quinta-feira, 31 de março de 2016
Deputado Zé Inácio participa do lançamento da terceira fase do Minha Casa, Minha Vida
O deputado Zé Inácio participou ontem (30) do lançamento da terceira fase do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto. A continuação do programa possui a meta de entregar 2 milhões de moradias populares até o ano de 2018.
De acordo com o Ministério das Cidades, o governo busca investir em torno de R$ 210 bilhões nesta nova etapa do programa federal. Durante a cerimônia, o ministro Gilberto Kassab anunciou também a criação do Sistema Nacional de Cadastro Habitacional. Este novo sistema permitirá que os cidadãos brasileiros inscritos no Programa Minha Casa, Minha Vida possam consultar o status da inscrição, bem como o processo de seleção dos beneficiários.
O deputado Zé Inácio(foto) participou ontem (30) do lançamento da terceira fase do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto 
Com os trabalhos realizados pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma Rousseff durante os dozes anos de governo, mais de dois milhões de residências foram entregues para a população brasileira, apenas nas duas primeiras etapas do Programa, no qual foram investidos aproximadamente R$ 240 bilhões.
No Maranhão, já foram investidos mais de R$ 8 milhões, com 84.363 unidades habitacionais entregues para a população maranhense. A presença do deputado Zé Inácio vem ratificar o compromisso com o povo maranhense no que se refere ao direito de moradias dignas a todos os maranhenses.
O objetivo é que nesta nova fase mais seja investido no estado, a fim de garantir a diminuição no número de pessoas que não têm acesso a residências com qualidade de moradia, de maneira a beneficiar os milhões de cidadãos e garantir o crescimento do IDH no Maranhão.
Confira abaixo as novas faixas de renda para financiamentos pelo programa Minha Casa, Minha Vida:
Faixa 1 - o limite de renda passa de R$ 1,6 mil para R$ 1,8 mil;
Faixa 1,5 - anunciada nesta quarta, para famílias com renda até R$ 2.350;
Faixa 2 - o limite de renda passa de R$ 3.275 para R$ 3,6 mil;
Faixa 3 - o limite de renda passa de R$ 5 mil para R$ 6,5 mil.
Com a mudança, os valores máximos dos imóveis também serão alterados a partir de agora, assim como o subsídio:
Faixa 1 - passa de R$ 76 mil para R$ 96 mil, com subsídio de até R$ 86,4 mil;
Faixa 1,5 - anunciada nesta quarta, prevê o valor máximo do imóvel de R$ 135 mil; com subsídio de até R$ 45 mil;
Faixa 2 - passa de R$ 190 mil para R$ 225 mil, com subsídio de até R$ 27,5 mil;
Faixa 3 -  passa de R$ 190 mil para R$ 225 mil, sem subsídio.
MATÉRIA ENVIADA PELA ASSESSORIA DE IMPRENSA DO DEPUTADO

Não obrigue seus filhos a dar beijos e abraços em parentes!

Assim que começamos a viajar de férias, principalmente nessas épocas de festas, nos deparamos com a seguinte situação:iniciamos as visitas aos avós, tios, primos, pessoas que são queridas da nossa família mas não necessariamente do convívio rotineiro dos nossos pequenos e os parentes geralmente esperam ser recepcionados com muitos beijos e abraços das crianças, não é mesmo?


Infelizmente, nem sempre cenas de reencontro de filmes acontecem nessas horas e confesso que me sinto despreparada às vezes para lidar com as expectativas ansiosas dos parentes e amigos versus o tempo de minha filha se ambientar…


Até escrevi um post sobre timidez nessas situações, muito comuns principalmente em crianças na faixa de 1 a 3 anos.


Para lidar com situações como essas, muitas mamães acabam por obrigar a pequena criança a dar um beijo e abraço no parente, mesmo sendo contra a vontade dela. Eu mesma já falei: “ah Clara, dá um beijinho na sua tia!”.


Não obrigue seus filhos a dar beijos e abraços em parentes!

Mas devemos ter esse tipo de comportamento? Que mensagem estamos passando para nossos filhos obrigando-os a ter contato corporal sem a vontade deles?


Pensando nisso, resolvi abordar parte de um artigo da CNN, citado por Pop Sugar chamado “Eu não sou dona do corpo de meu filho”, que explora muito esse tema. O artigo original se encontra aqui.


Katia Hetter, a autora, diz que “forçar crianças a tocar pessoas quando elas não querem, acaba por deixá-las vulneráveis a potenciais pessoas mal intencionadas (futuros abusos sexuais).
Ao assumir que obrigar seu filho a dar um beijo da bochecha da vovó não tem nada a ver com potenciais abusos sexuais no futuro, você estará violando a “zona de conforto” de seu filho e esta criança aprenderá a aceitar qualquer pessoa nesta situação.


O artigo ainda aborda que devemos incentivar nossos filhos a ouvir seu próprio “senso de zonas de conforto” e jamais incentivá-los ignorar esse tipo de feeling. Esse senso é aquele que nos alerta a qualquer situação que nos deixe desconfortáveis perto de outra pessoa. A criança nunca deve tocar ou ser tocada quando se sente desconfortável, sendo essa pessoa da família ou não, justamente para que ela não perca esse senso de proteção no futuro. Beijos e abraços NUNCA devem ser obrigados e sim vir da vontade única e exclusiva da criança de expressar seus sentimentos.


Crianças pequenas geralmente nos testam mesmo (leia mais sobre terrible two) e uma das maneiras que eles encontram de chamar a atenção é negando-se a fazer coisas que nós teremos de qualquer forma que arrumar um jeito de convencê-los a fazer, como comer, tomar banho, se vestir e comportar-se educadamente.


Porém, recusar a demonstrar afeto, como falado acima, nunca deve ser colocado nessas categorias primordiais como alimentação e bom comportamento. Crianças podem sim ser muito bem educadas respeitando seus jeitos individuais de ser e demonstrar afeto.


Uma atitude que ajuda muito a lidar com essas expectativas de parentes, se concordar com essa linha de pensamento do artigo da CNN, é conversar sobre essa linha educacional que está adotando com os seus entes queridos. Eles respeitarão sua decisão como mãe.


Outra coisa que pode ser feita, é substituir a obrigação por beijos e abraços por apertos de mão e “toques”, que é também uma forma super educada de cumprimentar as pessoas. Até as crianças mais tímidas podem aderir. Dá até para criar “cumprimentos de mão especiais e estilizados”, com os parentes mais queridos. Diversão garantida.


Aos poucos, conforme o vínculo da criança com os parentes vão se consolidando, elas naturalmente irão demonstrar afeto, por livre e espontânea vontade.


Este post expressa opiniões do artigo da CNN. Eu mesma fiquei bastante chocada pois frequentemente solicitava a Clara (até insistia) para ela dar beijinhos nos avós que moram em outra cidade e não a veem com frequência. Porém, estou começando a pensar e olhar isso com outros olhos. Realmente nossos instintos são sempre muito importantes e, se não nos sentimos bem com uma pessoa, jamais devemos deixá-la nos tocar. Claro que parentes queridos quebram essa barreira rapidamente e logo, conforme a criança for se sentindo mais confortável, ela mesma pode querer espontaneamente expressar afeto.

Publicado originalmente em: Mamãe Puglada
Edição: Agência Baluarte

Amigos morrem após ingerir cachaça com veneno de cobra em Santa Quitéria

Dois homens morreram após beberem uma cachaça a base de cobras e maconha
Uma fatalidade deixou a cidade de Santa Quitéria e região em estado de choque nesta semana. Dois homens morreram após beberem uma cachaça a base de cobras e maconha.
Os dois homens, que não tiveram os nomes revelados, supostamente foram contaminada por veneno de uma das cobras que estava na "conserva" da cachaça, além de folhas de maconha e sementes. As vitimas seriam amigos e teriam consumido a bebida juntos. 

Morte após consumo de cachaça
O triste fato teria ocorrido na última terça-feira, em um Povoado conhecido como Roça Velha, zona rural de Santa Quitéria, cidade distante a 350 quilômetros de São Luís
O triste fato teria ocorrido na última terça-feira, em um Povoado conhecido como Roça Velha, zona rural de Santa Quitéria, cidade distante a 350 quilômetros de São Luís.

Os dois amigos consumiram a bebida que continha a cobra, folhas e sementes de maconha em uma quitanda. Em questão de segundos o primeiro a consumir a bebida caiu no chão, perdendo os sinais vitais morrendo em questões de minutos ainda no local, já a segunda vítima ainda chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Municipal de Santa Quitéria, mas não resistiu e também morreu.

Os dois amigos teriam entre aproximadamente 31 e 40 anos. O fato vai deixar os “papudinhos” de goela seca, por um bom tempo.

A ‘mardita’ vem ganhando apreciadores, pois segundo quem a prepara, possui “poderes” afrodisíacos, o que estimula a degustação da bebida pelos homens.

AS INFORMAÇÕES SÃO DE O IMPARCIAL

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Maioria do STF vota pela retirada das investigações sobre Lula de Sergio Moro

Ministros seguem voto do relator, Teori Zavascki, que determinou a remessa ao STF dos processos judiciais que envolvam o ex-presidente
SÃO PAULO – A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) votou pelo envio das investigações sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na operação Lava Jato ao STF, acompanhando o relator do processo, Teori Zavascki. Nove votaram a favor do relator e um votou contra. A decisão terá efeitos antes da publicação do acórdão.
Zavascki determinou a remessa ao STF dos processos judiciais que envolvam o ex-presidente em trâmite na 13.ª Vara Federal de Curitiba, de Sergio Moro. Para o ministro, o fato de as conversas interceptadas pelo juiz Moro terem telefonemas com a presidente Dilma Rousseff, que tem foro privilegiado, elas deveriam ter sido remetidas à corte Suprema.
Para ministros, nas conversas interceptadas pelo juiz Sergio Moro, há telefonemas com a presidente Dilma, que tem foro privilegiado por ser presidente e que, por isso, elas deveriam ter sido remetidas ao STF (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Para os ministros, nas conversas interceptadas pelo juiz Sergio Moro, há telefonemas com a presidente Dilma, que tem foro privilegiado por ser presidente e que, por isso, elas deveriam ter sido remetidas ao STF
Teori criticou o modo como as ligações foram divulgadas, porém, disse que os efeitos da divulgação são irreversíveis.
Os ministros do STF decidiram que caberá ao Supremo definir que trechos dos autos das investigações relacionadas a Lula devem permanecer no STF e quais devem ser devolvidos a Moro, na primeira instância. O STF irá definir esse desmembramento após uma manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a questão.
O ministro Edson Fachin complementou o voto de Teori Zavascki dizendo: “Tendo em vista que todos os procedimentos já se encontram sob a análise do STF, cabe a esta Corte verificar e julgar o mérito de sua competência e o andamento dos procedimentos. ”
UFA! Lula agora tá de boa
O ministro Luiz Fux, único a não acompanhar o voto do relator, votou a favor de separar as investigações, para trazer ao STF somente elementos relacionados a autoridades com o chamado foro privilegiado. 
O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, diz que o caso foi enviado ao STF tendo em vista os inúmeros abusos que vêm sendo cometidos por juízes de primeiro grau.
Celso de Mello pontuou, em seu voto, que a reclamação feita por Dilma Rousseff sobre a ligação teve como objetivo de proteger a competência do STF. 
O Supremo ainda vai analisar, sem data definida, a liminar que suspendeu a posse de Lula como ministro.
AS INFORMAÇÕES SÃO DA REPÓRTER MARINA BARILE, DE O  FINANCISTA 

Prostituição explícita no Congresso Nacional, ela vai até você

Garota de programa cobra até R$ 1 mil para atender clientes na Câmara dos Deputados. Ela foi fotografada na porta de entrada que dá acesso às comissões e dentro do banheiro masculino. Polícia legislativa deve apurar o caso.

7

O debate sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff não é o único fator que tem elevado a temperatura nos plenários do Congresso, nas comissões e nos corredores das duas Casas. Ao que parece, outros recintos da Câmara também andam “pegando fogo”. Fotos que começaram a viralizar nas redes sociais mostram uma garota de programa devidamente identificada com o adesivo de visitantes da Casa, fazendo poses e sexo oral dentro de um dos banheiros que atende a área das comissões.
2

A reportagem conseguiu o telefone da moça e confirmou que ela é garota de programa. O cachê chega a R$ 1 mil, a depender do local de atendimento e do tempo em que ela estará à disposição do cliente.
3
A desinibida visitante foi fotografada, entre fevereiro e março deste ano, na porta de entrada que dá acesso às comissões e dentro do banheiro masculino do local. Ela aparece na companhia de um homem não identificado, que traja um terno preto. A morena, que usa uma pequena lingerie rosa, posa para as fotos enquanto olha o celular e atende aos desejos sexuais do cliente.
4

O print de uma tela de bate-papo do aplicativo WhatsApp — relacionado a um grupo de servidores que trabalham na Câmara faz elogios à moça.
5

O Departamento de Polícia Legislativa (Depol) foi acionado e que as informações estão sendo analisadas. Futuramente um procedimento apuratório deverá ser aberto para tentar identificar as pessoas que aparecem nas imagens.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO METRÓPOLIS BF
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Show de Pavanely em Chapadinha acabou em tiroteio e morte

Uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas durante a festa

A comemoração dos 78 anos de emancipação da cidade de Chapadinha, organizada pela prefeita “Belezinha”, não saiu como o esperado. Uma pessoa morreu e outras cinco saíram feridas durante a festa.

A Segurança Pública em Chapadinha é uma 'belezinha': 78 anos de emancipação com direito a tiroteio e morte 
O fato ocorreu por voltas 23h, quando a cantora Mara Pavanely, uma das várias atrações, se apresentava para um grande público que lotou a Praça da Matriz. Um homem identificado como “Marcinho”, armado com uma garrucha, atirou contra o jovem Thiago Xavier de Sousa, de 18 anos, que estava bem em frente ao palco, dando início ao intenso tiroteio.
A cantora Mara Pavanely ficou atônita; o show foi uma tragédia
O jovem Thiago não resistiu aos ferimentos e veio a óbito assim que deu entrada no hospital da cidade. Outras cinco pessoas saíram feridas durante a troca de tiros, inclusive o suspeito de ter matado o rapaz. Os feridos foram socorridos ao hospital e a festa continuou como se nada tivesse acontecido.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL O IMPARCIAL

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB