quarta-feira, 2 de março de 2016
Livro de ata some e porta de acesso ao público é fechada
Vereadores aliados de Léo Coutinho faltam à sessão para impedir convocação de secretário de Saúde.

Na sessão da Câmara Municipal de Caxias em que seria votado um requerimento do vereador Catulé convocando o secretário de Saúde do município, Vinicius Araújo, para prestar esclarecimentos sobre a situação real da rede pública que é constantemente alvo de reportagens negativas na imprensa nacional, os vereadores da base aliada de Léo Coutinho, com exceção de Paulo Simão, preferiram boicotar a sessão para que o requerimento explosivo não fosse aprovado, ou mesmo votado.

Numa demonstração clara que a Mesa Diretora da Casa do Povo segue rigorosamente as ordens do Palácio da Cidade, nem mesmo o livro de ata que registra o andamento das sessões, e que deve estar disponível no meio da tarde para que os vereadores possam se inscrever para discursarem no grande expediente, simplesmente havia sumido. Isso mesmo. O livro de ata não foi encontrado e nem mesmo o funcionário responsável pelo mesmo se encontrava nas dependências do prédio da Câmara, numa demonstração que seguia ordens superiores para não estar acessível na noite desta quarta-feira, 02.

Vereadores governistas preferem ouvir Humberto Coutinho na Casa de Saúde que exercer o papel para o qual foram eleitos

As portas de acesso do público para assistirem a sessão também estava fechada, o que nunca acontece.

A bancada oposicionista estava presente e lamentou a ausência dos demais colegas. “É uma pena que diante de assunto tão importante, que é a convocação de um secretário do município para prestar esclarecimentos aos vereadores e à população, meus pares boicotem a sessão”, lamentou Catulé, que é o autor do requerimento que prevê a convocação de Vinicius Araújo.

Embora ausentes da Câmara Municipal nesta quarta-feira, 02, onde deveriam exercer o papel para o qual foram eleitos, os vereadores governistas preferiram estar na Casa de Saúde, clínica de propriedade de Humberto Coutinho, onde foram participar de mais uma reunião junto a fantasmas e mensalinhos.

Essas reuniões corriqueiras na Casa de Saúde seguem sempre o mesmo script, onde alguns mensalinhos de baixa patente ensaiam uma reclamação por um assunto qualquer e o deputado Humberto Coutinho pede empolgação a todos e que agora a coisa vai.

Na atual legislatura, a Câmara Municipal de Caxias nunca representou tão bem aquele comentário maldoso recorrente em toda roda de conversa, de que seria a “cozinha da Prefeitura”.

Pelo andar da carruagem, o titular do blog acredita que a Câmara Municipal caminha para ser um cômodo da casa bem menos agradável que a cozinha.


AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO SABÁ
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Secretário de Ciência de Tecnologia do Governo do Estado esteve hoje, dia 02, em Brasília em encontro organizado pelo jurista Rossini Correia
Projeto da candidatura de Bira do Pindaré a Prefeito de São Luís foi avalizado em consenso pela Direção Nacional do PSB, por mais uma vez.

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE

O retorno do secretário de Educação e Tecnologia do Maranhão, Bira do Pindaré, a Brasília na manhã de hoje (2), não foi por menos. O PSB, partido do qual Bira é um dos quadros mais representativos na Grande Ilha, aposta nele para concorrer à vaga do atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior no presente pleito.

O secretário Bira do Pindaré na manhã de hoje em vista a Brasília com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira(ao meio) e Rossini Correia: partido ratifica por mais uma vez interesse na candidatura do socialista a Prefeito de São Luís 
A convite do jurista, escritor e intelectual brasileiro Rossini Correia e do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, Bira esteve reunido com correligionários e entusiastas de seu nome ao Executivo da capital maranhense. Mais que isso: as idas do secretário a Brasília deixam claras as intenções do PSB que espera lançar uma candidatura própria ao Executivo ludovicense, o que já foi bem avalizado na primeira ida de Bira do Pindaré a Brasília.

Conforme noticiou em primeira mão naquela ocasião a Agência Baluarte, cresce a cada dia a expectativa da legenda e de setores sociais locais em torno do nome do secretário à sucessão do atual prefeito de São Luís. Ainda que goze de outros possíveis postulantes à cadeira de Holanda Júnior, a sigla não abrirá mão da consolidação do nome de Bira para a corrida eleitoral que já começa a se acirrar.

O PSB nacional quer vê-lo prefeito da capital maranhense. E essa é uma verdade irrefutável.  
Ricardo Duailibe se posicionou contra ''influência negativa'' de alguns Blogs 
Na Sessão Plenária Administrativa do Tribunal de Justiça do Maranhão, desta quarta-feira (2), o desembargador Ricardo Bugarin Duailibe apresentou aos demais integrantes da Corte posicionamento contra a interferência e ilações acerca de decisões de 2º Grau que tem sido feitas em blogs locais, principalmente as que envolvem políticos. Segundo ele, alguns blogs têm tentado influenciar decisões do Judiciário, posicionamento da sociedade, atacando diretamente a isenção do Judiciário. 
Desembargador Ricardo Duailibe terá que revelar o nome dos blogueiros 
''Sucede que alguns poucos blogs nesta cidade, ultrapassando a tênue linha que protege a liberdade de expressão, garantida constitucionalmente, vem tentando, de modo reiterado, ardilosamente influenciar as decisões de magistrados – como ocorreu no plantão do último final de semana sob meu encargo – publicando irresponsavelmente fatos com a clara intenção de ofender e caluniar, notadamente quando envolve julgamentos de políticos, razão pela qual se pode concluir que não se trata de uma ação individual irresponsável e leviana do blogueiro, mas sim a mando de terceiros, evidência clara, portanto, de um delito compartilhado”, afirmou o desembargador.
Ao que o Blog do Filipe Mota, prontamente respondeu em matéria publicada: 

''Entretanto, o nobre desembargador, para ter sido justo e coerente, deveria ter tido a coragem de citar o nome dos blogs e dos blogueiros que agiram de maneira irresponsável e leviana, afinal, da mesma forma que Ricardo Duailibe se sentiu atingido perante a sociedade, vários blogueiros que procuram agir dentro da ética e da legislação, com essa reclamação incompleta, também tem o direito de se sentir atingidos perante a sociedade, pois podem ser colocados na vala comum. Assim como falam por aí que existem Desembargadores que vendem sentenças e não dão nomes, da mesma forma, Duailibe precisaria dar nome aos Blogueiros. 

Ricardo Duailibe teve o apoio dos demais desembargadores e do presidente do TJ, Cleones Cunha, e terá o apoio deste Blog e de outros que agem com correção, desde que ele ajude a separar o “joio do trigo”. 



COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO MM

EDIÇÃO DO BLOG ANB ONLINE 

Direção nacional do PPL aclama pré-candidatura de Zé Luis Lago à prefeitura de São Luis

O médico Zé Luis Lago foi aclamado pré-candidato a Prefeito de São Luís em encontro realizado pela Direção Nacional do PPL em São Paulo. Na ocasião, Zé Luis e o presidente nacional do partido, Sérgio Rubens foram ladeados por vários dirigentes paulistanos e nacionais.  


11694936_963934247028758_2501008711277424590_n
O pré-candidato a Prefeito de São Luís, Zé Luis Lago na Nacional do partido; PPL aposta nele para salvar a capital maranhense do abandono 
''Zé Luis Lago terá a tarefa de levar as grandes administrações que São Luis teve quando das gestões do seu irmão Jackson Lago, o qual Zé Luis acompanhou e auxiliou de perto por três mandatos'', frisa nota da Nacional do PPL.


Holandinha terá que bater Zé Luís Lago na corrida eleitoral; PPL promete partir pra cima
Mediante a tarefa estabelecida pela legenda, o pré-candidato Zé Luis Lago, a partir deste mês(março) irá realizar visitas em todos os bairros da capital maranhense para ouvir a população, visando a elaboração do seu programa de governo.

Agora é aguardar. 

COM INFORMAÇÕES DO FALAIH
REVISÃO E EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Defensor público do Maranhão                                                                        dispensa nomenclatura e ganha redes sociais

Renan Reis colocou um aviso: "O nome do defensor é Renan".

Atitude foi valorizada pela defensora geral do Estado.

Um aviso colado na porta do seu gabinete por um Defensor Público de Lago da Pedra, a 305 km de São Luís, chamou a atenção nas redes sociais. O comunicado diz: “O nome do Defensor Público é Renan. Não é Doutor. Não é Excelência. Não é Senhor. É, simplesmente, Renan”. A postagem teve mais de 1,4 mil compartilhamentos.

A repercussão nas redes sociais chegou a assustar o jovem defensor público de 28 anos, Renan Barros dos Reis. “Em um primeiro momento eu fiquei confuso. Depois refleti que essa era uma atitude que devia ser normal no funcionalismo público. O respeito que nós devemos ter é pelo nosso serviço, não por uma nomenclatura”, disse.

Renan, como prefere ser chamado, explicou que colocou o comunicado na intenção de ficar mais próximo às pessoas atendidas por ele, tentando compreender melhor como eles gostariam de ser atendidos. Na sua visão, algumas nomenclaturas servem apenas para “oprimir pessoas mais humildes”.

Aviso foi colocado na Defensoria Pública de Lago da Pedra (Foto: Arquivo Pessoal/ Renan Reis)
'PALETÓ INTIMIDA' Outra atitude simples adotada pelo defensor foi o uso de camisetas da Defensoria Pública para atender ao público. Nas camisetas há os escritos “Você não está sozinho” nas costas, que define bem o espírito da entidade.
“Na Defensoria Pública nós atendemos pessoas que não ter recursos, pessoas pobres, necessitadas, muito humildes. E elas tinham um travamento para falar. Resolvi colocar o aviso na intenção de ‘quebrar o gelo’. Isso quebrou um paradigma. Falar a linguagem deles”, contou Renan.

O dia-a-dia da Defensoria de Lago da Pedra mudou depois do comunicado. Muitas pessoas já entram rindo na sala depois de lerem o aviso na parede. E, segundo Renan, isso ajuda a conquistar a confiança delas. “Como eles entram mais descontraídos eu consigo tirar informações importantes que ajudam a própria pessoa”, disse.

Consultas mais informais tem ajudado a população em Lago da Pedra (Foto: Arquivo Pessoal/ Renan Reis)

Consultas mais informais tem ajudado a população em Lago da Pedra

Renan que é carioca e foi criado em Teresina está ocupando o cargo de defensor público em Lago da Pedra desde setembro de 2015. Sobre o futuro na carreira, ele disse que deseja continuar ajudando as pessoas. “É como uma pitada de sal em um barril de água. Pode não mudar o barril, mas muda o sabor da água”, finalizou.

‘Paletó intimida’
Outra atitude simples adotada pelo defensor foi o uso de camisetas da Defensoria Pública para atender ao público. Nas camisetas há os escritos “Você não está sozinho” nas costas, que define bem o espírito da entidade.

Inspiração

Renan prestou mais de 30 concursos públicos antes de ser nomeado na Defensoria Pública doMaranhão. Ele chegou a ser aprovado para a magistratura no Rio Grande do Norte, mas declinou do cargo por querer participar mais efetivamente da vida das pessoas.

Antes de entrar na Defensoria, Renan trabalhou por três anos como assistente de juiz. “As histórias já chegam prontas para os juízes. Decidi que queria ajudar a contar essas histórias”, disse Renan.

O jovem conta que a inspiração maior para ajudar as pessoas veio de casa, observando seus pais que sempre ajudavam ao próximo. “Sempre seguindo aquela máxima de fazer para o outro o que você gostaria que fizessem por você”, explicou.

Essência da Profissão
Para o defensor, muito mais do que compreendidas as pessoas precisam ser amadas. “As pessoas que procuram a Defensoria Pública já vem sofrendo por uma série de fatores como saúde de má qualidade, educação de má qualidade. A Defensoria Pública deve quebrar essas barreiras, atendendo bem essas pessoas”, disse.

Quem tirou a foto do comunicado e colocou nas redes sociais foi a defensora geral do Estado, Mariana Albano de Almeida(foto). Ela disse que achava o aviso muito interessante, pois esse era o espírito da Defensoria
Quem tirou a foto do comunicado e colocou nas redes sociais foi a defensora geral do Estado, Mariana Albano de Almeida. Ela disse que achava o aviso muito interessante, pois esse era o espírito da Defensoria.

Caso

Renan conta que seu jeito descontraído já deu um final diferente a algumas histórias. Certa vez, uma senhora o procurou para se separar do marido. Foi marcada, então, uma audiência de conciliação do casal. Depois de muita conversa eles chegaram à conclusão de que o que faltava na relação era diálogo. “Ali mesmo eles se deram as mãos e resolveram não se separar mais”, contou Renan. Questionado pelo G1 se a função do defensor também é ser uma espécie de terapeuta de casais, Renan riu e disse: “A função é compreender essas pessoas”.

Contraponto

Em outubro de 2015 um caso oposto também teve repercussão no Maranhão. O médico João Bentivi xingou um farmacêutico que não entendeu a letra dele em uma receita. A nova receita seguiu com a prescrição e com um bilhete para o farmacêutico, que foi chamado de imbecil e analfabeto.

“Na realidade eu tô até um pouco arrependido, porque na hora que eu fiz aquele bilhete, eu me igualei a ele. Eu de fato não deveria ter feito aquele bilhete. Mas já tá feito. E eu reitero os adjetivos postos pra ele”, disse o médico.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1 MA

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
POESIA SEMPRE!
Leia o poema ‘Se’ da obra inédita Horizontes Fustigados de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia

Se

À Stoya

Se ela pede vinho, ele a toma carne
Ancas de delicias apontando neurônios sobre ideias
As mais iluminadas torres em seus lábios colidindo

'Se ela quer alturas (in)exploradas
Há de darem a ela o precipício ainda fundo'
Se ela pede água, ele a toma leite
O último pingo das vacas secas de estrada
Almas tristes se enroscando nas crepusculares

Se ela quer alturas (in)exploradas
Há de darem a ela o precipício ainda fundo
Mãos que tocam a epiderme e os telhados

A atriz pornô Stoya: homenageada pela poética atallaiana em versos
Um pulo
Uma lâmina em que se rasgue o desespero da caverna
A paz que lhe falta às vulvas prenhes de universos
Este maior que aquele que lhe apraz
Outros menores que ela no agora

Se ela implora noites
Ele a lança aos dias aos novos e antigos açoites dos cafés nas madrugadas
Não há prova de amor maior que a oferta do vazio nas paradas

Da vida

Dos coletivos

Dos temerários

Não há

Uma doçura resgatada sem ela poderá durar apenas um deleite à decadência
Uma doçura resgatada sem ela poderá durar apenas um deleite à decadência
Mas é da ciência das volúpias que arrebentam os frêmitos mais vulcânicos
Uma larva/lavra de semântica inaugurada

E se ela os quer instantes?
Ele a toma por eternidade
A última e necessária eternidade
Girassóis noturnos
A caminhar
Entre
Os
Humanos.


Fernando Atallaia, São José de Ribamar, Janeiro de 2015


Valendo-se do apoio do governador, Domingos Dutra, ainda em pré-campanha…

Olha aí a politicagem dos comunistas novamente se apoderando da maquina pública para favorecer seus candidatos. 25 ônibus da Linha Expresso Metropolitano foram entregues hoje pela manhã. A entrega, infelizmente, acabou servindo de palanque eleitoreiro…

Momento que Dutra chamando Talita Lacy para o palanque que era apenas para autoridades, não candidatos...
Momento que Dutra chamou Talita Laci para o palanque que era apenas para autoridades, não candidatos…

Os dois momento de Flávio Dino:
Correto em favorecer a mobilidade urbana.
Incorreto em favorecer os (pré) candidatos de seu partido, que tomaram parte da solenidade de entrega dos ônibus.
Campanha eleitoral se faz desta forma?
Quem são, Talita Laci e Domingos Dutra, para ocupar o lugar de autoridades, no caso, o lugar dos prefeitos de Raposa e paço do Lumiar?
Na entrega dos novos ônibus que vão ser utilizados em linhas metropolitanas na Grande Ilha, São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, que foram adquiridos pelo governo do Maranhão, quem mais apareceu foi o futi.
A pré-campanha foi descaradamente lançada até no perfil institucional do governo no twitter, veja:
futi1

OBS: Na foto acima, os prefeitos foram cortado e deram lugar aos candidatos comunistas. Desde o domingo o governador tem ajudado seu candidato no município. Basta ver no letreiro digital no ônibus, qual município e quais candidatos…
AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO RICARDO SANTOS 

Conselho de Ética da Câmara decide continuar com processo de Eduardo Cunha

Presidente da Câmara pode ter mandato cassado por ter mentido na CPI da Petrobras

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira (2), por 11 votos a 10, a admissibilidade do parecer do relator, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que pede a continuidade do processo de cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A representação foi feita pelo PSOL e pela Rede. Cunha agora terá prazo de dez dias úteis para apresentar sua defesa e poderá arrolar um máximo oito testemunhas de defesa.
As manobras do presidente da Câmara dos Deputados para enterrar as investigações a seu respeito no colegiado quase surtiram efeito
aprovação da admissibilidade do processo ocorreu depois que o relator retirou do relatório a parte que tratava do recebimento de supostas vantagens indevidas por parte de Cunha. A admissibilidade vai se basear na denúncia de que Cunha teria mentido na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, o que pode levar à cassação do mandato.
A próxima fase do processo é a instrução, quando serão analisadas possíveis provas das denúncias.
Manobras
As manobras do presidente da Câmara dos Deputados para enterrar as investigações a seu respeito no colegiado quase surtiram efeito. Foi preciso o voto de minerva do presidente do colegiado, José Carlos Araújo (PSD-BA), para desempatar a votação, que ficou 10 a 10. No seu voto de desempate, Araújo disse que seguiria o parecer do relator.
A reunião que acabou decidindo pela continuidade das investigações sobre Cunha começou na tarde de terça-feira e foi suspensa após mais de três horas de debates em razão do início das votações em Plenário.
Aos suspender os trabalhos, Araújo disse que retornaria após o encerramento das votações. Em mais uma tentativa de adiar a deliberação Cunha tentou segurar as discussões no Plenário e chegou a prorrogar a sessão extraordinária para evitar que a sessão do conselho pudesse ser retomada antes das 23h59, mas teve que ceder diante do pequeno número de deputados inscritos para discursar, na maioria seus aliados.
Com o fracasso da manobra, o conselho retomou a reunião por volta das 23h17 e encerrou a votação nos primeiros minutos da quarta-feira.
Imagem desgastada
A postura foi criticada em vários momentos. O líder do PSOL, Ivan Valente (SP), afirmou que as manobras protelatórias são inúteis e só desgastam a imagem de Cunha. “O Conselho de Ética ainda não começou o processo. Hoje votaremos a admissibilidade, e isso é o mínimo que deveríamos ter feito para não desmoralizar esse conselho e o Congresso Nacional”, disse.
Entre os integrantes do colegiado já havia a expectativa de que a o resultado seria um empate, diferentemente do dia 2 de fevereiro, quando em uma votação anulada posteriormente pelo vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA) resultou em um placar de 11 a 9 contra Cunha. A razão seria a troca de integrantes do colegiado por deputados aliados de Cunha.
O presidente da Casa chegou a entrar com um pedido no Supremo Tribunal Federal para impedir que Araújo votasse em caso de empate. Mas o pedido foi negado pelo Supremo Tribunal Federal na segunda-feira (29).
AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL DO BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Relatório diz que presídio de Pedrinhas ainda tem tortura e superlotação
Apesar da onda de violência ter sido contida, o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão, permanece superlotado e com relatos de tortura, segundo relatório divulgado hoje (1º) pela organização não governamental (ONG) Conectas.
“Dois anos depois desse ponto de inflexão na história de Pedrinhas, é possível dizer que os assassinatos diminuíram, mas o quadro de tortura e maus-tratos generalizado se mantém”, diz o documento, elaborado a partir de seis visitas ao longo de 2014 e 2015.
Entre janeiro de 2013 e o início de 2014, foram registradas 63 mortes no presídio, o que trouxe repercussão para a situação no local. O governo federal chegou a enviar a Força Nacional para ajudar o governo maranhense a conter a onda de violência. Em 2015, foram registradas quatro mortes violentas.
“A política do Estado, tanto federal, quanto do governo maranhense, é muito paliativa. As medidas são insatisfatórias. Nós continuamos vendo a falta de higiene e de acesso à saúde. Presos que não tem acesso a medicamentos. Não tem profissionais de saúde competentes. São 12 defensores para um complexo de 3 mil presos”
Porém, de acordo com o relatório, as medidas adotadas pelo governo estadual ajudaram a diminuir a violência praticada pelos próprios detentos, mas abriram espaço para violações que partem dos agentes que fazem a segurança do complexo. “Se as ações e omissões do Estado antes contribuíam com a violência generalizada entre as facções rivais, hoje esse mesmo Estado é o principal artífice dessa violência perpetrada diariamente por seus representantes – diretores de unidades e agentes de segurança públicos e privados”, enfatiza o estudo.
Entre os abusos encontrados pela equipe da ONG está o uso excessivo de força pelos carcereiros, com utilização de balas de borracha e spray de pimenta. “Servidores de segurança terceirizados, muitas vezes em condições precárias de contratação, patrulham os pavilhões e corredores e reagem com violência a qualquer queixa dos internos. Muitos deles cobrem o rosto com uma espécie de touca ninja, contrariando portaria estadual (563/2015), que proíbe máscaras ou outros acessórios que dificultem a identificação do agente”.
Para a diretora-executiva da Conectas, Jéssica Morris, a terceirização dos serviços de segurança penitenciária dificulta o controle e a responsabilização dos agentes. “Se é uma empresa privada que está garantindo a segurança, então a responsabilização não fica mais para o Estado. O Estado não tem como garantir a aplicação efetiva das suas normas”,ressaltou.
A redução do número de mortes não representou, na avaliação de Jéssica, uma melhora em outros aspectos problemáticos do presídio. O complexo ainda opera com um excedente de 55% da capacidade, com 3 mil presos em um espaço que deveria abrigar até 1.945 pessoas. Sendo que 60% dos detentos ainda não foram julgados.“A política do Estado, tanto federal, quanto do governo maranhense, é muito paliativa. As medidas são insatisfatórias. Nós continuamos vendo a falta de higiene e de acesso à saúde. Presos que não tem acesso a medicamentos. Não tem profissionais de saúde competentes. São 12 defensores para um complexo de 3 mil presos”, criticou a diretora da ONG.
Crime organizado
Segundo o presidente da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Wagner Cabral, a própria redução do número de assassinatos está ligada a uma política de conciliação com o crime organizado. O relatório denuncia a divisão das alas do complexo por facções criminosas, como forma de evitar conflitos entre os grupos. Desse modo, de acordo com Cabral, os presos são forçados a aderir a uma das organizações que atuam dentro da cadeia.
“Significa que o Estado reconhece que essas facções têm o domínio real do sistema [penitenciário]. E colocam o Estado, de maneira indireta, como principal indutor do recrutamento das facções criminosas”, denuncia o ativista sobre o sistema adotado informalmente em Pedrinhas. “Nós ouvimos vários presos dizendo que não foi o Estado que resolveu a questão e, sim, os próprios presos que entraram em um acordo de não matarem uns aos outros”, acrescentou Jéssica.
Cabral alerta que essa associação tem graves consequências para os envolvidos e suas famílias. “O sistema de pertencimento à facção significa um comprometimento seu e da sua família. Significa contribuições mensais, sistema de alianças, uma lógica de favores. Significa que, quando você sair do sistema, você tem de fazer uma série de ações para pagar à facção criminosa”, enumerou.
Esse recrutamento dentro da prisão é apontado pelo ativista como um dos fatores do crescimento dos crimes no estado, especialmente na região metropolitana de São Luís. “O Maranhão tem sido assolado pelo que se chama de Novo Cangaço, que são as explosões de bancos no interior. Assaltos a ônibus. Todos os dados de assaltos à mão armada na região metropolitana explodiram, porque você tem um sistema de recrutamento massivo”.
Versão do governo
O governo do Maranhão divulgou nota em resposta ao relatório da Conectas. Nela, ele diz que, nos 14 meses de gestão, tem pautado as ações no sistema prisional pela aplicação da Lei de Execuções Penais.
“Em números reais, a gestão fechou o primeiro ano de governo com uma expressiva diminuição no número de homicídios (-76,47%) e fugas (-72,16%) no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, ao cumprir, entre outras providências, a separação de presos em prol de sua integridade física”, ressalta o comunicado.
Ainda sobre os resultados, o governo ressalta que se passou um ano sem nenhum registro de motins ou rebeliões no complexo, “antes corriqueiros no ambiente carcerário maranhense; e exatos nove meses sem nenhum homicídio intramuros, resultado este que reafirma a aplicação de boas práticas na atual gestão de governo”, acrescenta o comunicado.
Outra medida destacada pelo governo do Maranhão foi a inserção de 1,4 mil presos em cursos e oficinas de preparação para o mercado de trabalho, além da reforma do Complexo de Pedrinhas e a abertura de novas vagas no sistema prisional no interior do estado. “Até o momento, já foram abertas 924 novas vagas no sistema prisional maranhense com a entrega dos presídios de Balsas, Açailândia, Imperatriz e Pinheiro. Outras 880 serão entregues em 2016”.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO REPÓRTER DANIEL MELLO/AGÊNCIA BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 
Bandidos assaltam agência dos Correios em Pio XII
Ação criminosa aconteceu na tarde desta terça-feira (1º).
Quantia roubada ainda não divulgada pela a gerência dos Correios.

Dois homens armados assaltaram na tarde desta terça-feira (1º) a agência dos Correios do município de Pio XII, a 270 km de São Luís. Segundo informações do sargento Fernando Costa Silva, da Polícia Militar de Pio XII, a ação criminosa aconteceu meia hora antes do fim do expediente.

“Segundo informes do vigilante dos Correios, um elemento teria entrado na agência meia hora antes do fim do expediente e anunciou o assalto. Do lado de fora um outro elemento permaneceu na porta dando apoio ao seu comparsa”, relatou o militar.

Secretário de Segurança Pública do Estado, Jeferson Portela 
Ainda conforme o sargento, durante o assalto cerca de 10 pessoas, entre funcionários e clientes, ficaram presas no banheiro da agência. Nenhuma das vítimas foi ferida. “Eles deixaram umas dez pessoas presas dentro do banheiro enquanto realizavam o assalto. Apesar do armamento eles não atiraram em ninguém”.

Após o assalto, os criminosos se juntaram a mais dois bandidos e fugiram levando uma quantia em dinheiro ainda não informada pela a gerência da agência dos Correios de Pio XII.

O sargento Fernando Costa Silva disse que um inquérito será aberto na delegacia da cidade com o intuito de elucidar o caso. “O delegado vai abrir a investigação com base nas imagens registradas no circuito interno da agência. O gerente e o vigilante também serão ouvidos durante a investigação”, finaliza.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB