segunda-feira, 21 de março de 2016
Titular da Pasta anunciou contratação daquilo que designou como ‘credenciamento de serviços artísticos’.

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ANB ONLINE
atallaia.baluarte@hotmail.com

O estudante do Ceuma, fã de Wesley Safadão e secretário de Cultura do Estado do Maranhão, Diego Galdino anunciou semana passada que a Sectur(união controversa da Cultura com o Turismo) abriu um edital para ‘credenciamento de serviços artísticos’.

Chamando atenção de parte dos artistas desavisados do Maranhão, o tal edital, na verdade, é uma espécie de recado para a classe artística de que a Secretaria comandada por ele tem total interesse apenas na promoção de eventos em detrimento de um  programa cultural expansivo, estrutural e dimensional para o setor.

MAIS DO MESMO Diego Galdino com o antigo secretário Felipe Camarão e o nomeador Flávio: População e artistas esperavam um programa cultural estrutural para o estado e ele anuncia cooptação. É mole? 
Bandas, músicos, compositores, dançarinos, atores, artistas plásticos, cineastas, poetas, escritores, críticos literários esperavam que a pasta anunciasse um plano cultural que trouxesse no bojo a realização de festivais de música popular nas cidades maranhenses, a volta dos planos editoriais sistemáticos, projetos musicais/culturais contínuos e permanentes em espaços públicos e descentralizados com o intuito de formar plateia e público para a arte local e demais ações culturais consistentes que contemplassem a conjuntura. Deram com os burros n’água. Diego Galdino quer receber propostas dos artistas para participação na conhecida tríade viciosa da chamada 'cultura pra boi dormir' que vem, literalmente, embalando o Maranhão ao longo dos anos: Carnaval, São João e Réveillon.

Funcionando como uma espécie de promotora de eventos, agora mais que nunca com a fusão das duas áreas, a Sectur continuará como nos governos anteriores a atuar como a Secma, cooptando os agentes da cultura e da arte maranhense numa agenda de entretenimento que não passará disso. É por esta e outras razões que na configuração cultural brasileira, a música do estado nunca aconteceu nacionalmente, por exemplo. Não há nenhum esforço do Governo estadual em deflagrar a potencialidade portentosa das manifestações culturais, além das datas festivas.

Ao contrário do que por aqui acontece, estados como Pará, Pernambuco, Bahia, Ceará e agora, mais recentemente, Piauí investem em Cultura como área estratégica, forma de prevenção e enfrentamento da criminalidade e violência e ainda como bandeira de representatividade de seus governos. Diego Galdino e seu nomeador, pelo visto, pensam diferente e já mostraram a que vieram. 

A população e os artistas do Maranhão estão revoltados. 

Criança de 11 anos é morta a golpes de faca

Suspeito é namorado da mãe da criança, Robson Rocha Silva, de 36 anos.
Ele foi pego por vizinhos da vítima, e quase foi linchado

Uma criança de 11 anos foi morta nesse domingo (20) no bairro da Vila Embratel, em São Luís. O suspeito pelo crime é o namorado da mãe da criança.
Velório ocorre no bairro da Vila Isabel, a pedido do pai da criança (Foto: Danilo Quixaba)
O velório ocorre no bairro Vila Isabel, a pedido do pai da criança
Robson Hélio Rocha Silva, de 36 anos, desferiu golpes de faca na barriga da criança, que morreu ainda no local. Ele foi pego por vizinhos da vítima, e quase foi linchado. O suspeito foi levado para um hospital e está sob guarda policial.
De acordo com o Conselho Tutelar do Itaqui-Bacanga, Robson Silva convivia com a mãe e a criança há aproximadamente um mês e 15 dias. A motivação para o crime ainda não foi revelada.
Secretaria de Edivaldo Holanda Júnior(foto) negou urna funerária à criança 
A criança foi encaminhada ao Hospital Municipal Djalma Marques, o 'Socorrão I', no Centro, mas não resistiu. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), e até o início da manhã desta segunda-feira (21), a família permanecia na porta do IML à espera da liberação. O velório ocorre no bairro Vila Isabel, a pedido do pai da criança.
Em meio à tragédia, um direito que seria garantido à criança não foi atendido. “Ontem (domingo), nós ligamos para a central da Semcas (Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social), porque quando morre alguém, a única coisa que é garantido através da Louas (Lei Orgânica da Assistência Social) é a urna funerária, que ‘descabivelmente’ não foi atendida essa criança”, disse João Costa, conselheiro tutelar do bairro do Anjo da Guarda – da região da Vila Embratel.
Nesta manhã, família permanecia na porta do IML à espera da liberação (Foto: Reprodução/TV Mirante)
O caso vai ser investigado pela Superintendência Estadual de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP)
O caso vai ser investigado pela Superintendência Estadual de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).
AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Dilma insinua prisão de Moro com base em lei da ditadura e mostra que pirou de vez
Que Dilma anda com os olhos trincados em meio à olheiras profundas, todo mundo já notou. Só não se imaginava que a loucura tinha ido tão longe.
Dilma Rousseff (PT) anda completamente fora de eixo. Olheiras profundas em um olhar trincado denunciam alguém que está sobrevivendo à base de remédios. O quê talvez ajude a explicar a quantidade de sandices que a Presidente vem cometendo em público. Primeiro foi a apresentação de um "documento" tentando provar que o bate-papo grampeado com Lula não tinha nada de ilegal. O papel sequer tinha o timbre da Presidência.
Além de não ter qualquer validade, já que nem a exoneração de Jaques Wagner da Casa Civil e nem a nomeação de Lula haviam sido publicadas no Diário Oficial, sua apresentação caracteriza claramente falsidade ideológica e estelionato.
O site Sul Connection aconselha aos membros do Palácio que ainda não surtaram por completo: ou cortem por completo os remédios ou impeçam Dilma de falar
Mas não bastava isso: em cerimônia de entrega de casas realizada na Bahia ontem, com aqueles olhos estáticos, de quem está em outro planeta, ainda que com uma expressão enraivecida a acompanhá-los, Dilma ameaçou prender Sérgio Moro com base na Lei de Segurança Nacional, em meio a berros histórios sobre a legislação norte-americana.
Dilma pirou. Não bastou observar a reação do povo brasileiro à nomeação de Lula? Não bastou observar as maiores manifestações da história da República contra seu governo e em favor da prisão de seu antecessor?
A prisão de Sérgio Moro certamente desencadearia uma tal catarse nacional que seria difícil até mesmo as Forças Armadas garantirem a segurança da ainda Presidente.
O site Sul Connection aconselha aos membros do Palácio que ainda não surtaram por completo: ou cortem por completo os remédios ou impeçam Dilma de falar. Esta senhora tornou-se um perigo.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores