segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Registrado nove mortes violentas entre sexta e sábado

Entre a sexta e o sábado foram nove assassinatos, sendo oito a tiros, um a facadas e outro por espancamento

O carnaval começou na última sexta-feira, 5 e a violência na Grande Ilha de São Luís também. 


Jeferson Portela, secretário de Sergurança Pública do Estado 
Entre a sexta e o sábado foram nove assassinatos, sendo oito a tiros, um a facadas e outro por espancamento. 

SEXTA 

O primeiro caso da folia de Momo foi na Vila Kiola, São José de Ribamar, onde Ricardo Silva de Lima, de 31 anos, morreu a tiros. Depois dele, foram assassinados Bernardo Pereira da Silva, de 60 anos, na Vila Brasil, uma pessoa ainda não identificada, no São Raimundo, e Luís Carlos Elias Damous, de 63 anos, na Coreia. 

SÁBADO

No sábado, 6, foram mais cinco. O primeiro foi o corpo de João Luís Barbosa Pereira. Ele foi vítima de arma de fogo, no bairro da Janaína. O segundo foi um homem, ainda não identificado, que morreu no Hospital Dr. Clementino Moura (Socorrão II), após ser esfaqueado. A terceira vítima que morreu no hospital foi Itemilton Santos Samuel, 23 anos. O jovem foi vítima de arma de fogo e ainda chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Luizão, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Também deu entrada no IML o corpo de Jearvison dos Santos Ramos, 21 anos, que morreu em um hospital de São José de Ribamar, após ser baleado. Outra vítima de arma de fogo que deu entrada no IML de São Luís foi Geison Oliveira de Moraes, 38 anos. Ele foi ferido na cidade de Rosário e encaminhado para a capital.


AS INFORMAÇÕES SÃO DE O IMPARCIAL
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
Com salários em atraso, funcionários da Rádio Capital AM deflagram greve 

Os funcionários da Rádio Capital AM, de propriedade do senador Roberto Rocha (PSB), resolveram deflagrar greve por tempo indeterminado por falta de pagamento de salários. Com isso, a emissora silenciou em pleno carnaval. 

A situação de penúria já vem se arrastando há alguns meses, sem que a direção apresente alguma solução para o problema ou mesmo alguma satisfação convincente.

Pelas informações que chegaram ao blog, a diretora Amanda Rocha, filha do senador, não aparece mais no escritório da emissora. Estaria administrando por telefone, passando determinação a uma auxiliar, temendo encarar os funcionários. Em outros momentos de paralisação, a diretora sempre alegava que a rádio não estaria conseguindo receber verbas publicitárias do governo do Estado e da Prefeitura. Uma espécie de desculpa para não pagar o pessoal.

CALOTEIRO DE MARCA MAIOR Roberto Rocha é mau pagador
Os únicos que têm vínculo empregatício com a emissora são os operadores de áudio. Os locutores não têm remuneração. São arrendatários (pagam pelo arrendamento de horário) ou têm algum acordo de parceria. Portanto, a rádio tem um custo baixo com pessoal. 
Além de salários em atraso, os funcionários reclamam da falta de depósitos do FGTS. Alguns, quando saem de férias, não recebem o valor correspondente, nem mesmo depois que retornam ao trabalho. Haveria atrasos, ainda, no pagamento do INSS.

Dentre as irregularidades estaria, ainda, a falta de assinatura de carteira dos operadores de transmissor. Um deles foi assassinado a tiros quando estava de serviço. Há muito tempo, ele vinha reclamando da falta de segurança no local, mas a direção não tomou providências. Até hoje não se tem notícias de que a família do operador, que também trabalhava sem garantias trabalhistas, conseguiu receber algum tipo de indenização.

Pelo visto, são muitas as irregularidades trabalhistas na emissora do senador, que já foram relatadas em outras postagens, aqui no blog. Já está passando da hora de o Sindicato dos Radialistas acionar a Justiça do Trabalho para uma fiscalização rigorosa nessa situação relatada abertamente por funcionários. Independentemente de uma iniciativa do sindicato,  esses funcionários já deveriam ter recorrido ao Ministério Público do Trabalho.

Enquanto a família do senador curte um carnaval farto, com muita alegria e descontração, os funcionários da Capital AM estão na pindaíba, abandonados à própria sorte.


Até quando, senador?

AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO GILBERTO
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE
O JARDIM TROPICAL EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR VIVE EM ESTADO DE TOTAL ABANDONO 
O Jardim Tropical em São José de Ribamar é um bairro como muitos do município que se encontra em estado de total abandono. Vários moradores entraram em contato com a equipe do site Ribamar Online para reclamar, primeiramente, sobre a quantidade enorme de buracos que existem em quase todas as ruas da localidade. 
O bairro Jardim Tropical em São José de Ribamar é um bairro como muitos do município que se encontra em estado de total abandono

Existem ruas que têm tantos buracos que a prefeitura em vez de tapá-los, teria que recapear toda via pública, principalmente na Paraíso, a principal avenida do bairro.
Existem ruas que têm tantos buracos que a prefeitura em vez de tapá-los, teria que recapear toda via pública, principalmente na Paraíso, a principal avenida do bairro
A segunda reclamação é referente às ruas estarem cheias de matos.
O pedido dos moradores é para que a prefeitura mande tapar buracos no asfalto e efetuar limpeza e capina no Jardim Tropical
''O pedido dos moradores é para que a prefeitura mande tapar buracos no asfalto e efetuar limpeza e capina no Jardim Tropical, que, infelizmente encontra-se abandonado pelo Poder Público Municipal'', lamenta um morador.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO SITE RIBAMAR ONLINE

França restringe doações de sangue de pessoas de zonas afetadas pelo Zika

A França restringiu as doações de sangue de pessoas que viajaram para áreas afetadas pelo vírus Zika, anunciou neste domingo (7) a ministra da Saúde, Marisol Touraine. A ministra disse que as pessoas que queiram fazer doações de sangue na França e que tenham viajado para regiões onde o vírus "tem expressão epidêmica" terão que esperar 28 dias para poder fazer a coleta.
Já o sangue recolhido nos territórios franceses das Caraíbas - Guayana, Martinica e Guadalupe – estará sujeito a testes para constatar a presença do vírus.
A ministra da Saúde francesa aconselhou as mulheres grávidas a evitar, "se puderem", viajar para as regiões da América Central e do Sul. Em relação às grávidas das regiões francesas na América, a ministra recomendou o controle médico permanente, e disse que o país está disponibilizando testes, pagos pela Segurança Social, para identificarem mulheres contaminadas.
De acordo com Marisol Touraine, existem atualmente 18 casos de Zika registrados na França, todos importados
De acordo com Marisol Touraine, existem atualmente 18 casos de Zika registrados na França, todos importados.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) já tinha considerado "adequado" restringir as doações de sangue de viajantes oriundos de países de risco, para evitar uma eventual propagação do vírus Zika.
Situação de emergência
A OMS declarou no dia 1º situação de emergência em saúde pública de interesse internacional em razão do aumento de casos de infecção pelo vírus Zika identificados em diversos países e de uma possível relação da doença com quadros registrados de malformação congênita e síndromes neurológicas.
A decisão foi tomada após reunião de um comitê de emergência em Genebra, convocado pela entidade na última sexta-feira (29) para tratar do assunto.
Durante coletiva de imprensa, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, destacou que ainda é necessário comprovar cientificamente a ligação entre infecções pelo vírus Zika em gestantes e casos de microcefalia em bebês. As evidências, entretanto, são consideradas fortes pelos especialistas do grupo.
Com Agência Brasil

Habeas corpus é negado a Ribamar Alves, prefeito acusado de estupro

Decisão do ministro Ribeiro Dantas foi publicada na última sexta-feira (5).
MP havia se manifestado pelo indeferimento do pedido de habeas corpus.


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de habeas corpus pedido feito pela defasa do prefeito de Santa Inês (MA), José de Ribamar Costa Alves, conhecido como 'O Taradão de Santa'(PSB). O pedido de nº 348.322/MA foi feito pelo advogado do prefeito, Luiz Freitas Pires de Sabóia, e indeferido pelo ministro Ribeiro Dantas, da 5ª Turma do STJ. O prefeito está detido no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde sexta-feira (29), depois que Alves foi preso em flagrante pelo estupro de uma estudante de 18 anos.
“Destaque-se que a jurisprudência pátria é assente no sentido de que, nos delitos de natureza sexual, por frequentemente não deixarem vestígios, a palavra da vítima tem valor diferenciado”, sustenta o ministro na decisão publicada na última sexta-feira (5).
O prefeito nega a acusação e diz que a relação sexual aconteceu com a permissão da jovem.
Ministério Público
Na quinta-feira (4), a procuradora-geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, manifestou-se pelo indeferimento do pedido de reconsideração da prisão preventiva feito pela defesa do prefeito de Santa Inês. Para o Ministério Público do Maranhão (MP-MA), a reconsideração não deve ser aceita, uma vez que, "além da palavra da vítima e das provas periciais que a confirmam, existem depoimentos de testemunhas que corroboram a versão apresentada pela autoridade policial".
Justiça mantém prefeito acusado de estupro no xilindró.
O Supremo Tribunal de Justiça resolveu manter 'O Taradão de Santa' atrás das grades
Segundo as provas dos autos do processo, a conjunção carnal se deu porque o investigado, fazendo uso de violência e de coação moral, constrangeu a vítima. Em seu depoimento, a jovem afirmou que durante o ato ficou com medo do investigado, dado o seu porte físico e a sua condição de maior autoridade municipal.
Ordem pública
Ao indicar a garantia da ordem pública como argumento para defender a manutenção da prisão preventiva, a procuradora-geral de justiça destaca que as condutas imputadas ao prefeito de Santa Inês "chocaram a sociedade, deixando-a atônita, receosa de que outros episódios possam se repetir".
Conforme o entendimento do Ministério Público, a manutenção da prisão cautelar se justifica pelo fato de que a posição de mandatário municipal do acusado poderia causar "forte influência sobre o ânimo da vítima e das testemunhas", caso fosse colocado em liberdade prematuramente.
Comando da cidade
A Associação Comercial de Santa Inês pediu à Câmara Municipal que afaste definitivamente do cargo o prefeito Ribamar Alves.
A entidade considera que diante do afastamento sem licença prévia da Câmara, o prefeito encontra-se impedido de exercer suas funções constitucionais.
No pedido, a associação diz ainda que o prefeito tem precedido de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo.
O presidente da Câmara Municipal, vereador Orlando Mendes (PDT), disse que o prefeito pode ficar até 15 dias afastado da prefeitura sem precisar de autorização da Câmara.
Prisão
Ribamar Alves foi preso em flagrante, na sexta-feira (29), pelo estupro de uma jovem de 18 anos. Segundo a polícia, a vítima, que é natural do Paraná, é missionária da Igreja Adventista e trabalha como colportora (jovens que vendem livros para pagar os estudos).
Segundo o delegado Rafael Reis, a vítima afirmou, em depoimento, que o crime aconteceu entre 21h e 23h de quinta-feira (28). O prefeito teria convidado a jovem para a casa dele afirmando que compraria os livros que estavam à venda.
Após chegar à casa, ela aceitou sair no carro dele e conta que o prefeito teria entrado em um motel sem se identificar na entrada, onde a levou para o quarto e praticou o crime. A vítima afirmou que deixou claro que não queria fazer sexo e chorou durante todo o ato.
Após sair do motel, a jovem seguiu direto para a delegacia, onde denunciou o crime, acrescentando que o homem já havia entrado em contato com ela pelo celular. Segundo o delegado, a vítima está extremamente abalada.
AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores