novos adeptos à candidatura de Braide à prefeitura de São Luís. Muitos dos ‘esperançosos’ por mudança reconheceram como parceria as declarações de tratorzão. Agora reles tratorzinho.


Murad, caquético e sob visíveis remendos estéticos, declara apoio a Eduardo deixando claro o que ia, por assim dizer, ‘passar batido’: os Sarneys estão, de fato, apoiando Eduardo Braide contra o atual prefeito Edivaldo Holanda Jr. Com a declaração de Murad algumas peculiaridades alcoveadas por ambas as partes vieram à tona.

Resultado de imagem para ricardo murad

Ricardo Murad ressurgiu das tumbas sarneysistas para revelar balaio de gato; eleitores de Braide estão ressabiados.
Tanto Braide quanto Edivaldo gozam do apoio de figuras cancerígenas da velha politica oligarca maranhense. De um lado, Ricardo Murad revela nas entrelinhas da fala em vídeo que o apoio é para a governança em caso de vitória de Braide. Do outro lado, Holanda Jr, o prefeito e candidato, não descartou a sarneyzada e tem entre seus secretários sarneysistas de primeira ordem, além de neosarneysistas declarados que o apoiam.



Virou balaio de gato. O vídeo gravado por Ricardo Murad revela mais que a falsa demonstração de engajamento de Ricardo por ‘uma São Luís melhor’, ‘contra o atraso’ e outros slogans pasteurizados, desgastados e sem credibilidade. Murad quis dizer na verdade que nesta eleição tudo pode.  Tudo junto e misturado.



Como sempre foi.



POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO

Ministério Público acionou Edmar Cutrim e Waldir Maranhão por caso de “funcionários fantasmas” no TCE e na Uema ”
 
O recebimento indevido de salários do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) envolvendo Edmar Cutrim e o deputado federal Waldir Maranhão e seu filho, o cardiologista Thiago Maranhão Cardoso, motivou o Ministério Público do Maranhão (MPMA) a ajuizar, em 13 e 26 de outubro, duas Ações Civis Públicas (ACPs) sobre a ilegalidade. A denúncia ganhou destaque na imprensa nacional em maio de 2016. Eles foram considerados como “funcionários fantasmas”, custando aos cofres públicos o valor total de R$ 933.303,15.

Resultado de imagem para EDMAR CUTRIM E WALDIR MARANHAO
A DUPLA DINÂMICA O MPMA requer a condenação de Thiago Maranhão, Waldir Maranhão e Edmar Cutrim ao ressarcimento integral do dano, à perda da função pública e à suspensão de seus direitos políticos de oito a dez anos.
Em uma das manifestações, propostas pela titular da 31ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, Moema Figueiredo Viana Pereira, também consta como requerido o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Edmar Serra Cutrim.

As ações são baseadas nos Inquéritos Civis nºs 01/2016 (Thiago Maranhão e Edmar Cutrim) e n° 02/2016 (Waldir Maranhão).


TCE


Thiago Maranhão foi nomeado, em março de 2003, como assessor do gabinete de Edmar Cutrim, Em fevereiro de 2011, Cardoso passou a morar em São Paulo para fazer cursos da área médica. Mesmo assim, o médico continuou a receber mensalmente o salário de R$ 6,5 mil, sem frequentar o Tribunal, totalizando o recebimento indevido do montante de R$ 565.163,06.


Somente com a repercussão da denúncia, em maio de 2016, o conselheiro exonerou o médico, em caráter de urgência. Segundo a promotora de justiça, nenhuma punição foi aplicada porque a sindicância do Tribunal de Contas sobre a irregularidade foi instaurada somente após a exoneração.

A representante do MPMA explica que a homologação da frequência dos assessores é de inteira responsabilidade do conselheiro. De acordo com ela, Cutrim não fiscalizou a frequência do médico, permitindo que fosse atestada de forma irregular.

UEMA


A outra manifestação refere-se ao deputado federal e professor do quadro da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Waldir Maranhão, que não requereu seu afastamento da instituição educacional durante um de seus mandatos na Câmara dos Deputados. O parlamentar continuou a receber os salários da universidade.
Resultado de imagem para EDMAR CUTRIM E WALDIR MARANHAO
MAURICINHO FANTASMAGÓRICO Thiago Maranhão embolsou uma bolada sem nunca ter pisado no TCE.

Na investigação, o MPMA constatou que a coordenação de pessoal da Uema manteve contatos repetidos com a assessoria do deputado, com orientações sobre o ressarcimento dos valores recebidos de forma indevida e para o pedido formal de seu afastamento.


Na ação, o Ministério Público destacou que a omissão do parlamentar resultou no recebimento indevido de salários no período de fevereiro de 2014 a dezembro de 2015, totalizando o valor atualizado de R$ 382.711,41. Somente em fevereiro de 2016, o pagamento dos salários foi suspenso.


RESSARCIMENTO


Após sua exoneração do TCE, Thiago Maranhão comprometeu-se a pagar a quantia de R$ 235 mil, que já foi efetuada, e mais 24 parcelas de R$ 13.757,00.


No que se refere ao deputado federal, em maio deste ano, mesmo que um acordo de ressarcimento não tenha sido deferido, Waldir Maranhão comprovou o depósito de R$ 14.109, que, segundo ele, seria a primeira parcela do débito.


Em outubro, Maranhão firmou um termo de confissão de dívida do valor atualizado de R$ 382.711,41. O pagamento deve ser feito por meio de quatro parcelas de R$14,1 mil e outras 21 parcelas de R$ 14,8 mil.

SANÇÕES


O MPMA requer a condenação de Thiago Maranhão, Waldir Maranhão e Edmar Cutrim ao ressarcimento integral do dano, à perda da função pública e à suspensão de seus direitos políticos de oito a dez anos.


Outra sanção é o pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos.
Sissi Viana e Lindalva Severo forão recebidos pelo vice-governador Carlos Brandão
O prefeito eleito de Godofredo Viana, Sissi Viana (PSDB), e a vice-prefeita Lindalva Severo (PHS), foram recebidos pelo vice-governador e presidente estadual do PSDB, Carlos Brandão, na noite desta quarta-feira (25). 


O vice-governador recebeu os convidados em sua residência oficial durante jantar de confraternização oferecido aos prefeitos e vice prefeitos eleitos e reeleitos pelo PSDB.
Resultado de imagem para Sissi Viana  GODOFREDO VIANA
O prefeito Sissi Viana(foto) foi recebido pelo vice-governador Carlos Brandão em jantar oferecido a prefeitos eleitos do PSDB.
O prefeito Sissi Viana estava em companhia da primeira dama Dona Mariza. Já a vice prefeita Lindalva estava acompanhada do esposo, o ex-vereador Nuca Severo .

Também participaram do evento festivo o Governador Flávio Dino (PCdoB), o Senador da República, Pinto da Itamaraty (PSDB), e o prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando (PSDB).


AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO NETO WEBA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB