sábado, 16 de julho de 2016

PM mascarado ameaça jovem com machado e Corregedoria investiga caso

Imagens de PM mascarado apontando uma arma para a cabeça de um jovem e o ameaçando com um machado viram alvo de investigação da Corregedoria de SP após se espalharem pelas redes sociais. Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou nota afirmando que "não concorda com esses tipos de atos"


Após reunião com integrantes do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana) na tarde desta quinta-feira (14), o secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, determinou que a Corregedoria da Polícia Militar apure as imagens, reveladas pela Ponte Jornalismo, que mostram um policial militar, fardado, vestindo uma máscara de palhaço, com um machado e uma arma apontados na direção da cabeça de um rapaz negro, que pedia clemência.


De acordo com Luiz Carlos Santos, membro do Condepe, ficou decidido na reunião que Barbosa Filho “pediria providências o mais rápido possível”. Santos explicou que o secretário “diz que não concorda com esses tipos de atos” E que ele encaminhou as imagens para apuração. “Entregamos os documentos, com as fotos, nas mãos dele e ele ficou de tomar as devidas providências”.

pm machado mascara palhaço
Imagens de PM mascarado apontando uma arma para a cabeça de um jovem e o ameaçando com um machado viram alvo de investigação da Corregedoria de SP após se espalharem pelas redes sociais.
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou que “a Corregedoria da Polícia Militar apura os fatos e as imagens foram encaminhadas para perícia para levantamento de informações a respeito de sua origem”. Já a Polícia Militar, disse que “a instituição tomou conhecimento das imagens no dia 11 de julho e, imediatamente, a Corregedoria da PM abriu investigação, pois sugerem grave violação de direitos humanos”. A corporação afirmou, ainda, que, caso sejam confirmadas as irregularidades, os envolvidos poderão ser processados criminalmente e expulsos da Polícia Militar.


As duas fotos teriam começado a ser reproduzidas por PMs em grupos restritos a policiais no WhatsApp. Depois, viralizaram em vários grupos, principalmente da zona norte da capital. A legenda utilizada por quem espalhou as imagens é: “Tem tatuagem de palhaço, mas quando vê um na frente fica com medo”.


O porquê da máscara


Em janeiro de 2015, o capitão da Polícia Militar baiana Alden dos Santos divulgou um estudo que apontou que a maioria dos presos que tem tatuagens de palhaço tem ligação com roubo ou envolvimento em morte de policiais. No entanto, de acordo com o próprio capitão da PM, “nunca nenhum cidadão poderá ser abordado somente por apresentarem tatuagens descritas na cartilha”.


A cartilha a que ele se refere é de tatuagens de bandidos, coletadas por ele em presídios, delegacias, institutos médicos legais, jornais, revistas e redes sociais. Aproximadamente 50 mil documentos e fotos foram averiguados pelo PM para a divulgação do estudo.


O advogado Ariel de Castro Alves afirmou que as duas imagens específicas incitam um crime previsto no Código Penal. “Art. 286 – incitar, publicamente, a prática de crime: pena – detenção de 3 a 6 meses ou multa”, disse. Ariel é membro do Condepe e do Movimento Nacional de Direitos Humanos.


“Nesse caso, há incitação ao cometimento de assassinatos de pessoas que tenham tatuagens de palhaços no corpo. O uso de máscara de palhaço com o fardamento também ofende a própria instituição PM. Fere também as normas internas da corporação, cabendo sindicância administrativa”, complementou o advogado.


Suspeita


No fim da tarde de quarta-feira (13), o ouvidor Julio César Neves e Luiz Carlos Santos, membro do Condepe foram ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de São Paulo. Lá, estava sendo detido um homem acusado de ter matado o policial militar Leandro Lessa de Souza, após uma tentativa de assalto no Ipiranga, zona sul, no último dia 25 de junho.


O ouvidor relatou à Ponte Jornalismo que o rapaz poderia ser o mesmo da imagem dos policiais com máscara de palhaço. Mas não soube dar mais detalhes. Quando foi morto, o policial estava à paisana, em frente a um comércio. Ele entregou a carteira ao bandido e, na sequência, reagiu ao assalto. O assaltante atirou e fugiu. Souza foi socorrido ao pronto-socorro do Hospital Estadual do Ipiranga, mas não resistiu aos ferimentos. Familiares e amigos afirmam que o governo não deu a devida importância para a morte do policial. Inclusive, relatam que tiveram de fazer uma “vaquinha” para pagar o caixão e enterro do PM.


A reportagem procurou a SSP (Secretaria da Segurança Pública), que tem à frente Mágino Alves Barbosa Filho, nesta quarta gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB), para que a pasta se posicionasse sobre o caso. A Ponte informou a suspeita do ouvidor e do Condepe à secretaria e questionou: caso seja o mesmo rapaz, como ele foi detido por PMs em um momento e se entregou, por espontânea vontade e com advogado, depois? A SSP não respondeu este questionamento.


Luiz Carlos Santos afirmou que, se for o mesmo rapaz, o caso é ainda mais grave. “Eu e o Rildo temos a clara consciência de que, se for o mesmo rapaz, que até é parecido, há alguma coisa ainda pior. Porque o rapaz estaria já na mão do Estado, preso pelos PMs. Teria que ser investigado por que ele não foi encaminhado a um DP”.


AS INFORMAÇÕES SÃO DA PONTE

EDIÇÃO DE ANB ONLINE

Dentista é preso por roubar energia elétrica 

O dentista Evandro Viana Lobo Junior é morador do codomínio Mar Del Plata, no bairro Recanto do Vinhas. Ele foi preso em flagrante, após um perito do Icrim identificar em sua residência um “gato”, como é popularmente chamado. O perito encontrou um aparelho que ajudava no furto de energia elétrica.

 

Aparelho usado no crime
Aparelho usado no crime
Ele foi preso, prestou depoimento e pagou uma fiança no valor de R$ 3 mil, e responderá em liberdade.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JP
EDIÇÃO DE ANB ONLINE 
Fotos da advogada Thatiana Poncino pelada caem na net

Linda

A bela advogada baiana Thatiana Poncino, segue causando alvoroço na web, com mais de 70 mil seguidores só no Instagram, Thati é quase uma celebridade na rede, a cada foto postada a “galera” vai ao delírio. As fotos da bela, pelada, cairam na net.  

Advogada Criminalista, Pós graduanda em Direito Penal e Membro da Comissão de Jovens Advogados-Itabuna/BA, Thatiana Poncino é uma profissional de mão cheia, com ela não existe causa perdida. Veja as fotos de Thatiana Poncino que estão causando o maior alvoroço na internet:
Mais um delegado da Polícia Civil é preso no Maranhão

O delegado da Polícia Civil do Maranhão, Sergio Luís Rêgo Damasceno, foi preso nesta quinta-feira (17), próximo à cidade de Araióses, onde atuava, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. O delegado está guardado na delegacia da Cidade Operária, em São Luís.

Segundo informações do delegado Lawrence Melo, Damasceno teve sua preventiva decretada devido a atos irregulares cometidos na cidade de Buriti.

image
O delegado da Polícia Civil do Maranhão, Sergio Luís Rêgo Damasceno(foto), foi preso nesta quinta-feira (17), próximo à cidade de Araióses, onde atuava, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva.
Em 2011 o delegado já havia sido condenado há três anos e um mês de prisão em regime aberto por estelionato. O crime foi contra a Caixa Econômica Federal.
Em 2014 ele foi denunciado por suspeita de furtar um poste da Prefeitura de Barras, no Piauí.

Esse é o segundo caso, em menos de um mês, de prisão de delegado no Maranhão. Dia 25 de maio o, também, delegado da Polícia Civil da cidade de Morros, Alexsandro de Oliveira Passos Dias, foi apreendido pela pratica de desvio de valores pagos a título de fiança, cobrando para concessão de alvarás para a realização de eventos e para deixar de indiciar suspeitos de crime na cidade de Morros e regiões adjacentes.
Filho de Calvet, ex-prefeito de Bacabeira, teve pedido de prisão decretado

A Polícia Federal decretou, nesta quinta-feira, 14, a prisão temporária de José da Silva Calvet Neto, filho do ex-prefeito de Bacabeira, Reinaldo Calvet. José Reinaldo Calvet Neto é acusado de fazer parte de um grupo criminoso ligado à extração e à comercialização de grandes quantidades de madeira ilegal proveniente da Terra Indígena Caru.

EXTRAINDO MADEIRA ILEGALMENTE A Polícia Federal decretou, nesta quinta-feira, 14, a prisão temporária de José da Silva Calvet Neto(foto).
A Polícia Federal (PF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) cumpriram 77 medidas judiciais no Maranhão e Rio Grande do Norte.

Do total, são 11 mandados de prisão preventiva, 10 mandados de prisão temporária, 56 mandados de busca e apreensão, bem como a suspensão da certificação de 44 empresas madeireiras, nas cidades de São Luís, Imperatriz, Buriticupu, Açailândia, Zé Doca, Alto Alegre do Pindaré, Bom Jardim, Governador Nunes Freire, todas no Maranhão.

Ex-prefeito-de-Bacabeira-Reinaldo-Calvet
Calvet, ex-prefeito de Bacabeira.
As investigações apontam que a organização criminosa atuava extraindo madeira ilegalmente das reservas indígenas que era esquentada por meio de documentação fraudulenta para o transporte e retirada das áreas protegidas.




Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores