segunda-feira, 14 de março de 2016
Homem carrega cruz de 40 kg após ficar 16 anos preso; ele nega crime
Em 1993, ele foi acusado de ter matado uma jovem de 21 anos no interior de São Paulo a marretadas. A ação teria acontecido em frente a uma criança de 4 anos

Há 29 dias Paulo Cícero de Lima, 55 anos, está caminhando com uma cruz de 40 quilos sob as costas. O protesto surgiu após ficar 16 anos preso por um crime que não cometeu. Em 1993, ele foi acusado de ter matado uma jovem de 21 anos no interior de São Paulo a marretadas. A ação teria acontecido em frente a uma criança de 4 anos. 

Paulo foi condenado e passou por mais de 14 presídios desde então. "Não fiz aquilo eu estava passando pelo local e a polícia me pegou. Estava com a roupa suja de sangue de uma galinha que tinha matado. Não quiseram me ouvir", reclama. Por volta das 17h45 desta segunda-feira (14/3) ele caminhava pelo Eixinho Sul, na altura da 210. 

Andarilho chegou à capital na noite deste domingo (13/3). Em 1993, ele foi acusado de ter matado uma jovem de 21 anos no interior de São Paulo a marretadas. A ação teria acontecido em frente a uma criança de 4 anos
O andarilho chegou à capital federal no fim da noite deste domingo (13/3) pela BR 040
O andarilho chegou à capital federal no fim da noite deste domingo (13/3) pela BR 040. "Quero que meu processo seja reaberto. Não vou embora enquanto isso não acontecer. Vou tirar essa mancha na minha vida", argumenta.


Perdas

Paulo deixou a cadeia em 2009. Desde então ele tenta mudar sua história. "Voltei ao local do crime, conversei com as pessoas e muita gente ainda está viva. Fui acusado por um homem que se dizia policial, mas não era. Me contaram que na verdade o assassinato foi um acerto de contas", explica o homem. 

Durante os últimos dias, Paulo dormiu na rua e contou com a ajuda de pessoas desconhecidas. "Comi e bebi o que me ofereceram. Passava a noite na beira da pista. Tenho muito a agradecer", disse após mais de 10 horas de caminhada nesta segunda. Ao todo, Paulo passou por São Paulo, Minas Gerais e Goiás. 

Andarilho chegou à capital na noite deste domingo (13/3). Em 1993, ele foi acusado de ter matado uma jovem de 21 anos no interior de São Paulo a marretadas. A ação teria acontecido em frente a uma criança de 4 anos
Segundo o andarilho, o protesto surgiu após um sonho. Ele teria que carregar a cruz até a Catedral Metropolitana de Brasília para ter o problema resolvido
Segundo o andarilho, o protesto surgiu após um sonho. Ele teria que carregar a cruz até a Catedral Metropolitana de Brasília para ter o problema resolvido. "Sou devoto de Maria. Sonhei que se eu carregasse a cruz ela me intercederia por mim. Acredito que quando eu chegar lá (na Catedral), ela vai tocar no coração de alguém para me ajudar", explica. O objeto custou cerca de R$ 200 e é feito em madeira e possui uma roda para ajudar no traslado. 

Abandono

"Muitos sonhos ficaram soterrados nesse estigma de assassino. Perdi o contato com meus filhos, por exemplo", conta o pai de quatro filhos e oito netos. Na noite do crime, Paulo recorda de um desentendimento com a ex-mulher. "Saí de casa me deparei com o crime e me enrosquei nesse problema", lamenta. 


Dentro da cadeia Paulo diz que viveu pressionado pelo medo de os outros detentos saberem da história. "Os próprios agentes falavam que se eles ficassem sabendo iriam me matar. Tinha muito medo", diz. 

Paulo deixou a cadeia em 2009. Após o período preso, trabalhou como ajudante de serviços gerais em algumas empresas no interior de São Paulo. Anres de encarar o desafio, ele estava morando em Jundiaí com a mãe e os irmãos.


Democratas declararam apoio à pré-candidatura de Luis Fernando em Ribamar

Em convenção realizada na tarde da última sexta-feira, 11, na Câmara Municipal de São José de Ribamar, os Democratas confirmaram apoio à pré-candidatura de Luis Fernando Silva (PSDB) para prefeito do município.

A Convenção, que elegeu a nova diretoria da Executiva Municipal, contou com a presença do presidente estadual da legenda, o deputado federal Juscelino Filho (DEM). “Aqui em São José de Ribamar vamos caminhar juntos com o PSDB e com o ex-prefeito Luis Fernando para participarmos de forma ativa e protagonista do futuro da cidade. Vamos com Luis Fernando porque é o melhor para o município. E isso já ficou provado com a excelente gestão que ele fez no período em que foi prefeito”, declarou o deputado.

dem_lf
MARTELO BATIDO O Dep. Juscelino Filho e o vereador Antonio Augusto: DEM fechado com Luis Fernando
Com o DEM, já são quase 20 partidos que declararam apoio à pré candidatura do tucano.

Eleito presidente do diretório municipal ribamarense, o vereador Antonio Augusto lembrou da “memorável” eleição de 2004, quando Luis Fernando foi eleito prefeito pelo então PFL, hoje, Democratas. “Ter isto registrado na história do nosso partido é motivo de muita satisfação. Eu sempre o acompanhei porque sempre vi nele um autêntico gestor onde sua trajetória comprovou as minhas considerações”, ressaltou o vereador.

Luis Fernando agradeceu aos líderes do partido pelo convite e pela declaração de apoio e reafirmou o compromisso de lutar, de mãos dadas com o DEM e demais partidos, por uma São José de Ribamar melhor para todos. Ele lembrou que os dois partidos têm história em prol do desenvolvimento do Brasil.

“Estes dois partidos estiveram juntos na edição da Lei Complementar que criou o Fundef, em 1996; o PSDB e o DEM estiveram juntos também na edição da Lei de Responsabilidade Fiscal, que mudou os paradigmas da administração pública brasileira […]. E mais uma vez os dois partidos estão liderando um grande movimento nacional em favor da mudança da qualidade da administração pública e em favor da moralização da gestão. E em São José de Ribamar vamos continuar essa luta para que cada brasileiro volte a ter orgulho do país”, frisou o tucano.

Além da presença dos militantes democratas e dos vereadores, participaram ainda da convenção o vice-prefeito, Eudes Sampaio; o presidente da Câmara, Beto das Vilas; o ex-secretário de Estado, Fernando Fialho e demais lideranças políticas e partidárias.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO RB

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Prisão de Pacovan é substituída por medidas cautelares

Os desembargadores da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) concederam – por maioria – ordem de habeas corpus em favor de Josival Cavalcante da Silva, o Pacovan, para substituir sua prisão pelas medidas cautelares de comparecimento periódico em Juízo, para informar e justificar suas atividades.
As medidas incluem a proibição de ausentar-se do Estado sem prévia comunicação; recolhimento domiciliar no período noturno e dias de folga; proibição de manter contato com testemunhas e com os demais acusados e monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica.
Pacovan foi denunciado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) pela prática dos crimes de desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha em investigação sobre desvio de verbas de programas firmados entre os governos federal, estadual e os municípios
Pacovan foi denunciado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) pela prática dos crimes de desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha em investigação sobre desvio de verbas de programas firmados entre os governos federal, estadual e os municípios. Ele estava preso desde 23 de fevereiro, quando a mesma Câmara revogou – por maioria – liminar concedida em regime de plantão que o libertara.
O acusado ajuizou pedido de habeas corpus, alegando ser detentor de condições pessoais favoráveis ao direito de responder ao processo em liberdade, e que sua prisão representaria cumprimento antecipado de eventual pena.
O desembargador Froz Sobrinho ratificou os argumentos da liminar que revogou a prisão preventiva. Segundo o magistrado, ela somente deve ser determinada quando não forem cabíveis medidas cautelares previstas no Código de Processo Penal.
O magistrado elencou diversos argumentos jurídicos na fundamentação, como a falta de novos fatos a justificar a prisão preventiva, excesso de prazo e ausência da prática de atos violência por parte do acusado que ameacem a garantia da ordem pública ou o andamento da ação penal.
Froz Sobrinho ressaltou a quebra de sigilo bancário e fiscal dos denunciados e das empresas envolvidas no suposto esquema, que asseguram a produção das provas no processo. “Nesse momento, em que os acusados encontram-se apresentando suas alegações preliminares, não se mostra adequado sopesar a gravidade do delito e aplicar as penas, mas sim quando da sentença final”, salientou.
O desembargador também considerou o princípio da isonomia, frisando que os demais acusados no caso encontram-se em liberdade, como o ex-prefeito do município de Bacabal, Raimundo Lisboa e Eduardo José Barros Costa, ambos supostamente envolvidos na mesma associação criminosa atribuída a Pacovan. O desembargador Joaquim Figueiredo teve o mesmo entendimento do magistrado.
DIVERGÊNCIA – O relator do habeas corpus, desembargador José Bernardo Rodrigues, votou pela manutenção da prisão preventiva, considerando a gravidade concreta dos delitos praticados; a complexidade da acusação de desvio de recursos pela associação criminosa, que envolveria mais de 40 prefeituras do Maranhão, utilizando de empresas fantasmas, documentos falsos e uma séria de artimanhas com o fim de desviar dinheiro público.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO TJMA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Defesa de Lula contesta decisão de juíza de remeter processo de São Paulo a Sérgio Fernando Moro

Advogados argumentam que imóvel investigado não está em Curitiba

Os advogados do ex-presidente Lula informaram nesta segunda-feira (14), que entrarão com recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo contra a decisão da juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo. A juíza encaminhou nesta segunda-feira a denúncia proposta pelo Ministério Público de São Paulo contra Lula para a 13ª Vara Federal de Curitiba.
A defesa do ex-presidente rechaçou os argumentos alegados pela juíza, para quem a denúncia contra Lula tem ligações com as investigações da Lava Jato e, por isso, deve ficar com o juiz federal Sergio Fernando Moro, coordenador da força-tarefa.
POR UM TRIZ Lula está a um passo do xilindró
"Não há qualquer elemento concreto que possa vincular o triplex ou a suposta reforma realizada nesse imóvel a 'desvios da Petrobras', como afirma a decisão; o que existe é imputação de uma hipótese, insuficiente para motivar uma acusação criminal", afirma o comunicado dos advogados do ex-presidente.
A defesa argumenta, ainda, que "mesmo que fosse possível cogitar-se de qualquer vínculo com 'desvios da Petrobras'", há consenso de que a competência da denúncia não se restringe apenas à Justiça Federal, mas também aos tribunais da justiça estadual, no caso a de São Paulo, onde a investigação teve origem. Os advogados afirmam, também, que o imóvel em questão -- o triplex do Guarujá -- está em São Paulo, e não em Curitiba.
PRESTES A MOROAR O juiz Sérgio Fernando não vê a hora de por as mãos no...
"Mesmo que fosse possível cogitar-se de qualquer vínculo com 'desvios da Petrobras', isso não deslocaria o caso para a competência da Justiça Federal; a Petrobras é sociedade de economia mista e há posição pacífica dos Tribunais de que nessa hipótese a competência é da justiça estadual (...) mesmo que fosse possível cogitar-se, por absurdo, de qualquer tema da competência da Justiça Federal, não seria do Paraná (PR), pois o imóvel está localizado no Estado de São Paulo (SP) e nenhum ato foi praticado naquele outro Estado", diz a nota da defesa.
Em conversa com o Jornal do Brasil, a advogada do setor penal do escritório Siqueira Castro, Maria Tereza Grassi Novaes, cita o artigo 76 do Código do Processo Penal para explicar a decisão da juíza. "Há algo chamado conexão: se há um fato sendo apurado na Justiça Federal, outros que estão sendo investigados paralelamente precisam ser encaminhados para correr em conjunto. A juíza viu que a denúncia contra Lula decorre de um fato que já vem sendo apurado na Lava Jato", afirma a advogada.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL DO BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Farra com verba pública em Miranda do Norte
Prefeito Júnior Lourenço contrata Wesley Safadão por mais de meio milhão de reais para tocar 1 hora e 40 minutos na cidade. 
Uma grande discussão toma conta da cidade de Miranda do Norte e provoca uma discussão nos meios de comunicação em tempos de crise financeira nos municípios em todo o país.
O prefeito Júnior Lourenço decidiu contratar para o aniversário da cidade na próxima terça-feira (14), uma das principais atrações do show business no momento – Wesley Safadão.
12324957_940736936021519_1463944192_n
Wesley vai embolsar mais de meio milhão do dinheiro público de Miranda que era para ser investido em escolas, creches, postos de saúde e nos próprios artistas do município 
A festa ou farra com a verba pública como queiram deve custar aos cofres públicos algo em torno de R$ 600 mil reais.
Normalmente essas farras ocorrem em cidades com funcionários com salários em atraso, hospitais em péssimas condições, ruas esburacas, enfim… O importante para os prefeitos é a cidade ficar feliz e “esquecer” os problemas com os shows.
Não entendo como uma instituição como o Ministério Público não vê uma situação tão absurda como essa. Como pode uma cidade como Miranda do Norte gastar tanto dinheiro com um simples show enquanto o município vive situação caótica?
O prefeito de Miranda do Norte, Júnior Lourenço: a cara dele já diz tudo 
Não cabe uma festa de arromba com o ''maior nome da música'' em Miranda do Norte. Não que a população não mereça diversão, mas em tempos de crise e dificuldade financeira recomenda-se que recursos públicos sejam aplicados nas áreas prioritárias e tenho a certeza que show é prioridade apenas para alguém que possa estar precisando melhorar a sua imagem pública.
Mas não acredito que o melhor caminho possa ser um show de Wesley Safadão, pelo contrário é mais verba pública descendo pelo ralo.
Enquanto o Ministério Público não tomar uma posição, os prefeitos vão continuar fazendo farra com verba pública ao embalo de atrações de gosto duvidoso. 
AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO AM
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE

Presidente do TJMA e corregedora-geral da Justiça visitam obra do futuro fórum de Imperatriz

Na manhã desta segunda-feira (14), o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Cleones Cunha, e a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz, e juízes visitaram as obras do futuro fórum de Imperatriz.

Os desembargadores foram recebidos pelo engenheiro responsável pela obra, que detalhou algumas ações e a estrutura do prédio. A diretora de Engenharia do TJMA, Tyara Oliveira, acompanhou a visita e também repassou detalhes da construção, que é acompanhada e vistoriada pela equipe especializada do Judiciário.


O presidente do TJMA e a corregedora-geral da Justiça visitaram as obras do futuro fórum de Imperatriz.Foto/Ribamar Pinheiro
O presidente do TJMA e a corregedora-geral da Justiça visitaram as obras do futuro fórum de Imperatriz

A estrutura do prédio em construção foi projetada para abrigar atuais e futuras unidades judiciais e outros serviços do judiciário, e por sua grandiosidade, ainda não há previsão exata de conclusão.

"Estamos nesse período delicado na economia e o orçamento do Judiciário, como venho dizendo, sofre diretamente com isso. Assim, temos que nos planejar e estudar quais as condições financeiras para que possamos pensar numa data final para concluir a obra. Por enquanto, vamos dando andamento dentro do que é possível", comentou o presidente Cleones Cunha.

Acompanharam a visita o juiz diretor do Fórum de Imperatriz, Marcos Antônio Oliveira, os juízes corregedores, Rosângela Prazeres e José Américo, e ainda os juízes Adolfo Pires Neto, Ana Beatriz Maia e Joaquim da Silva Filho. Quem também esteve presente durante a visita foi o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira.

 

AS INFORMAÇÕES SÃO DO TJMA

BIRA DO PINDARÉ, PSB E A SUCESSÃO MUNICIPAL
Por Fabrízio do Couto Corrêa
Em face dos cenários surpreendentes da sucessão municipal de São Luís, que envolve a melhor voz política da Ilha Rebelde – o Secretário e Deputado Bira do Pindaré- e o Partido Socialista Brasileiro –PSB, sou forçado, por dever de consciência, a realizar o pronunciamento em seguida exposto.
Sou maranhense de São Luís, mas cedo cumpri um roteiro que se tornou tradição de família, ao me deslocar para Recife, a fim de estudar e buscar a recorrente formação jurídica, conquistada por gerações antecedentes. Devo à Veneza Brasileira a consolidação da minha formação política, iniciada em São Luís, no ambiente familiar, filho e sobrinho que sou, bem como neto, de gente que lutou pela causa democrática, combatendo injustiças crônicas e a ditadura militar no país.
Recife me permitiu ser eleitor de Miguel Arraes e de Eduardo Campos, acompanhar as forças democráticas, ter repúdio às atitudes oligárquicas e abraçar os ideais do socialismo com liberdade, enquanto bandeira de vida.
Retornando à terra natal, filiei-me ao Partido Socialista Brasileiro -PSB e fui candidato a Vereador no último pleito, em São Luís. Na legenda, tenho lutado em favor da candidatura de Bira do Pindaré à Prefeitura da Capital, político já consagrado pela voz rouca do eleitorado. Causa-me espanto saber da notícia de que a Direção Nacional do Partido Socialista Brasileiro -PSB, segundo o Senador Roberto Rocha, seu patrono, convidou Elisiane Gama para disputar a Prefeitura de São Luís pela  legenda.
Golpista, Roberto Rocha passou a perna em Bira e causou revolta nas hostes internas do partido, como bem assinala artigo de Fabrizio Correia 
Trata-se de um rotundo equivoco histórico e político – a ser verdade – que coloca a agremiação a serviço do atraso, da oligarquia e do mandonismo, contrários à vontade popular, que tomou vitoriosos Jackson Lago e Flávio Dino. Ao desprestigiar Bira do Pindaré, militante vitorioso da legenda, comprometido com a política de valores, as causas populares e as bandeiras democráticas, o Partido Socialista Brasileiro -PSB, se postaria, se verdade fosse, contra a vontade do eleitorado, errando de maneira clamorosa e agindo de maneira contrária à sua tradição, fielmente guardada pelo Presidente Carlos Siqueira, militante histórico da causa democrática no Brasil.  
Aplaudo a conduta política do Presidente da Executiva Estadual, o Prefeito de Timon, Luciano Leitoa, que está a recompor os ritos e as instâncias partidárias, que não podem ser rasgados na definição da sucessão municipal e precisam ser respeitados, sobretudo por quem conquistou mandato senatorial sob o manto protetor da legenda. O pronunciamento do Diretório Estadual, unânime, firmado no dia 13 de março de 2016, é o norte a ser considerado. Hipoteco absoluta solidariedade a Bira do Pindaré, concitando o eleitorado a confirmar sua vitória, a Executiva Estadual a respaldá-lo e a militância do campo progressista a fechar uma sólida aliança em seu favor.
A vitória sobre o atraso, a oligarquia e mandonismo, com Bira do Pindaré eleito Prefeito de São Luís, enquanto conquista democrática, permitirá o reencontro dos socialistas consigo mesmos e com a legenda que João Mangabeira fundou e presidiu, para que fossem sepultados no Brasil a prepotência, o patrimonialismo e a corrupção, lamentavelmente ainda reinantes.

Fabrizio do Couto Correia é advogado, empresário e pré-candidato a Vereador de São Luís pelo PSB. 

Manifestantes interditam a Avenida São Luís Rei de França

A avenida permanece interditada por moradores dos bairros Alto Turu e Jardim Turu que reclamam da falta de infraestrutura nos bairros.


O Imparcial

A avenida permanece interditada por moradores dos bairros Alto Turu e Jardim Turu que reclamam da falta de infraestrutura nos bairros

Moradores dos bairros Parque Vitória, Alto Turu e Jardim Turu interditaram a Avenida São Luís Rei de França no Turu, no início da manhã desta segunda-feira.

Os manifestantes protestam contra a administração do prefeito de São José de Ribamar Gil Cutrim(PDT). A principal reclamação dos moradores é a precariedade na infraestrutura nas ruas dos bairros.


Os manifestantes protestam contra a administração do prefeito de São José de Ribamar Gil Cutrim. A principal reclamação dos moradores é a...

Os manifestantes reivindicam, também, melhorias nas áreas da saúde, educação e segurança.

Por volta das 09h45, a Polícia Militar negociou com a comunidade e o trânsito foi liberado. 


O prefeito Gil Cutrim(PDT) em momento selfie com integrantes do Governo do Estado: ele vive completamente alheio à realidade da cidade

Além da Avenida São Luís Rei de França, o congestionamento no trânsito afeta também a Avenida Jerônimo de Albuquerque.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL O IMPARCIAL

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Indignado com demora no atendimento do Centro Cirúrgico, paciente quebra tudo no SESP em Rosário

Rosário-MA: Mesmo em ano eleitoral, ainda são constantes as faltas e atrasos de médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e até mesmo na Unidade Mista Municipal de Saúde (antigo SESP) no município de Rosário, localizado na Região Metropolitana de São Luís. Nesta semana foram constantes os atrasos de alguns médicos que fizeram muita gente esperar ou desistir, mas o "tempo fechou", no final da tarde deste domingo (13), no SESP com mais um episódio ruim ocasionado pela má gestão municipal da saúde.

UM DIA DE FÚRIA O paciente não ficou nada satisfeito com o tratamento; destruiu tudo
De acordo com testemunhas ouvidas pelo blog Rosário Notícias, um morador de São Simão deu entrada no “SESP”, por volta das 16h com ferimentos (furos) nas costas e cabeça. Indignado com a longa demora no atendimento e principalmente com a falta de estrutura daquela casa de saúde para tal emergência, o paciente começou a quebrar e derrubar quase tudo pelo caminho. O estopim teria sido na sala de curativos e suturas, após o médico (que pouco pôde fazer) ter tentado encaminhar o homem para operar em São Luís ou em outras cidades vizinhas, pois o Centro Cirúrgico foi fechado no dia 01 de janeiro de 2013 pela prefeita Irlahi Moraes (PMDB) e até hoje não foi reaberto. 

Flávio deve chamar a prefeita na catraca por esses dias
O resultado da fúria e revolta do paciente pode ser visto nas imagens publicadas nesta matéria. As paredes e o chão ficaram com marcas de sangue, medicamentos, cesto de lixo hospitalar com restos de curativos e outros materiais, além de produtos hospitalares e até uma maca foram revirados. Vários objetos ficaram espalhados e destruídos. Um vidro da recepção teria sido quebrado e uma funcionária teria sido desacatada, esta seria uma enfermeira, segundo fontes revelaram ao blog.

Não sobrou esparadrapo sobre esparadrapo 
Após muitas discussões e uma grande confusão, a polícia foi chamada e o homem foi conduzido à Delegacia. Um B.O. foi registrado pelo médico juntamente com a direção do hospital. Vereadores estiveram no local e coletaram informações. 

Revoltado com o ocorrido e com a falta de segurança, o médico foi embora e abandonou cerca de 30 pacientes, entre crianças e idosos, inclusive pessoas passando mal. Muitos voltaram para casa e outros foram para as cidades vizinhas Bacabeira e Santa Rita.

Irlaih é conhecida em Rosário por deixar médicos e pacientes 'naquela'
Fica a pergunta: O que a Prefeitura de Rosário e o Governo do Maranhão tem feito com o dinheiro da saúde?

AS INFORMAÇÕES SÃO DO ROSÁRIO NOTÍCIAS
EDIÇÃO DE ANB ONLINE 

Nº de visitas

Confira a Hora Certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores