sábado, 10 de setembro de 2016

Teté foi o único parlamentar a manter postura critica e combativa em relação à gestão acupinzadora da cidade. 
 
POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO


A campanha do vereador do PV Teté Vieira, que concorre à reeleição, virou sensação em São José de Ribamar. Não apenas pela originalidade das músicas e peças de divulgação-e ai inclui-se um jornal lançado por ele onde estão explicitadas suas ações ao longo dos últimos quatro anos-, mas pela vasta contribuição que Teté deu ao debate público no município. 


Como se não bastasse essa realidade, o vereador foi sem sombra de dúvida o mais atuante e de posição coerente aos anseios da população local. Teté agora colhe os frutos de um árduo trabalho realizado contra a gestão acupinzadora e excludente do prefeiito Gil Cutrim(PDT) e em favor dos menos favorecidos em São José de Ribamar. 

Resultado de imagem para TETE VIEIRA

DESTEMIDO E PIONEIRO Teté Vieira foi o único vereador de São José de Ribamar a não se render à sedução do Executivo municipal: população ribamarense reconhece o feito e quer vê-lo novamente na Câmara.
Grande revelação da última legislatura, o parlamentar do Partido Verde surpreendeu àqueles que suponham que o mandato dele fosse terminar opaco, sem brilho e ressonância. Teté foi às ruas e às casas dos ribamarenses. Conseguiu canalizar as forças populares e partiu para o ataque: são centenas de denúncias seguidas de soluções; projetos de Lei postos em plenário; indicações e, sobretudo a intensificação de uma voz que se erigiu na luta pelos direitos dos ribamarenses. 


Destemido, pioneiro e detentor de perceptível embasamento e domínio da história da cidade, seus problemas e desafios ainda a serem enfrentados, Teté Vieira segue para a reeleição aplaudido de pé pelos munícipes. Nas redes sociais e bairros locais, ele vem sendo celebrado por aqueles que esperavam há tempos por um representante que pusesse São José de Ribamar na pauta da Câmara. Teté vieira foi o único vereador a fazer  isso na história recente da cidade.  


E a população ribamarense sabe disso.
STF nega 4 liminares para suspender Dilma de exercício de funções públicas
A ministra do STF Rosa Weber negou nesta sexta-feira (9) quatro pedidos de medida liminar, que queriam suspender a habilitação de Dilma Rousseff para o exercício de funções públicas. A decisão do Senado de aprovar a perda de mandato de Dilma mas manter seus direitos políticos gerou uma crise na base de Michel Temer. 

Os pedidos haviam sido feitos em mandados de segurança do PMDB, PSDB, DEM, PPS, Solidariedade e também pelos senadores José Medeiros (PSD-MT) e Álvaro Dias (PV-PR) e pelo PSL. Eles alegam que tal votação fatiada -- sobre a perda de mandato e a suspensão de direitos políticos -- vai contra a Constituição.

Resultado de imagem para ROSA WEBER
Rosa Weber deu um prazo de 10 dias para que as autoridades envolvidas sejam notificadas, para que o julgamento definitivo possa ser realizado. 
Rosa Weber deu um prazo de 10 dias para que as autoridades envolvidas sejam notificadas, para que o julgamento definitivo possa ser realizado.

Os partidos que entraram com a liminar argumentam que, se a primeira votação reconheceu a existência de crime de responsabilidade, a pena de inabilitação seria vinculada a esta decisão. Na ocasião da votação, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), participou da estratégia de suavizar a pena de Dilma. 

A Advocacia do Senado Federal defendeu a votação fatiada, em manifestação enviada ao STF. “O plenário foi exaustivamente instruído quanto às normas regimentais e constitucionais pertinentes e, ao final, tomou uma decisão soberana", disse a Advocacia do Senado Federal no parecer, sustentando ainda que não se pode questionar o resultado da votação "por mera insatisfação".  

“Diversamente do que defendem as impetrações, o destaque para votação em separado não foi um expediente astucioso, engendrado para fraudar a aplicação da pena de inabilitação. Os senadores que entendiam impossível cindir as duas penas não tiveram seu direito de se manifestar em sentido contrário violado, pois puderam votar livremente pela aplicação de ambas as penas”, diz o parecer. 

AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL DO BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Candidata se descontrói a cada nova investida de renovação 
Desta vez ela apelou para Marina Silva que não detém nenhuma representatividade junto ao eleitorado da capital.

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE
atallaia.baluarte@hotmail.com

A situação eleitoral da candidata Eliziane Gama para este pleito é digna das mais contundentes quedas politicas já registradas na história recente de São Luís. 

Vencida pelo próprio ego, vaidade, senso de superioridade e notável soberba, Eliziane faz uma campanha rumo ao precipício de seu próprio futuro politico. Ela será em muito pouco tempo a politica mais rejeitada pela opinião pública da capital nesta época. 

Resultado de imagem para ELIZIANE GAMA

SENSO DE SUPERIORIDADE, VAIDADE E SOBERBA A candidata Eliziane Gama vive os louros daquilo que ela é: até mesmo o candidato ‘’safadao’’ Wellington do Curso(imagem abaixo) conseguiu ultrapassá-la.
Dona de um orgulho que salta aos olhos e que até  três, quatros meses atrás dava as cartas a uma senhora de altivez ululante, Eliziane Gama é o exemplo maior dos políticos maranhenses vislumbrados, afetados e ofuscados pela ausência de autoanálise. O que Eliziane é de fato? Qual mérito tentou passar àqueles que agora não acreditam mais nela e que estão profundamente arrependidos? Quais seus reais e verdadeiros talentos? 

Essas indagações esbarram na fragilidade humanística de uma politica que detentora de vários mandatos não conseguiu provar nem a sim mesma a essência que desejava: Eliziane é apenas só mais uma politica do nicho politicalho maranhense ainda presente e sempre recorrente. Nada nela destoou daquilo que criticou por anos em discurso falacioso, melodramático e persuasivo. Caiu a máscara: os maranhenses de São Luís começam a dizer NÃO a Eliziane. 

Resultado de imagem para WELLINGTON E WESLEY SAFADAO

Mostrando total falta de substância para manter a palavra erigida naquilo que se propôs como diferença de seus demais adversários, até mesmo o seu antigo amigo o deputado oportunista e midiático Wellington do Curso (fã declarado do ''intelectual'' e  ''músico-educador'' Wesley Safadão) conseguiu bater Eliziane Gama na predileção do eleitorado. Eleitores que preferem Wellington em detrimento de Eliziane por falta de alternativas. Veja o limbo em que em ela se atolou.  

Eliziane Gama anuncia o fim trágico. Sua candidatura nesta eleição foi um erro, e gritante. Determinante para suas futuras derrocadas o capitulo inaugurado pela deputada federal faz um percurso irreversível rumo a uma trajetória politica que tende a se deteriorar nos impulsos desanuviados de sua protagonista. A parceria com João Castelo é apenas uma dentre tantas demonstrações do que é capaz Eliziane para ganhar uma eleição. Decisão controversa parida da idiossincrasia, do id ou superego de um ser atordoado pela ganância, pela realização pessoal. 

Agora às claras e destroçada por seus verdadeiros e autênticos sentidos conflitados, o que se ver é uma candidata que não consegue separar-se do inexorável desejo de obtenção de poder. No caso de Elisiane Gama essa constatação vai além dos fatos: sua campanha aniquilada em São Luís é tão somente uma evidência de que a prepotência , o pedantismo e o  auto endeusamento destroem a qualquer um. Em qualquer ocasião. 

Ou circunstância.

Nº de visitas

Confira a Hora Certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores