quarta-feira, 14 de setembro de 2016
Campanha de Paulo é destaque entre as demais naquela que é a eleição da renovação da Câmara de Vereadores


POR FERNANDO ATALLAIA

EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE




A campanha do candidato Paulo Alencar (SDD) vem se destacando entre as demais como uma das únicas a representar de fato a renovação da Câmara de Vereadores de São José de Ribamar.



A constatação obedece ao entusiasmo de centenas de ribamarenses que veem em Paulo a expressão de um candidato local genuinamente ribamarense e com grande trabalho realizado na cidade na área social. 



ELE É GENUINAMENTE RIBAMARENSE O candidato Paulo Alencar(imagem frontal) em grande caminhada realizada na Sede de Ribamar: campanha da renovação que vem recebendo centenas de adesões.
A 15 dias da eleição propriamente dita, Alencar vem recebendo adesões da juventude do município por onde passa. Além dos jovens, mulheres, empresários e eleitores da Terceira Idade já declararam apoiar o presidente do  Solidariedade rumo à Câmara.


Atuante no município e participando ativamente da vida da cidade balneária, Paulo Alencar tem experiência administrativa e politica. Empresário, mantem relevante participação no cenário de negócios de São José de Ribamar onde emprega a mão de obra local.



É com essa biografia legítima que Paulo por mais uma vez concorre a uma vaga no Legislativo ribamarense. Levantando a bandeira da renovação daquele Poder, Paulo Alencar já é indiscutivelmente o candidato que mais cresce eleitoralmente na cidade.



No próximo dia 02 de outubro ele será também uma das principais opções do eleitor consciente.

Aluno ataca professor com um soco no rosto em plena sala de aula em Cantanhede
O professor Francisco Ferreira Menezes, 47 anos, foi atingido com um soco no rosto quando dava aula na escola Risa Belfort na cidade de Cantanhede. A agressão foi praticada por um adolescente de 15 anos que é aluno da escola.

IMG-20160419-WA0043

O professor Francisco Ferreira Menezes(foto), 47 anos, foi atingido com um soco no rosto quando dava aula na escola Risa Belfort na cidade de Cantanhede.

Em depoimento prestado na delegacia, a vitima relatou que foi agredida depois de ter reclamado porque o agressor estava atrapalhando a aula. Francisco disse que pediu para que o adolescente se retirasse de sala. ” Foi nesse momento que ele partiu para violência e me atacou com um soco no rosto” disse o professor. Francisco foi socorrido e encaminhado para o hospital daquela cidade.

O caso vai ser apurado através de um inquérito instaurado na delegacia daquele município.

Justiça garante acesso de jornalista a setor de imprensa na Câmara de Vereadores de Açailândia  
Em decisão publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta quarta-feira, 14, o juiz Pedro Guimarães Júnior, titular da 1ª vara cível de Açailândia, determina à presidente da Câmara de Vereadores do município, que “se abstenha de impedir o acesso do jornalista W. de S. L., no exercício da profissão, ao ambiente destinado à imprensa no plenário” da Casa.

A decisão atende a Mandado de Segurança com Pedido de Liminar impetrado pelo profissional de Comunicação contra a presidente da Câmara. Conforme o Mandado, o jornalista teve seu nome envolvido em uma discussão ocorrida durante uma sessão realizada na Casa, devido ao que, por decisão da presidente do órgão, teve impedido o ingresso no local exclusivamente reservado à imprensa, o que, segundo o profissional, “viola o seu direito líquido e certo consistente na liberdade de imprensa constitucionalmente amparado”.

Resultado de imagem para CGJ MA
Em decisão publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta quarta-feira, 14, o juiz Pedro Guimarães Júnior, titular da 1ª vara cível de Açailândia, determina à presidente da Câmara de Vereadores do município, que “se abstenha de impedir o acesso do jornalista W. de S. L., no exercício da profissão, ao ambiente destinado à imprensa no plenário” da Casa.
Diz o juiz em suas fundamentações: “Primeiramente, convém esclarecer que o Judiciário não deve interferir nas questões de mérito pertinentes ao funcionamento interno do Poder Legislativo, interna corporis (de âmbito interno). Compete à presidente da Câmara zelar pelo regular andamento dos trabalhos legislativos e pela segurança e ordem no plenário. Contudo, a presidente da Câmara não pode arbitrariamente impedir que o impetrante, no exercício de sua profissão, ingresse no local que é de livre acesso ao público, pois tal ato administrativo afigura-se contrário à liberdade de exercício profissional”.

Ainda nas fundamentações, o juiz ressalta trecho de recente decisão do STF concedendo liminar que determinou à Câmara dos Deputados liberar o acesso de estudantes aos recintos do órgão, e onde se lê: É indiscutível que as Casas do Congresso Nacional têm amplo poder de polícia no recinto de suas sedes e sobre quantos nela se encontrem. Esse poder de polícia não envolve, porém, o de impedir o ingresso de cidadãos que pretendam circular nos recintos abertos ao público … observadas. é claro, as as normas internas de polícia”.

E conclui: “Em vista do exame de todos os fundamentos fáticos e jurídicos suscitados pelo impetrante, vislumbro o fumus boni juris (sinal do bom direito) e o perirculum in mora (perigo na demora) consistente nos possíveis prejuízos que advirão para o profissional da imprensa caso seja obstado seu livre acesso às dependências públicas da Câmara”.


Matéria enviada pela Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores