quinta-feira, 11 de agosto de 2016
POESIA SEMPRE!
Leia o poema Uma Luz convertida, da obra inédita Crônicas do Baixo-Forquilha-Noite, Putas e Poesia de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia
Uma luz convertida


Brilha mais alta tua luz convertida

Feita de andaimes raros e pés sangrados sem norte à deriva



Brilha mais alta tua última aureola

Embalada pelo frêmito de relinchos exauridos

Berram lapsos  candeias congos e toda esta madrugada



Salta-te à memoria de como vinhas sempre as tardes mortas

Mas vinhas com o peito nu ensandecido 


protesto_nua-pelada-Download-Completo-Full-1
POESIA ATALLAIANA EM ALTA VOLTAGEM O que serei eu além da imagem de tua rosa deflorada na janela?
Entre os chambres de outrora e os nervos à flor da tez
Agora que o mundo apaga tua retina e te afasta por inteira da sombra dos vórtices lineares na Paisagem

És mais carne que alento

Sussurro desabando ao colo das manhãs



O que farei eu, um pobre tecelão das linhas tortas?

O que farei eu sob o teu manto redesenhado de uma pureza encarvoada

Incólume não sou entre teus pelos

De lã tua vertigem na calçada

Um pobre diabo além de mim sou eu naquele



Pernas lançadas a escória

O que serei eu além da imagem de tua rosa deflorada na janela?

Um olho febril sob o silêncio da imaginação

Uma mão desesperada nas entranhas da memória.



Fernando Atallaia, São José de Ribamar, Maio de 2003


Cadáver é encontrado na Avenida dos Agricultores, em Ribamar

O corpo estava enrolado em uma capa de sofá vermelha e ainda não foi identificado.

Nesta quinta-feira (11), um cadáver foi encontrado na Avenida dos Agricultores, na Região da Mata, em São José de Ribamar. O corpo estava enrolado em uma capa de sofá vermelha e ainda não foi identificado.

Resultado de imagem para POLICIA CIVIL MARANHAO
A polícia investiga o caso.
De acordo com informações, a polícia não encontrou marcas de sangue no corpo. No local, foram identificadas marcas de pneu.

A polícia investiga o caso.
Justiça determina afastamento e bloqueio de bens de prefeito e auxiliares

A documentação comprobatória da decisão deve ser encaminhada ao Juízo em até 72 horas “a contar da intimação pessoal da presente decisão”

Em decisão datada dessa quarta-feira (10), o juiz Raphael Leite Guedes, titular da Comarca de Pio XII, determina o afastamento do prefeito do Município, Paulo Roberto Sousa Veloso, dos secretários de Educação, Administração e de Finanças, respectivamente Iara Adriana Araújo Portilho, Antonio Roberval de Lima e Melquizedeque Fontenele Nascimento, além do procurador geral de Pio XII, Michel Lacerda Ferreira por atos de improbidade caracterizado pela existência de servidores “fantasmas” no Município. De acordo com a decisão, o presidente da Câmara Municipal deve ser comunicado para “proceder a convocação de sessão solente extraordinária e lavratura da respectiva ata e termo de posse e exercício provisório em favor do vice-prefeito”. A documentação comprobatória da decisão deve ser encaminhada ao Juízo em até 72 horas “a contar da intimação pessoal da presente decisão”.

Ainda na decisão, o magistrado determina a indisponibilidade dos bens – imóveis, veículos, valores depositados em contas bancárias – de todos os citados, limitado à quantia de R$ 2.978.406,88 (dois milhões, novecentos e setenta e oito mil, quatrocentos e seis reais e oitenta e oito centavos), dos quais R$ 2.478.406,88 (dois milhões, quatrocentos e setenta e oito mil, quatrocentos e seis reais e oitenta e oito centavos) decorrentes de prejuízo ao Erário pelo pagamento de “funcionários fantasmas”. Os outros R$ 500,000,00 (quinhentos mil reais) correspondem a valor de eventual condenação por danos sociais.

Prefeito Paulo Roberto Sousa Veloso
MÃO PESADA Paulo Roberto Sousa Veloso(foto) meteu a mão nos cofres da prefeitura sem pena; empregando fantasmas a torto e a direito,  ele só parou agora porque o Ministério Público entrou com tudo.
O bloqueio de valores existentes nas contas dos citados deve ser feito através do BACENJUD, ficando as contas bloqueadas até ulterior deliberação judicial. Prefeito, secretários e procurador ficam impedidos de realizar quaisquer movimentação nas contas da Prefeitura de Pio XII.

Parentes – A decisão do juiz atende à Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa interposta pelo Ministério Público do Estado do Maranhão em desfavor dos anteriormente citados em face da constatação de “funcionários fantasmas” no âmbito do Poder Executivo do Município, entre os quais parentes do prefeito e dos secretários.

Segundo o juiz em suas fundamentações, “os graves fatos narrados e comprovados pelo representante do Ministério Público” levam ao entendimento que o prefeito e os secretários “transgrediram as normas constitucionais com a nomeação de inúmeros ‘funcionários fantasmas’, dentre os quais se constata a existência de familiares destes”. Entre os comprovados funcionários do tipo listados pelo magistrado, sobrinhas do prefeito – três das quais residentes em São Luís, Paraguai e Bolívia – supostamente ocupando os cargos de assessoras de secretarias municipais de Pio XII, irmã e ex-genro do administrador municipal, além de esposa, filhas e sobrinhos de secretários.

Para o magistrado, além de nepotismo na Administração Pública, a situação evidencia “atos de lesão ao erário público, com a prática de condutas que ocasionam mensalmente prejuízos insanáveis a toda a população piodocense que carece de gestão pública adequada nas áreas de educação, saúde, lazer, infraestrutura, entre outras, conquanto as requeridas verbas deveriam ser aplicadas nos direitos mínimos existenciais de toda a população, conforme resguarda a Constituição Federal”.

Nas palavras do juiz, diversas provas constantes dos autos comprovam a existência dos “funcionários fantasmas”, entre as quais portarias, termos de nomeação, pré-contratos e folhas de pagamento, documentos apreendidos na Secretaria de Administração do Município e que conteriam, em um papel, a frase: ‘documentos que não vão para a promotoria, faz parde dos 65’. Segundo o juiz, a observação faz “referência ao objeto da investigação do órgão ministerial que contava inicialmente com 65 (sessenta e cinco) pessoas investigadas e suspeitas de serem ‘funcionárias fantasmas'”.

Esquema – Raphael Guedes destaca ainda testemunho de servidora da Administração Municipal que comprova a formação de “esquema” praticado pelos gestores municipais, a fim de tentar, após o início das investigações do MP, “criar um aspecto de legalidade à situação de pessoas que recebiam dos cofres públicos e que se encontravam na folha de pagamento sem qualquer portaria de nomeação para ocupar o cargo público neste Município”.

O magistrado ressalta também a “farra com o dinheiro da população de Pio XII” praticada pelos gestores públicos e comprovadas quando da apreensão de agenda pessoal do secretário de Finanças, na qual constam, entre outros, o aumento de salário sem lei municipal e “lembrete” para o favorecimento de uma sobrinha do prefeito, o que, segundo o juiz, demonstra o alto controle e intervenção do secretário no esquema municipal”. Ainda segundo o juiz, consta que “a esposa do prefeito e diretora de Divisão de Promoção Social determinou ao secretário de Finanças que realizasse o aumento de vencimentos de alguns ‘funcionários fantasmas'”.

Investigações – De acordo com o juiz, o “esquema” teria sido relatado com detalhes pelo secretário de Administração de Pio XII quando de depoimento perante o Ministério Público. No depoimento, o secretário relatou ainda a participação do procurador geral do Município no “esquema municipal de desvio de verbas”, que teria estaria presente no momento em que ele (secretário) fez a folha de pagamento. O procurador teria ainda praticado “atos no sentido de atrapalhar o desenvolvimento das investigações pelo Ministério Público quando tentou interferir na realização de oitiva de testemunha”, destaca o juiz.

 Para o magistrado, o afastamento do prefeito, secretários e procurador visa a evitar, entre outras situações, que os gestores subtraiam ou destruam provas imprescindíveis a fim de prejudicar a continuidade das investigações que já descobriram um prejuízo de aproximadamente R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais).

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA DO MARANHÃO
EDIÇÃO DE ANB ONLINE 

Mãe e filho se apaixonam e lutam na Justiça para manter relacionamento

Apaixonados, Monicas Mares, de 36 anos, e seu filho Caleb Peterson, de 19, estão gerando revolta no Novo México, nos Estados Unidos. Isso porque o casal luta na Justiça para conseguir manter o relacionamento.

Isso porque o casal luta na Justiça para conseguir manter o relacionamento.

De acordo com as informações do Daily Mail, Monica deu à luz aos 16 anos e colocou seu filho para adoção. Muitos anos depois, no entanto, eles acabaram se reencontrando e foi amor à primeira vista.

 "Nós demos as mãos e acabamos nos beijando. E o beijo levou a outras coisas", disse a mulher em entrevista ao tabloide britânico. "Parece que eu conheci alguém novo em minha vida e sinto que estou apaixonada por ele", acrescentou. Ela afirma, contudo, que nada teria acontecido se Caleb não tivesse sido adotado.

E o afeto entre eles é tão grande que o ex-marido de Monica, e pai de dois de seus nove filhos, Dayton Chavez, aprova o namoro.
E o afeto entre eles é tão grande que o ex-marido de Monica, e pai de dois de seus nove filhos, Dayton Chavez, aprova o namoro. "Eu os apoio. Gostaria que o governo parasse de se meter na vida deles e deixasse eles viverem suas vidas normalmente", comentou.

Mãe e filho alegam que sofrem de uma condição rara chamada atração sexual genética, e que por isso a relação deveria ser considerada legal.

Mãe e filho alegam que sofrem de uma condição rara chamada atração sexual genética, e que por isso a relação deveria ser considerada legal.
Acusados de incesto, Monica e Caleb podem ser condenados a um ano e meio de prisão e multados em US$ 5 mil (cerca de R$ 15,7 mil).


As informações são do jornal Daily Mail
Edição da Agência Baluarte 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB