quinta-feira, 14 de abril de 2016
Seio de irradiação e disseminação da Literatura do Maranhão, o Sioge padece com a indiferença do Governo estadual

Recentemente as instalações deram lugar à barbárie com um homem assassinado a pauladas nas dependências do prédio.

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR-CHEFE DA AGENCIA BALUARTE

Quem conheceu, vivenciou ou de alguma forma foi contemplado pela efervescência cultural promovida pelo Serviço de Imprensa e Obras Gráficas do Estado-Sioge, através do Plano Editorial Sioge nas décadas de 80 e 90 hoje terá que conviver com a triste e dura realidade que devassa a memória daqueles que foram responsáveis pela produção literária nestes áureos tempos. Tudo porque os editores, escritores, poetas, revisores, diagramadores, críticos e, sobretudo, os leitores maranhenses se deparam, atualmente, ao passar pela área onde fica localizado o prédio histórico, com uma paisagem estranha àquela que conheceram: o Sioge está abandonado e pede socorro.

CONSTRUINDO EMBRUTECIMENTO O governador Flávio: se depender dele, a Literatura do Maranhão e o Sioge vão às patavinas 
Dando lugar a ratos, barbárie, truculência, indigência e total ausência de politicas públicas por parte dos órgãos competentes, as dependências internas da mais importante casa de cultura que funcionou por anos como editora de livros- quando editou e publicou grande parte da fundamental e relevante safra de autores maranhenses lançados de 30 anos para cá- o Sioge assiste à sua própria decadência sob o olhar indiferente do Governo do Maranhão que desconhece sua importância para a Literatura do estado. Há algumas semanas um homem foi assassinado a pauladas dentro de uma das salas onde no passado escritores da estatura de Nauro Machado, Valdelino Cécio e José Chagas se reuniam para discutir os rumos da poesia e da prosa maranhenses.

Homem assassinado em local onde um dia se reuniram nomes como Nauro Machado, Valdelino Cécio e José Chagas 
Demonstrando ululante falta de compromisso com o segmento literário e com a memória histórica do Maranhão nesse particular, a gestão do atual governador Flavio Dino (PCdoB) perpassou todos os níveis de desdém já registrados para com a arte literária local. A  pouco mais de dois anos para as próximas eleições, Flávio ainda não apresentou aos literatos e escritores maranhenses uma rara medida ou ao menos paliativa ação de enfrentamento do desprezo que vem vitimando a Literatura, onde o Sioge como símbolo e emblema de uma ativa participação no processo editorial e literário do Maranhão, deu sua contribuição para sua época e posteridade.

Não levando em conta que gerações inteiras foram prejudicadas e inspirações interrompidas pela ausência de uma politica séria e permanente para as nossas Letras, a destruição do Sioge pelo descaso do Poder Público e mais, especificamente, pelo alheamento da Secretaria de Cultura-Sectur de Dino é uma afronta à inteligência no Maranhão. Sem falar que o hiato vem causando uma lacuna irreparável no andamento das manifestações da criação entre as gerações passadas e as atuais.

O titular da Sectur, Diego Galdino: fã de Wesley Safadão, será se ele conhece a história do Sioge? 
É com a construção desse ambiente de embrutecimento e desprezo que Flávio Dino e turma começam a mostrar como pensam a Cultura. Na esfera administrativa, o setor foi reduzido ao velho modelo das gestões anteriores com o exacerbado culto às datas festivas e ao entretenimento. Em detrimento, é claro, de um programa cultural estrutural para as artes, incluindo a tão esquecida e achincalhada Literatura maranhense. Por outro lado, os auxiliares de Flávio se sentem confortáveis: encontram na conivência de parte dos escritores e classe artística livre trânsito para nada fazerem pela área estratégica.

Assim como nada farão pelo Sioge.  

Paço do Lumiar servirá de modelo para o novo sistema do “Minha Casa, Minha Vida” no Maranhão

O município de Paço do Lumiar será pioneiro na implantação do novo sistema eletrônico do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ no Maranhão. A apresentação do Sistema Nacional de Cadastro Habitacional (SNCH) à administração municipal foi feita por representantes do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal (CEF), na manhã desta quinta-feira (14), em reunião ocorrida na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDS).
Prefeito Josemar Sobreiro com representantes da Caixa Econômica
Prefeito Josemar Sobreiro com representantes da Caixa Econômica 
Participaram o prefeito Josemar Sobreiro; o secretário de Desenvolvimento Social, Thiago Azevedo; o representante do Ministério das Cidades, César Di Santis; o supervisor da filial da Gerência Executiva da CEF no Maranhão, Dori Edson Costa Filho; e operadores do sistema no município.
A visita de trabalho teve como intuito orientar o município acerca de como se dará o processo de migração dos cadastros habitacionais, que antes ficavam armazenados no CADÚNICO, a funcionalidade do novo sistema, o método de seleção e as ferramentas da tecnologia de informação. Durante o encontro, foram discutidos também os trâmites e as etapas de instalação e a funcionalidade da nova ferramenta pela administração local.
O prefeito Josemar ressaltou a importância do ‘Minha Casa, Minha Vida’ para Paço do Lumiar. “O programa tem levado dignidade às famílias, dando oportunidade a milhares de pessoas que moravam de aluguel, a realização do sonho de viverem em um imóvel próprio. Estamos trabalhando para que até o final do ano possamos bater a marca de 3 mil moradias entregues à população luminense”, disse.
Josemar refirmou, no encontro, que a Prefeitura de Paço do Lumiar dará todo suporte necessário para que o município passe a operar com o novo sistema em tempo recorde. “Vamos dar toda atenção às demandas do Governo Federal e da Caixa, no que concerne às atribuições da gestão para a implementação do Sistema nacional de Cadastro Habitacional em nosso município”.
“O município de Paço do Lumiar foi escolhido para ser o modelo piloto desse novo sistema, que será todo implantado por meio do site de habitação do programa Minha Casa, Minha Vida, que irá realizar o cadastro, a seleção e também os sorteios. Hoje há uma mudança nesse sistema que até o momento é realizado pelo CADÚNICO, e passará, a partir de junho desse ano, a ser realizado por meio dessa nova ferramenta”, disse o titular da SEMDS, Thiago Azevedo.
Novo sistema dará mais celeridade no atendimento à população
O SNCH deverá entrar em vigor, em todos os municípios do país, a partir do mês de junho, e dará mais agilidade e transparência aos processos do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’.
Implantação do novo sistema de habitação em Paço do Lumiar foi tratada em reunião técnica
A grande vantagem do novo sistema, é que serão realizados diversos sorteios pela mesma sistemática. “Por exemplo, 3% das unidades tem que ser reservadas a pessoas portadoras de deficiência. Outros 3% vão atender a população idosa
O representante do Governo Federal, César Di Santis, explicou sobre o avanço com o novo Sistema: “Quando o Minha Casa, Minha vida foi lançado, uma das metas tratava da criação de um cadastro nacional dos beneficiários que se inscrevem no programa, que hoje é o CADÚNICO. O Ministério das Cidades junto com a Caixa Econômica elaboraram um novo sistema que irá reunir os dados em um único sistema, e a partir das informações contidas no Sistema Nacional do Cadastro da Habitação, será realizada uma seleção criteriosa a todos aqueles que se inscrevem no programa. Após essa fase, essas pessoas estarão aptas a participarem dos sorteios que serão feitos exclusivamente pelo novo sistema”.
A grande vantagem do novo sistema, é que serão realizados diversos sorteios pela mesma sistemática. “Por exemplo, 3% das unidades tem que ser reservadas a pessoas portadoras de deficiência. Outros 3% vão atender a população idosa. Antes, era feito um sorteio e quando essas pessoas eram agregadas nesse grupo, elas deixavam de participar em um outro sorteio que seria dos remanescentes, o que não irá mais acontecer com a implantação do Sistema Nacional do Cadastro da Habitação, uma vez que os sorteios ocorrerão por grupo específico. Caso o cidadão não seja contemplado, pode ainda ser favorecido no sorteio das remanescentes”, finalizou Di Santis.
MATÉRIA ENVIADA PELA COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO DA PMPL

Abin confirma ameaça do EI ao Brasil e amplia monitoramento de suspeitos, diz jornal

Diretor de Contraterrorismo da Agência Brasileira de Inteligência diz que tuíte publicado em novembro por membro do grupo extremista ameaçando Brasil é real; lobos solitários são principal ameaça.

Uma ameaça ao Brasil publicada em novembro em uma conta no Twitter vinculada a um membro do Estado Islâmico (EI) foi confirmada pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), que intensificou o monitoramento de indivíduos que teriam jurado lealdade ao grupo extremista e poderiam agir dentro do País, de acordo com reportagem do jornal "O Dia".
"Brasil, vocês são nosso próximo alvo", diz o tuíte enviado para o microblog dias depois dos ataques terroristas em Paris - nos quais 130 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas - através da conta utilizada por Maxime Hauchard, um francês que foi para a Síria em 2013 e juntou-se às fileiras do EI. A conta de Maxime foi suspensa pelo Twitter.

"Brasil, vocês são nosso próximo alvo", diz o tuíte enviado para o microblog dias depois dos ataques terroristas em Paris - nos quais 130 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas - através da conta utilizada por Maxime Hauchard, um francês que foi para a Síria em 2013 e juntou-se às fileiras do EI. A conta de Maxime foi suspensa pelo Twitter
"Monitoramos e percebemos que o perfil realmente era do Maxime, um dos líderes do Estado Islâmico. A partir do momento da postagem houve uma maior intensidade nos discursos de agressividade dos autoproclamados seguidores desse grupo terrorista no Brasil", disse o diretor de Contraterrorismo da Abin, Luiz Alberto Sallaberry, ao diário.
Diante de uma plateia de especialistas que participou da Feira Internacional de Segurança, no Rio, Sallaberry descreveu o jihadista como "espécie de garoto-propaganda do Estado Islâmico". "(Maxime) é o segundo na linha de comando de decapitadores e gosta de dizer que estar no grupo 'é como estar no Éden'", detalhou.
O diretor da Abin disse também que tem aumentado no Brasil a quantidade de pessoas que juram lealdade ao EI e estariam, portanto, prontas para agir em nome do islã. "Quando uma pessoa faz o juramento ao califado e se torna autoproclamado ela está disposta a cometer qualquer atentado violento em nome do grupo. A ordem não precisa ser presencial, pode ser via internet", disse Sallaberry.
Ainda na Feira Internacional de Segurança Sallaberry apresentou exemplos de materiais usados pelos indivíduos que juraram lealdade ao EI no Brasil, como bandeiras com inscrições em árabe e adornadas com o símbolo do grupo terrorista.
"Posso dizer que são de origem salafista sunita, comunidade que está ligada ao EI. Não estou dizendo que vai acontecer um atentado. Estou dizendo que é a primeira vez que a probabilidade aumentou sobremaneira no nosso país”, completou o diretor da agência.
Em novembro, ele havia alertado que as autoridades brasileiras consideram os chamados lobos solitários - que agem inspirados ou sob direção de algum grupo radical, mas sem a necessidade de uma célula terrorista ou outra organização formal - "a principal ameaça aos Jogos Olímpicos" que serão realizados no Rio em agosto.
Policial preso por assalto ostentava dinheiro em redes sociais

Jackson Braga foi preso por assalto a posto de combustível. Ele é natural da capital piauiense e foi admitido na Polícia Militar do Maranhão no ano de 2014

Após a “Prefeita Ostentação”, o estado do Maranhão tem agora o “PM Ostentação”. Isso mesmo! O policial militar do Maranhão, Jackson Braga Alves de Melo Mesquita, que foi preso em flagrante na última segunda-feira, dia 11, em Teresina, após assaltar um posto de combustível, onde ele havia acabado de abastecer o seu veículo, costumava postar fotos nas redes sociais com grandes quantias de dinheiro.

Policial
Depois da prisão do PM, foram divulgadas imagens onde ele exibe montantes de dinheiro nas redes sociais
Depois da prisão do PM, foram divulgadas imagens onde ele exibe montantes de dinheiro nas redes sociais. Em uma das fotos, ele chega a varrer várias cédulas que estão espalhadas pelo chão. Segundo a polícia, o dinheiro que aparece nas sessões de exibicionismo não seria produto de roubo. As notas pertenceriam a empresas de transporte de valores para quem Jackson prestava serviços em seu horário fora do expediente como policial.

Policial
Jackson Braga era lotado no 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM) do município de Caxias e prestava serviço na cidade de Coelho Neto. Ele estava afastado em virtude de um atestado médico
Jackson Braga Alves de Melo Mesquita está preso no Quartel Geral da Polícia Militar, em São Luís, onde responderá inquérito administrativo e pode até ser expulso da corporação.

Entrou na PM em 2014

 O PM é natural de Teresina e foi admitido na Polícia Militar do Maranhão no ano de 2014. Ele ainda se encontra em estado probatório. Jackson Braga era lotado no 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM) do município de Caxias e prestava serviço na cidade de Coelho Neto. Ele estava afastado em virtude de um atestado médico.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL O IMPARCIAL 

Suspeitos de matar e esquartejar menor são presos em Pedreiras

Um homem foi preso e um adolescente apreendido suspeitos de matar e esquartejar Manoel Messias Silva de Sousa, de 14 anos, em Pedreiras, a 245 km de São Luís. O responsável pelo crime, José Antonio de Sousa, conhecido como ‘Toinho’, foi preso em casa. De acordo com a polícia, o menor apreendido de 16 anos teria ajudado José Antônio a matar Manoel Messias.


“Ontem à noite ainda representamos pela prisão preventiva do ‘Toinho’, que foi deferida pelo doutor Arthur, e hoje pela manhã conseguimos localizar e prender esse indivíduo, que já está aqui, à disposição da Justiça”, afirmou o delegado Plínio Napoleão, responsável pelo caso.
suspeito111122
José Antonio de Sousa, conhecido como 'Toinho', foi preso em casa

A dupla suspeita de cometer o crime teria espalhado partes do corpo do jovem pelo matagal. Segundo o delegado, o crime foi motivado por conta de uma dívida.
“Um troco, cerca de cem reais. É certo que a vítima teria tentado esconder esse menor e, ao perceber que estava sendo enganado pela vítima, ele [Toinho] partiu para as agressões físicas e juntamente com o outro, começou a desferir golpes de faca e acabaram esquartejando-o”, explicou.
Ainda conforme Plínio Napoleão, que acompanha as investigações, o jovem que está apreendido na delegacia da cidade já tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio no ano passado.

Acusado de participação na morte do blogueiro Décio Sá é condenado a 18 anos de prisão

Marcos Bruno Silva de Oliveira, o “Bruno Negão”, foi condenado a 18 anos e 3 meses de reclusão, pena concedida pelo corpo de jurados, durante o novo julgamento realizado ontem (13), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís, no Calhau. O réu responde a processo devido à sua participação no assassinato do blogueiro Aldenísio Décio Leite de Sá, o Décio Sá, que ocorreu em 23 de abril de 2012. Marcos Bruno teria sido o piloto da moto que concedeu fuga ao assassino confesso de Décio Sá, Jhonatan de Sousa Silva.
Essa era a segunda vez que o Marcos Bruno sentava no banco dos réus para ser julgado por esse crime. O primeiro julgamento ocorreu em fevereiro de 2014 e chegou a ser condenado a 18 anos e 3 meses de reclusão, mas recorreu da sentença ao Tribunal de Justiça (TJ). A 2ª Câmara Criminal do TJ alegando que o áudio gravado durante o primeiro julgamento apresentou defeito anulou a pena.
marcosbruno
 Marcos Bruno Silva de Oliveira, o “Bruno Negão” foi condenado a 18 anos de prisão por participação na morte do blogueiro Décio Sá 
Presidida pelo juiz Osmar Gomes dos Santos, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, o novo julgamento teve início por volta das 11h, tendo como representantes da acusação os promotores de Justiça Luís Calos Duarte, Benedito Coroba e Rodolfo Reis. Atuando como defesa, estavam os advogados José Berilo e Pedro Jarbas. Para compor a banca de jurados, foram escolhidos três mulheres e quatro homens, mas os advogados recusaram quatro pessoas e o Ministério Público, por sua vez, duas.
No turno matutino, apenas uma, das quatro testemunhas, foi interrogada, sendo interpelada pelos promotores, pela defesa e pelo magistrado. À tarde, quando retomaram o julgamento, outra testemunha, identificada como Elker Farias Veloso – que cumpre pena em Minas Gerais, por conta de outro crime, e tinha sido pronunciado para ir a júri popular, mas o colegiado anulou o oferecimento da denúncia, por ausência de individualização de sua conduta – compareceu no salão de sessões, a fim de ser ouvida pelas partes.
Em seguida, foi a vez do assassino confesso do blogueiro, Jhonathan de Sousa Silva, prestar esclarecimentos como informante na sessão, sendo que ele já tinha sido condenado, em fevereiro de 2014, no mesmo Fórum, a 25 anos e 3 meses de reclusão, mas sua pena foi aumentada para 27 anos e 5 meses, após o Ministério Público ter recorrido. Em depoimento, o criminoso negou que Marcos Bruno tivesse sido o piloto de fuga, jogando a culpa em outro homem, Marcos Antônio, o “Neguinho Barão”. Porém, afirmou que conhecia o réu desde 2012, pois saíam juntos para certos entretenimentos, como festas em que ingeriam bebida alcoólica.
Indagado sobre a motocicleta Honda CG vermelha usada no crime, Jhonathan, cujo apelido seria “Sulan”, declarou que a comprou no Coroadinho, mas não diretamente como proprietário. Neste veículo, ele relatou que seguiu sozinho até a Avenida Litorânea, onde matou o blogueiro Décio, com tiros de pistola. Depois de desferir os disparos, disse o preso, subiu na garupa da mesma moto, pilotada, agora, por “Neguinho Barão”, e fugiu do local. De forma veemente, o interrogado rebateu que “Bruno Negão” ou “Amaral” participou do assassinato.
Após Jhonathan de Sousa ser ouvido, o acusado, Marcos Bruno Silva de Oliveira, foi indagado sobre sua participação, sendo submetido a várias perguntas do promotor Rodolfo. Ele, que havia sido preso em novembro de 2012, no Hotel Calhau, tendo em seu desfavor já um mandado de prisão decretado por falsidade ideológica (clonar cartões), reiterou a versão de que teria sido torturado no prédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), no Bairro de Fátima, pelos delegados e investigadores que apuravam a morte de Décio.
Em um dos trechos de suas declarações, o réu entrou em contradições. Em uma delas, Rodolfo Reis insinuou que ele havia mentido, pois, no depoimento anterior, ocorrido em fevereiro de 2014, o acusado afirmou que, na data da execução do blogueiro, a sua esposa tinha viajado para o Espírito Santo, e, no de ontem, relatou que ela saíra com a mãe dele – sendo que Bruno, conforme assinalou, ficou o dia todo em casa, na Vila São José, em Paço do Lumiar. No entanto, segundo o promotor, existem provas contundentes de que o rapaz, de fato, pilotou a moto.
Perto das 16h30, houve o encerramento da fase de instrução, com uma pausa de aproximadamente 30 minutos. A etapa seguinte foi a de debates, começando com o discurso dos promotores Rodolfo, Luís Carlos e Coroba. Os advogados do réu se pronunciaram logo a seguir, na tentativa de convencer os jurados de que o cliente era inocente. Por fim, o juiz Osmar proferiu a sentença do acusado, que deverá retornar ao Presídio São Luís 3 (PSL 3), no Complexo de Pedrinhas.
Entenda o caso: O Ministério Público, em função do assassinato de Décio Sá, denunciou 12 pessoas, O juiz Osmar Gomes, em agosto de 2013, pronunciou 11 desses denunciados para serem interrogados no júri popular, que são Jhonathan; Marcos Bruno; o seu ex-cunhado, Shirliano Graciano de Oliveira; José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”; Elker Farias Veloso; Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Bochecha”; Gláucio Alencar Pontes Carvalho; seu pai, José de Alencar Miranda Carvalho; e os policiais Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Fábio Capita”, Alcides Nunes da Silva e Joel Durans Medeiros.
A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão, contudo, despronunciou (declarou nula a pronúncia) de “Bochecha”, “Fábio Capita”, Shirliano Graciano, Alcides e Joel. Além do presidiário Elker Farias, que também foi beneficiado com a anulação, desde o oferecimento da denúncia. Por enquanto, apenas Jhonathan e Marcos Bruno foram julgados. Gláucio Alencar, José de Alencar e “Júnior Bolinha” aguardam decisão, uma vez que recorreram ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Ressaltando que José de Alencar encontra-se em prisão domiciliar, por ser idoso e estar doente, e seu filho está encarcerado no quartel do Corpo de Bombeiros Militar (CBM). Já “Júnior Bolinha” espera ser julgado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
O assassinato: Décio Sá foi morto com seis tiros de pistola ponto 40, na noite do dia 23 de abril de 2012, no Bar Estrela do Mar, na Avenida Litorânea, enquanto aguardava atendimento do garçom. A vítima havia acabado de sair do prédio do Sistema Mirante, para onde escrevia matérias, e seguiu para a orla marítima, a fim de degustar uma caranguejada. A sua execução, de acordo com a denúncia ajuizada pelo Ministério Público, foi agenciada por José Raimundo Sales, que, por sua vez, recebeu ordens dos empresários Gláucio Alencar e José Miranda, pois o blogueiro teria descoberto um esquema de agiotagem envolvendo ambos.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO REPÓRTER NELSON MELO 

Líder comunitário é assassinado a tiros dentro de casa no Coroadinho

Um homem identificado como José da Conceição Pereira, de 58 anos, foi assassinado na noite de ontem (13), no bairro Coroadinho, em São Luís.
Conhecido como “irmão”, ele era líder comunitário na região e, por isso, bastante popular. O assassinato aconteceu dentro da casa da vítima, na rua da Alegria
Conhecido como “irmão”, ele era líder comunitário na região e, por isso, bastante popular. O assassinato aconteceu dentro da casa da vítima, na rua da Alegria. O suspeito, ainda não foi identificado, entrou pela porta dos fundos e disparou, os tiros atingiram a cabeça de José da Conceição. Não há informações sobre o que teria motivado o crime.
O corpo está sendo velado em uma igreja na região conhecida como Pica-pau, na área do Coroadinho.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL PEQUENO 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores