terça-feira, 21 de junho de 2016

MP-MA suspeita que TCE omitiu informações sobre Thiago Maranhão
Thiago Maranhão era 'funcionário fantasma' do Tribunal de Contas do MA.
Diário Oficial do Estado mostra que médico foi nomeado em 2003.

O Ministério Público do Maranhão descobriu indícios de que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) pode ter omitido informações sobre os salários recebidos pelo médico Thiago Augusto Azevedo Maranhão Cardoso, filho do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA).

Resultado de imagem para THIAGO MARANHAO E EDMAR CUTRIM
O Ministério Público do Maranhão descobriu indícios de que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) pode ter omitido informações sobre os salários recebidos pelo médico Thiago Augusto Azevedo Maranhão Cardoso, filho do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA)
O levantamento feito pela Promotoria da Improbidade Administrativa mostra que Thiago Maranhão foi nomeado em 2003 e não em 2013 como o tribunal de contas havia informado anteriormente ao Ministério Público. As novas provas contra o filho de Waldir Maranhão estão no Diário Oficial do dia 21 de fevereiro de 2003.

O TCE informou ao ministério público que Thiago Maranhão era servidor apenas de 2013 até maio deste ano, quando foi exonerado. Agora, a promotoria busca saber qual o valor que o médico recebeu, de fato, indevidamente, durante os 13 anos que ficou no cargo comissionado do tribunal sem exercer a função.

Resultado de imagem para THIAGO MARANHAO E EDMAR CUTRIM
O levantamento feito pela Promotoria da Improbidade Administrativa mostra que Thiago Maranhão(foto) foi nomeado em 2003 e não em 2013 como o tribunal de contas havia informado anteriormente ao Ministério Público
“As informações que nos foram enviadas, que constam nos autos para gente, não são correspondentes as que constam no Diário Oficial do Estado do Maranhão. A gente prossegue com nossa linha de investigação como temos feito: apurar não só este caso, mas outros casos” afirmou o promotor Zanony Passos.

O médico Thiago Maranhão, que recebia salário de R$ 7,5 mil mais R$ 800 referentes ao auxílio alimentação do Tribunal de Contas do Maranhão, teve uma Toyota Hilux apreendida pela Justiça que havia decretado o bloqueio de bens no valor de R$ 235 mil – correspondente ao valor dos salários recebidos entre novembro de 2013 e maio de 2016, no TCE.

Resultado de imagem para PROMOTOR ZANONI PASSOS
O promotor Zanoni Passos: “As informações que nos foram enviadas, que constam nos autos para gente, não são correspondentes as que constam no Diário Oficial do Estado do Maranhão. A gente prossegue com nossa linha de investigação como temos feito: apurar não só este caso, mas outros casos''
De 2011 a 2014 o filho de Waldir Maranhão foi médico residente no hospital de Ipanema, no Rio de Janeiro e desde 2015 é anestesista no Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo.

ASINFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Rodovia pode estar sendo rota de madeira ilegal no sul do Maranhão, diz Polícia Rodoviária Federal

A BR-230, que passa pelo município de Balsas, a 810 km de São Luís, pode estar sendo usada como rota para extração ilegal de madeira. Em menos de 15 dias, dois carregamentos de madeira sem documentação legal foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal na rodovia.

A última apreensão ocorreu na madrugada desta segunda-feira (20). O inspetor da Polícia Rodoviária Federal, João Eudes, afirmou que o motorista levava madeira em excesso no veículo.

Quantidade de madeira transportada no caminhão não constava na nota fiscal (Foto: Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal trabalha na hipótese de que outros madeireiros podem estar usando a rodovia como opção para transportar cargas de madeira ilegais
“Como nós já iniciamos o reforço de fiscalização na BR-230, por conta dos festejos diversos que ocorrem nessa época, essa noite nós conseguimos identificar uma carga de madeira irregular, caracterizando crime ambiental, pois transportava madeira em excesso, sem guia florestal pertinente”.

A carga de madeira era transportada em uma carreta que vinha do Pará e tinha como destino o estado de Alagoas. O motorista estava levando uma carga bem maior do que a que constava em nota fiscal. Enquanto a nota informava dez metros cúbicos de madeira industrializada de resíduo, a carga era de aproximadamente 19 metros cúbicos de madeira.
“Em razão disso, o veículo e a madeira estão apreendidos e tudo será encaminhado à Polícia Judiciária, à Polícia Civil Local e ao IBAMA, para que sejam tomadas as devidas providências”, declarou o inspetor João Guedes.

A Polícia Rodoviária Federal trabalha na hipótese de que outros madeireiros podem estar usando a rodovia como opção para transportar cargas de madeira ilegais.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DE ANB ONLINE
Advogado é um dos principais quadros do partido na disputa por uma vaga na Câmara de São Luís. 
 
POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO 


O advogado e empresário Fabrizio Correia é uma das principais apostas do PSB maranhense na disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores de São Luís. O partido acredita que Fabrizio detém as qualidades necessárias para representar a legenda socialista no novo momento vivenciado na capital, onde palavras como  lisura, compromisso e ética são a bola da vez. 
Resultado de imagem para fabrizio correia  psb sao luis
O advogado Fabrizio Correia é uma das principais apostas do PSB para Câmara de São Luís
Em plena pré-campanha e sob a coordenação de jovens lideranças da Ilha, o advogado vem empreendendo uma série de ações que objetivam discutir a realidade local sob os mais variados prismas. Do fortalecimento da identidade cultural ludivicense-hoje esfacelada- à apreensão de novas significações para um mandato legislativo de fato compromissado com as aspirações e demandas dos ludovicenses na atualidade. 


Nas últimas semanas, Fabrízio Correia cumpriu uma agenda acirrada de entrevistas a imprensa onde apresentou, além de seu ideário politico, projetos originais a serem implementados a partir de janeiro de 2017 pelo Executivo se o agora pré-candidato eleger-se vereador em outubro. Dentre as premissas observadas, a inclusão social de grande parte da população de São Luís que vive hoje à margem do desenvolvimento humano e em flagrante ausência de politicas públicas para áreas essenciais como Cultura, Saúde, Educação e Segurança. 
O PSB acredita em Frabrizio Correia para a composição do  Legislativo da capital. 
Mas os ludovicenses ainda mais.  
Tribunal de Justiça negou  habeas corpus a Gláucio Alencar

Por maioria de votos, a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) negou pedido de habeas corpus em favor de Gláucio Alencar Pontes Carvalho, preso preventivamente pela suposta prática de crimes de desvios de verbas públicas, formação de quadrilha e lavagem de capitais, no município de Bacabal (MA).

Segundo denúncia do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Gláucio Alencar teria recebido R$ 96.208,54 desviados da Prefeitura de Bacabal (MA), sendo indicado como membro ativo do esquema de desvio.

Resultado de imagem para GLAUCIO ALENCAR
Gláucio Alencar continuará atrás das grades
Para o relator do processo, desembargador Raimundo Melo, embora a defesa tenha levantado questionamentos sobre comprovação dos crimes supostamente praticados por Gláucio Alenca, essa análise se mostra imprópria em sede de habeas corpus, devendo ocorrer em fase de instrução da ação penal em primeiro grau.

Além disso, Melo afirmou que está satisfatoriamente comprovada a existência do crime, com indícios suficientes de autoria, motivos pelos quais está clara a necessidade de manutenção da prisão.

O magistrado mencionou que Gláucio Alencar também responde ação penal pelo crime de homicídio praticado contra o jornalista Décio Sá, cuja apuração ensejou a abertura de vários inquéritos policiais com o objetivo de apurar o envolvimento de extensa organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos em diversas prefeituras do Estado do Maranhão.

“Se o paciente for solto, representará um perigo para a sociedade, já que sua atuação em eventos criminosos de igual natureza estão sendo investigados em outros municípios, devendo permanecer preso”, frisou Raimundo Melo.

MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA CGJ-MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB