segunda-feira, 19 de dezembro de 2016
Aumento de impostos pelo governador mostra que governo ‘deu tiro no pé’. 

POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO 

O governo Flávio Dino fecha 2016 sob a controversa decisão do aumento de impostos sem antes ter pensado nas consequências. Agiu mal: de um lado os maranhenses não esperavam dos comunistas  postura e discurso semelhantes daqueles que pregavam há dois anos em campanha serem o sistema politico famigliar corrupto e excludente, responsável pela injustiça social no estado. O aumento do ICMS  consolida na prática a desigualdade social por atingir diretamente as classes mais pobres do Maranhão que, a bem da verdade, continuam a serem na paisagem as preponderantes.
Resultado de imagem para flavio dino

PAUTA AUTODESTRUTIVA Mostrando falta de habilidade à frente do Governo do Estado, Flávio Dino cria pauta contra si mesmo; maranhenses não vão perdoar.
Na outra margem, Dino acaba por dá à oposição no melhor da expressão ‘de mão beijada’ uma pauta contra o projeto de reeleição do governador que já segue ameaçado. Cada dia mais igual àqueles que criticava e dos quais afirmava destoar, Flávio terá que enfrentar a difícil tarefa de ter se decidido por procedimentos que não eram esperados pelos eleitores de 2014. Os maranhenses estavam convictos de que, diante da crise econômica brasileira, o governo do comunista optaria por enxugar a máquina administrativa (secretarias, autarquias, salários palacianos, regalias e extravagâncias ainda reinantes no seio da governança maranhense), mas deram com os burros n’água. 


Essa falta de inovação, diferença, agenda social pragmática, no melhor das hipóteses conservará fieis partidários do reduto comunista a partir do ano que vem quando começam as articulações para a eleição ao Governo na seara de Flávio, mas o esvaziamento do discurso sofrido , porém ainda mantido de forma ingênua por deputados, assessores e secretários de Dino tende a se diluir por definitivo no ano eleitoral. Em 2018 Flávio Dino será vaiado em alto e bom som se afirmar em palanque que 'tudo é culpa da oligarquia'.

As decisões dele não foram.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB