terça-feira, 8 de março de 2016

MÃE DEGOLA FILHA DE APENAS 3 DIAS E AFIRMA: “QUERIA ME LIVRAR DELA”

Detida, ela indicou onde havia deixado o corpo. A acusada também informou que fazia tratamento psicológico há quatro anos, mas interrompeu o uso de medicamentos controlados devido à gestação

Uma mulher de 41 anos foi detida na segunda-feira, 7, sendo a principal acusada de ter degolado a própria filha, que nasceu na última sexta-feira, 4. O crime chocante foi cometido no quintal da casa da família, no Jardim Panorama, na cidade de Ponta Grossa, Paraná. Ela chama-se, Maria Geni Lourenço de Oliveira, que de acordo com investigações da Polícia Civil (PC), ela e a criança receberam alta por volta das 13h de domingo (6).

Segundo informações do jornal “Diário dos Campos”, Maria Geni confessou o crime em depoimento à polícia, e também revelou que vinha pensando desde o momento em que chegou em casa, como é que iria “se livrar” da filha. Por volta da meia noite de segunda, ela levou a recém-nascida para fora da casa, a colocou sobre um toco de árvore e usou uma faca de açougueiro para cortar sua cabeça. Depois, utilizou um saco plástico para descartar os restos mortais do bebê.

A Polícia Militar (PM) foi avisada por meio de uma denúncia anônima. Detida, ela indicou onde havia deixado o corpo. A acusada também informou que fazia tratamento psicológico há quatro anos, mas interrompeu o uso de medicamentos controlados devido à gestação. Maria Geni já tinha dois filhos, uma garota e um rapaz de 18 anos. O bebê seria fruto do relacionamento com um caminhoneiro que não quis assumir a paternidade.

FONTE: CS
Sindicato diz que Moro recebeu ameaças e está sob escolta da Polícia Federal
Intimidação aconteceu depois da fase da Lava-Jato em que Lula foi conduzido coercitivamente para depor
Curitiba - O presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Federal no Paraná, Algacir Mikalovski, disse ao Correio na manhã desta terça-feira (8/3) que a PF no estado recrutou “dezenas” de homens em esquema de revezamento para proteger o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Fernando Moro. Segundo ele, o motivo são “ameaças” que “se intensificaram” após a 24ª fase da Operação Lava-Jato, em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi conduzido coercitivamente para depor na sexta-feira (4/3).

O superintendente da PF no Paraná, Rosalvo Franco, disse ao jornal que não poderia comentar o assunto por questões de segurança. A assessoria da Justiça Federal não prestou esclarecimentos até o momento. A segurança reforçada para Moro foi providenciada entre a sexta-feira passada e ontem, de acordo com o presidente do sindicato.

O juiz Sérgio Fernando Moro vem sofrendo ameaças 
De acordo com Mikalovski, as ameaças também foram feitas a policiais. Como medida, o sindicato ajuizou duas ações cíveis por danos morais em favor de delegados da Lava-Jato insultados em redes sociais e prepara mais duas.


Ele disse que a segurança foi prestada sem o pedido de Sérgio Moro, porque essa é uma obrigação da PF, que detectou ameaças a partir de monitoramento de suspeitos. As ameaças foram feitas, em sua maioria, em redes sociais, como facebook e twitter.

Mikalovski não quis polemizar se os autores das ameaças em militantes do PT ou simpatizantes do ex-presidente Lula. De acordo com ele, a atuação da PF é sobre fatos, e não pessoas e partidos, embora isso determinadas pessoas e partidos sejam suspeitos de terem cometido crimes.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO CORREIO BRAZILIENSE

EDIÇÃO DE ANB ONLINE 

Justiça condena ex-prefeito por crimes contra a Lei de Licitações em Paço 

Gilberto Aroso é ex-prefeito do município de Paço do Lumiar.
Ele foi condenado a pena seis anos e três meses de reclusão.

A Justiça do Maranhão (TJ-MA) manteve a condenação de Gilberto Aroso, ex-prefeito dePaço do Lumiar, a 26 km de São Luís, por crimes contra a Lei de Licitações.
De acordo com a sentença, que ainda condenou o ex-presidente da Central de Licitação do município, Roberto Campos Gomes, a pena para cada um deles é de seis anos e três meses de reclusão.
A Justiça do Maranhão (TJ-MA) manteve a condenação de Gilberto Aroso(foto), ex-prefeito de Paço do Lumiar, a 26 km de São Luís, por crimes contra a Lei de Licitações
A decisão foi baseada na denúncia do Ministério Público do Maranhão (MP-MA), que afirma que Aroso e Campos participaram de fraudes na montagem de licitações. Segundo o órgão ministerial, para conferir aparência de regularidade aos processos licitatórios os avisos de licitação era visualizados apenas na versão eletrônica do Diário Oficial com datas retroativas.
O desembargador Raimundo Melo, revisor do processo, pontuou que os avisos de licitação não correram de maneira ampla, correta e transparente, o que facilitou o trabalho realizado pela a perícia técnica da Polícia Federal nas versões impressas e online.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1 MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Lula recorre da decisão do STF que não paralisou investigações contra ele
Advogados alegam que o ex-presidente, como suspeito, não pode ser investigado duas vezes pelos mesmos fatos

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) com pedido para que a ministra Rosa Weber reconsidere a decisão de não paralisar as investigações contra o petista. Na última sexta-feira, data em que Lula foi levado para depor sobre o escândalo do petrolão, a ministra rejeitou a tese da defesa de que as apurações envolvendo o político deveriam ser interrompidas até que a corte decida qual Ministério Público - se o de São Paulo ou o Federal - deve investigar as suspeitas de vantagens indevidas recebidas pelo ex-presidente. Se Rosa Weber não reformar a decisão, os advogados de Lula pedem que o caso seja decidido pelo plenário do STF.

Segundo a defesa, o Ministério Público de São Paulo e a força-tarefa da Operação Lava Jato estão investigando simultaneamente indícios de que Lula recebeu um tríplex no edifício Solaris, no Guarujá (SP), como contrapartida por favores prestados à empreiteira OAS, já investigada no petrolão, e se um sítio em Atibaia (SP) foi alvo de benfeitorias de empreiteiras como forma de beneficiar o petista.

Ex-Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva na sede do Partido dos Trabalhadores, 04/03/2016
Lula tá 'puto' porque tá sendo investigado 
De acordo com os advogados do ex-presidente, entre as provas de que haveria duplicidade das investigações sobre o sítio em Atibaia estariam, por exemplo, requisição de imagens do Google Maps partindo da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, e um despacho do Promotor de Justiça em São Paulo afirmando averiguar a relação entre a OAS, o empreiteiro Leo Pinheiro e Lula. "A despeito do evidente absurdo, é de clareza solar que o Ministério Público Federal, através da Força Tarefa Lava Jato, de Curitiba (PR) está (...) promovendo investigações relativas à propriedade e, ainda, a benfeitorias realizadas no tríplex do Edifício Solaris, no Município do Guarujá e no Sítio Santa Bárbara, no município de Atibaia, ambos no Estado de São Paulo", dizem os advogados. "É certo, ainda, que tanto o Ministério Público Federal como o Ministério Público Estadual têm conhecimento da existência de dois procedimentos investigatórios versando os mesmos fatos, e, a despeito disso, ambos afirmam atribuição para essa finalidade, havendo até mesmo compartilhamento de prova", completam eles.

Os advogados alegam que Lula, como suspeito, não pode ser investigado duas vezes pelos mesmos fatos. Em sua decisão, a ministra Rosa Weber entendeu, porém, que é possível que o Ministério Público Federal e o Ministério Público em São Paulo apurem "a mesma realidade em perspectivas diferentes". "Não basta comparar eventos em perspectiva puramente naturalística", disse ela no despacho de sexta.

O recurso original dos advogados do ex-presidente Lula chegou ao Supremo sob a alegação que não haveria motivo para o petista ser investigado na Operação Lava Jato porque qualquer relação envolvendo o tríplex ou o sítio em Atibaia não teria vínculo com o escândalo de corrupção na Petrobras. "Não se pode cogitar de qualquer interesse da União Federal na apuração de assuntos relacionados a duas propriedades privadas e, ainda, relacionados a benfeitorias que igualmente envolvem apenas agentes privados. O MPF pretende justificar sua atribuição em virtude de uma - impensável - conexão presumida com a chamada 'Operação Lava Jato'", dizem os defensores.

"O MPF reivindica atribuição para investigar os mesmos fatos já em apuração no âmbito do MP/SP apenas porque envolveria pessoas investigadas na chamada Operação Lava Jato. Essa argumentação revela uma temeridade. Admitir esse quadro significa dizer que toda e qualquer investigação que possa envolver uma pessoa já envolvida na mencionada Operação Lava Jato - ou, ainda, qualquer parente de uma pessoa envolvida nessa Operação - atrairá, presumidamente, a atribuição da Força Tarefa do MPF e da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba", completam.

Para os procuradores de Curitiba, porém, o ex-presidente Lula enriqueceu à custa dos crimes investigados no petrolão e teve sua campanha política abastecida com dinheiro sujo, o que justificaria a competência do Ministério Público Federal para investigar o caso. "Há evidências de que o ex-presidente Lula recebeu valores oriundos do esquema Petrobras por meio da destinação e reforma de um apartamento tríplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora", informou a força-tarefa da Lava Jato após a condução coercitiva do ex-presidente na última semana.

As investigações conduzidas pela força-tarefa da Lava Jato e pela Polícia Federal mostram que "surgiram evidências de que os crimes o enriqueceram e financiaram campanhas eleitorais e o caixa de sua agremiação política" e que existem repasses a Lula - um deles, de pelo menos 1 milhão de reais, feito pela OAS - "sem aparente justificativa econômica lícita".

AS INFORMAÇÕES SÃO DA REVISTA VEJA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Atitude fora da lei

O secretário de Desportos e Lazer do Governo Flávio Dino, Márcio Jardim, se valeu no domingo(6) do cargo que ocupa para protagonizar sucessivos atos arbitrários durante protesto contra o ex-presidente Lula, na Praça Maria Aragão. Depois de afrontar policiais militares que tentavam por fim à baderna iniciada por um grupo de petistas contrários ao manifesto, Jardim ousou resgatar de uma delegacia um militante que havia sido preso com uma faca após ter agredido PMs.
Márcio Jardim vocifera ao ser abordado por policial militar na Praça Maria Aragão
TRUCULENTO, DÉSPOTA, BADERNEIRO OU CORONELISTA? Abusando do poder, Márcio Jardim, secretário de Flávio, vocifera e tenta coagir policial militar em serviço 
Do alto de sua “autoridade”, o secretário petista partiu para cima dos policiais que tentavam controlar os ânimos exaltados, situação que por pouco não resultou em um confronto sangrento. Com o aval de Márcio Jardim, os militantes partiram para cima dos manifestantes anti-Lula e rasgaram o boneco “pixuleco” que simbolizava a figura do ex-chefe da Nação.
Insurgir-se contra as autoridades é típico de quem se acha acima da lei. Algo que só encontra parelha no coronelismo tão condenado pelos artífices da mudança e que por décadas foi mote de campanha no Maranhão.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO DANIEL MATOS
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Prefeitura de Paço e Governo do Estado iniciam planejamento da Agricultura para 2016
A Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria da Agricultura, realizou nesta sexta-feira (04), uma reunião de planejamento da Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), com representantes de associações, cooperativas e agricultores com o objetivo de promover discussões sobre as demandas e ofertas de assistência técnica e da extensão rural no município.

O prefeito Josemar Sobreiro fez questão de participar do encontro, que foi realizado no gabinete do gestor. “São discussões importantes que realizamos constantemente para fortalecer o setor produtivo do nosso município, que tem potencial em diversas áreas”, destacou Josemar.
Prefeito Josemar Sobreiro e o secretário Rodrigo Costa com representantes de associações, cooperativas e agricultores
O trabalho conjunto da Secretaria da Agricultura de Paço e a AGERP, possibilitará aos agricultores principalmente o acesso a orientações e esclarecimentos sobre serviços de inspeção, cultivo das lavouras e produção de orgânicos
Em Paço do Lumiar, a extensão rural será promovida pela Secretaria da Agricultura em parceria com a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP). É através do acompanhamento técnico adequado, por meio de processos rurais de gestão, organização, produção, beneficiamento e comercialização de produtos, que os produtores conseguem resultados positivos.
O trabalho conjunto da Secretaria da Agricultura de Paço e a AGERP, possibilitará aos agricultores principalmente o acesso a orientações e esclarecimentos sobre serviços de inspeção, cultivo das lavouras e produção de orgânicos. “Somadas, essas ações permitem que o agricultor invista de maneira adequada e na hora certa, tendo assim mais lucro e aumentando a renda familiar”, acrescentou Josemar.
MATÉRIA ENVIADA PELA COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE PAÇO DO LUMIAR
Empresário  vem sendo ovacionado por setores sociais da Ilha a ocupar uma cadeira na Câmara de São Luís

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

O empresário, especialista em marketing e ativista do movimento Reggae, Joseildo Itamaraty(PSDB)do alto dos seus 29 anos não pode reclamar de má aceitação quando o assunto são as eleições para Vereador de São Luís. Ele vem sendo ovacionado a ocupar uma cadeira na Câmara de Vereadores nesta que será uma das eleições  mais concorridas da capital maranhense.

O empresário e pré-candidato a Vereador, Joseildo Itamaraty: ovacionado por setores sociais da Ilha a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de São Luís
Passando por um acentuado e amplo desgaste, a atual Legislatura vem sendo alvo de denúncias e reclamações da população ludovicense que pede pela renovação do quadro de vereadores e é justamente nessa ambiência que o nome de Joseildo aparece como alternativa. Conforme apurou a Agência Baluarte, a pré-candidatura do  empresário tem se fortalecido junto às classes sociais mais carentes de São Luís e as gentes simples. Vindo de uma família igualmente simples, Joseildo Itamaraty é também um representante da nova safra de políticos nascidos sob os valores de uma juventude que roga por mudança.

Na Câmara, ele pretende fazer valer essa história.



VII Encontro do Grupo de Colecionadores “Resistência Reggae” será sábado no Porto da Gabi

Na estrada há 7 anos, o Grupo de Colecionadores “Resistência Reggae”, fundado em 2010 na cidade de Raposa-MA, coleciona grandes eventos na ilha de São Luís. No seu 7º aniversário, que acontece no próximo sábado, dia 12, no  Porto da Gabi, no Aterro do Bacanga, espera-se um grande público.
Seus eventos são caracterizados pelo uso de camisas padronizadas, que são vendidas antecipadamente, e geram uma grande procura pelos amantes do bom reggae. Outra característica da festa é o ambiente agradável com uma decoração diferenciada e um público bastante receptivo formado principalmente por amigos e amigas dos integrantes do grupo.
reggae0703
Para Sidney Nogueira, o Magal, diretor e fundador do grupo, “este é um momento de reencontrar os amigos, fazer novas amizades e, sobretudo, ouvir o melhor do reggae raiz que marcou gerações como Dance Hall, Lovers Rock, Roots, Smooth Reggae, New Reggae, Reggae Gospel, etc.”.
Para Sidney Nogueira, o Magal, diretor e fundador do grupo, “este é um momento de reencontrar os amigos, fazer novas amizades e, sobretudo, ouvir o melhor do reggae raiz que marcou gerações como Dance Hall, Lovers Rock, Roots, Smooth Reggae, New Reggae, Reggae Gospel, etc.”.
Lembrando que as camisas são limitadas e estão à venda na loja ZELLUS do João Paulo, Bar Bequimão, na Madre Deus, e com os integrantes do grupo (MAGAL, RENATO, DOCINHO, ALEMÃO, JARLEN, LUCAS, OBERDAN, MARCELO, FÁBIO, MOURA, REINALDO E MARQUINHO). Serão distribuídos alguns brindes do Resistência Reggae, como adesivos e copos personalizados para os primeiros mil convidados que chegarem e também serão servidos caldos variados.
A sonorização fica por conta da Caçulinha do Som e discotecagem das Equipes Radiola Reggae e Rádio Zion (Dj´s Marcos Vinícius e Joaquim Zion), Lion Vibes (Dj´s Ronald Correia, Lourinho e Daniel), Irie Discos (Dj´s Belo Roots e Evandro),  Dj´s convidados Junior Black e Jorge Black, além dos Dj´s RR.
O grupo fará outros dois eventos durante o ano: o “Resistência Reggae Férias, em agosto, e o “Resistência Solidário” em novembro, um evento de cunho social que arrecadará roupas e alimentos para serem distribuídos a entidades filantrópicas no final do ano.
SERVIÇO
O quê ? VII Encontro do Grupo de Colecionadores “Resistência Reggae”
Quando ?  12 de março de 2016, sábado.
Onde ?  Porto da Gabi, Aterro do Bacanga, São Luís-MA.
Que horas ? A partir das 16 horas.
Atrações ? Equipes Reggae Vinil Radio Zion e Radiola Reggae, Lion Vibes, Irie discos e os Dj´s convidados Junior Black e Jorge Black.
Animação: Radiola Caçulinha do Som.
Como ? Somente com a Camisa 2016.

Nº de visitas

Confira a Hora Certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores