segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016
Presidente do Moto Club sofre infarto e é internado em hospital particular

As primeiras informações dão conta de que Hans Nina não corre risco de morte, mas precisa ficar internado em observação. O estado de saúde do presidente é estável

O presidente do Moto Club Hans Nina sofreu um princípio de infarto na noite desta segunda-feira em sua residência e foi levado para um hospital particular em São Luís.

As primeiras informações dão conta de que Hans Nina não corre risco de morte, mas precisa ficar internado em observação
As primeiras informações dão conta de que Hans Nina não corre risco de morte, mas precisa ficar internado em observação. O estado de saúde do presidente é estável. 

Hans Nina foi diretor de marketing do Moto Club, e eleito no ano passado o presidente do clube para os próximos dois anos.


Aguarde mais informações. 
A medicina brasileira precisa reagir

Por Vicente Telles
A medicina brasileira precisa reagir à descredibilidade que a justiça do Maranhão está lhe tratando. Laudo do IML diz que o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves não é culpado e a Justiça diz que sim. Por que a Justiça está desmoralizando a Medicina do Maranhão? Se o exame do IML não tem nenhum valor para que a exigência do mesmo?! Macacos me mordam... Ai tem caroço nesse angu!

Por que a Justiça não quebra o sigilo bancário e telefônico, desta jovem de 18 anos (maior) que se diz estuprada pelo prefeito Ribamar Alves?! Ai se descobre tudo e acaba com essa novela que mais parece uma armação politica ou de outros interesses.

Só para frisar, já tivemos vários casos de armação que até um leigo pode ver isto. Lembram-se do caso do japonês e esposa de São Paulo que por inveja tiveram a sua escola e vida destruídas?! Temos um rosário de casos deste tipo. Vamos parar e pensar! Existem algumas jovens que propagam seu corpo, a prova disto está no facebook, elas se mostrando seminuas. Essas meninas não estão preocupadas com outra coisa e sim com a propagação do seu corpo de forma constrangedora e extremamente erótica para atrair homens, a forma sedutora é tão apimentada que até quem não gosta de mulher se sente seduzido. Falando em armação, só outra coisa, por que será que ela foi ao encontro do prefeito Ribamar com calcinha erótica?! ‘Ou Jesus não me ama ou eu não entendo nada do riscado’.

Ministro relator, a sua experiência nada lhe diz?! A suposta omissão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) também está cheirando mal. Vamos acabar com a pilantragem e vamos levar o país a sério, vamos pensar diferente, pensar nos nossos filhos, netos e num mundo melhor senhores donos das leis. O Brasil todo sabe que vivemos e vemos armação pra todo lado. No dia que o brasileiro deixar de ser plateia e eleitor e se tornar ‘povo’ mudará tudo no peito e na raça! Aos armadores e sugadores do sangue e suor do povo, falo dos sugadores dos três poderes e outros paralelos, que todos serão vitimas de doenças incuráveis-que até os levarão deste plano-, causadas pela sua própria armação. É hora de acordar.


Vicente Telles é maranhense, natural de Santa Inês. Cantor e artista brasileiro, mora atualmente no Rio de Janeiro.  

Alheia à crise na Rádio Capital, filha de Roberto Rocha curtiu cruzeiro na América do Sul

POR LEANDRO MIRANDA
A bela advogada Amanda Rocha não parece nem um pouco abalada com a crise financeira que atinge a Rádio Capital.
Depois de ter a luz cortada e a transmissão interrompida, a emissora do senador Roberto Rocha (PSB) foi denunciada na semana passada ao Ministério Público do Trabalho por atrasos no pagamento de funcionários.
AoND_9N8EO-RZHFGd3a2rE3sJPk8NrDnH_YFD63jOCY6-600x601
A bela advogada Amanda Rocha(foto) não parece nem um pouco abalada com a crise financeira que atinge a Rádio Capital
Enquanto isso, a administradora da emissora AM curtiu, há algumas semanas, um cruzeiro de luxo pelos países da América do Sul.
Nas fotos públicas postadas no Instagram, Amanda Rocha aparece sorridente e tranquila, e compartilha a experiência em países como Uruguai e Argentina, alheia aos problemas empresariais de sua família.

Acusados de emboscada à equipe da TV Globo serão julgados em Brejo

O caso aconteceu em 2014, em Anapurus. Na ocasião, equipamentos dos repórteres foram roubados. O julgamento acontecerá nesta terça-feira (16)


Na manhã desta terça-feira (16), por volta das 15h, acontecerá a audiência, na Comarca de Brejo, que julgará os acusados de armarem uma emboscada para roubarem as câmeras dos dois repórteres da Rede Globo de Televisão, do Programa Fantástico em 2014, na cidade de Anapurus. Na ocasião, os jornalistas estavam produzindo uma reportagem investigativa sobre desvio de verbas públicas no município.
IMG-20160215-WA0006

Durante a audiência serão interrogados o policial militar Raimundo Silva Monteles “Tata”; secretário de Assistência Social, Manoel Francisco Monteles Neto “Zominha”; secretário de Finanças, Jairo Lisboa de Sousa, “Jairinho”; Agnaldo Henrique Alves “Risca faca”. Todos respondem Ação Penal por suposta prática de crime de roubo majorado.

Entenda o caso
Os repórteres Eduardo Faustini e Luiz Cláudio Azevedo que investigavam denúncias de desvio de dinheiro público e a existência de um grande esquema de “obras fantasmas” e “empresas laranja”, que movimentavam mais de R$ 30 milhões nos municípios vizinhos de Mata Roma e Anapurus, foram surpreendidos no início da tarde de quinta-feira, 17 de julho de 2014, em uma churrascaria, onde almoçavam, na cidade de Anapurus, por ladrões que roubaram a câmara da equipe e em seguida fugiram em veículos.
Os quatro indiciados foram presos dias depois por suposta participação no crime e posteriormente soltos através de uma Habeas Corpus concedido pela Juíza Titular da comarca de Brejo, juíza Maria Conceição Privado Rêgo. O processo desde então tramita na Comarca de Brejo sobre o comando da magistrada.
Segundo testemunhas do crime que teriam identificado os acusados relataram: “Eles são envolvidos com política. Trabalham na prefeitura. São lá de dentro”.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO NETO FERREIRA
Filho do saudoso prefeito Jota Câmara, Roberto trabalha atualmente pelo fortalecimento do grupo politico do pai na cidade balneária
Ele vem se afirmando como o único pré-candidato a Prefeito capaz de congregar os demais companheiros de segmento rumo à unidade das oposições.  

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE
atallaia.baluarte@hotmail.com

Filho do saudoso prefeito Jota Câmara, Roberto Câmara, pré-candidato a Prefeito de Ribamar nestas eleições pelo PPL, vem se afirmando como o único nome a reunir os demais pré-candidatos da oposição rumo ao projeto de unidade das vozes oposicionistas a fazer frente ao candidato do Governo municipal em outubro.

A constatação se deve à presença de Câmara em Ribamar, destoante das dos demais postulantes ao Executivo como Júlio Matos (PMDB) e Arnaldo Colaço (PSB) em quesitos como agregação, humildade e envolvimento. O político goza de grande aceitação junto à juventude ribamarense, para se ter exemplo.

Pesquisas ainda não divulgadas a que ANB Online teve acesso com exclusividade, mostram o quadro do PPL em visível crescimento diante de seus pares. Em contato com a nossa reportagem, Roberto Câmara, justificou o fato.

Roberto Câmara em companhia da deputada federal Elisiane Gama em visita a bairro de São José de Ribamar: fortalecimento do grupo Câmara na cidade em discurso de unidade
‘’ Sou amigo de todas as pessoas de Ribamar, sem exceção e sem fazer concessões, temos um grupo consolidado na cidade e a cada dia venho lutando para fortalecer ainda mais o grupo Câmara em Ribamar, na humildade e na certeza de que daremos continuidade ao trabalho iniciado por meu pai, prefeito que foi por três ocasiões deste município’’, frisou.

Nos últimos dois meses, as movimentações em torno do pleito de 2016 na cidade balneária se acirraram no seio da oposição que ainda apara arestas quanto à concretização da possibilidade da unidade. Tanto Colaço quanto Matos pregam candidaturas próprias. Já Jota Pinto (PEN), Marco Aurélio Ferreira (PPS) e o próprio Roberto Câmara são favoráveis a união de todos os pré-candidatos oposicionistas para escolha de um nome de consenso.


‘’ A única dificuldade seria em relação a alguns candidatos que não abrem mão de suas vaidades em favor de São José de Ribamar e desta forma preferem medir forças uns com os outros ao invés de advogarem pelo consenso. Estou sendo procurado para propor esta articulação, mas admito que não será nada fácil em face dos interesses pessoais e até politiqueiros de alguns’’, explicou Câmara. 

Dilma estaria aberta a rediscutir exploração do pré-sal, diz jornal

A presidente Dilma Rousseff estaria aberta a rediscutir o papel da Petrobras na exploração de petróleo da camada pré-sal. A afirmação é do jornal Valor Econômico. De acordo com a reportagem, a presidente concordaria emfazer mudanças, desde que a empresa mantenha o direitode preferência nos próximos leilões. 
O Valor destaca que a mudança na posição de Dilma ocorre no momento em que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou que colocará em votação, neste semestre, projeto do senador José Serra (PSDB-SP) que acaba com o monopólio da Petrobras como operadora do pré-sal 
Atualmente, a estatal é legalmente a única operadora e deve ter obrigatoriamente participação de pelo menos 30% nos consórcios. O Valor destaca que a mudança na posição de Dilma ocorre no momento em que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou que colocará em votação, neste semestre, projeto do senador José Serra (PSDB-SP) que acaba com o monopólio da Petrobras como operadora do pré-sal. 
A reportagem cita uma fonte credenciada do governo, que teria afirmado que não se está falando em "abrir a porteira". De acordo com o jornal, Dilma não admitiria que a Petrobras sofra nenhum prejuízo. A fonte teria acrescentado que a mudança nas normas pretende melhorar o ambiente de negócios, uma vez que a estatal, pressionada pelos escândalos apurados na Operação Lava-Jato e pela acentuada queda no preço do petróleo, tem cortado drasticamente seus investimentos. 
AS INFORMAÇÕES SÃO DO JORNAL DO BRASIL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Vice vai ser empossado após prisão de prefeito acusado de estupro
No sábado (13), completou 15 dias que prefeito está preso em Pedrinhas.
Ribamar Alves foi detido por estupro de estudante de 18 anos; ele nega.

No último sábado (13), completou 15 dias que o prefeito de Santa Inês (MA), Ribamar Alves (PSB) está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Em cumprimento ao que determina a Constituição Federal, nesta segunda-feira (15) pela manhã o vice-prefeito, Edinaldo Alves Lima (PT), vai ser empossado, e deve assumir provisoriamente o comando da cidade. O vice-prefeito se reuniu no fim de semana com advogados e vereadores da cidade e apenas aguardava os prazos legais.

Vice é empossado após prisão de prefeito preso acusado de estupro em Santa Inês (MA) (Foto: Hudson Braz / TV Mirante)
Vice é empossado após prisão de prefeito preso acusado de estupro 
Na sessão desta segunda-feira, o prefeito enviou pedido de licença de 30 dias para ausentar-se do Executivo municipal alegando ‘motivo de força maior, que o impede de estar presente’. Os vereadores ainda votam se vão conceder a licença ao prefeito ou não.
O clima na cidade era de expectativa, já que além de empossar o vice, os vereadores decidem nesta segunda-feira se o prefeito preso perde ou não, definitivamente, o mandato. A decisão deve ser votada até o início da tarde.

População pede saída do prefeito de Santa Inês (MA), Ribamar Alves, do poder (Foto: Hudson Braz / TV Mirante)
População pede saída do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, do poder 
A defesa de Ribamar Alves já impetrou 10 pedidos de habeas corpus. Todos eles foram negados. Na tentativa de se livrar da prisão e de salvar o mandato, o prefeito até trocou de advogado. Saiu Ronaldo Ribeiro e assumiu a causa Luiz Freitas Sabóia.

A Associação Comercial de Santa Inês havia pedido à Câmara Municipal que afaste definitivamente do cargo o prefeito Ribamar Alves. A entidade considera que diante do afastamento sem licença prévia da Câmara, o prefeito encontra-se impedido de exercer suas funções constitucionais. No pedido, a associação disse ainda que o prefeito tem precedido de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo.

O prefeito está detido no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde 29 de janeiro, depois que Alves foi preso em flagrante pelo estupro de uma estudante de 18 anos. No pedido feito nesse fim de semana, a defesa do prefeito alega que os argumentos utilizados ‘não são apoiados em fatos concretos, mas em ilações abstratas’. O prefeito nega a acusação e diz que a relação sexual aconteceu com a permissão da jovem.

Derrotas na Justiça

Dias após após sofrer uma derrota no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a defesa do prefeito de Santa Inês (MA) – cidade localizada a 250 km de distância de São Luís, no oeste do Maranhão –, José de Ribamar Costa Alves (PSB) teve outro pedido de habeas corpus negado, desta vez no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), em 2º Grau. O pedido do advogado Raimundo Nonato Sousa Araújo foi negado durante o plantão judicial do fim de semana de Carnaval pelo relator plantonista, desembargador José de Ribamar Castro.

Policiais militares e civiis acompanharam sessão da Câmara Municipal de Santa Inês (MA) (Foto: Hudson Braz / TV Mirante)
Policiais militares e civis reforçaram segurança na sessão da Câmara
“Analisando os autos, verifico que não assiste razão ao impetrante, isto porque a decisão proferida pela autoridade apontada como coatora está devidamente fundamentada, baseando-se em elementos concretos colhidos no bojo do Inquérito Policial nº. 3.992/2016, justificando, portanto, a manutenção da prisão. Nesse contexto, não há dúvida de estar justificada suficientemente a necessidade de manutenção da prisão.”, diz trecho da decisão do desembargador, disponível no JurisConsult – sistema on-line de consultas públicas do TJ-MA.

Segunda derrota em uma semana


“Destaque-se que a jurisprudência pátria é assente no sentido de que, nos delitos de natureza sexual, por frequentemente não deixarem vestígios, a palavra da vítima tem valor diferenciado”,sustenta o ministro na decisão publicada no dia 5 de fevereiro.

Ministério Público

No dia 4, a procuradora-geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, manifestou-se pelo indeferimento do pedido de reconsideração da prisão preventiva feito pela defesa do prefeito de Santa Inês. Para o Ministério Público do Maranhão (MP-MA), a reconsideração não deve ser aceita, uma vez que, "além da palavra da vítima e das provas periciais que a confirmam, existem depoimentos de testemunhas que corroboram a versão apresentada pela autoridade policial".
Segundo as provas dos autos do processo, a conjunção carnal se deu porque o investigado, fazendo uso de violência e de coação moral, constrangeu a vítima. Em seu depoimento, a jovem afirmou que durante o ato ficou com medo do investigado, dado o seu porte físico e a sua condição de maior autoridade municipal.

Ordem pública

Ao indicar a garantia da ordem pública como argumento para defender a manutenção da prisão preventiva, a procuradora-geral de justiça destaca que as condutas imputadas ao prefeito de Santa Inês "chocaram a sociedade, deixando-a atônita, receosa de que outros episódios possam se repetir".
Conforme o entendimento do Ministério Público, a manutenção da prisão cautelar se justifica pelo fato de que a posição de mandatário municipal do acusado poderia causar "forte influência sobre o ânimo da vítima e das testemunhas", caso fosse colocado em liberdade prematuramente.

Prisão

Ribamar Alves foi preso em flagrante, na sexta-feira (29), pelo estupro de uma jovem de 18 anos. Segundo a polícia, a vítima, que é natural do Paraná, é missionária da Igreja Adventista e trabalha como colportora (jovens que vendem livros para pagar os estudos).
Segundo o delegado Rafael Reis, a vítima afirmou, em depoimento, que o crime aconteceu entre 21h e 23h de quinta-feira (28). O prefeito teria convidado a jovem para a casa dele afirmando que compraria os livros que estavam à venda.

Após chegar à casa, ela aceitou sair no carro dele e conta que o prefeito teria entrado em um motel sem se identificar na entrada, onde a levou para o quarto e praticou o crime. A vítima afirmou que deixou claro que não queria fazer sexo e chorou durante todo o ato.
Após sair do motel, a jovem seguiu direto para a delegacia, onde denunciou o crime, acrescentando que o homem já havia entrado em contato com ela pelo celular. Segundo o delegado, a vítima está extremamente abalada.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1

EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB