quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Mulheres de presos protestam contra condições de presídios no Maranhão

Manifestação ocorreu nesta quinta-feira (29) na Avenida Beira Mar.
Pais, mães e filhos dos detentos também estiveram presentes no local.

Um grupo de manifestantes formado por mulheres de detentos do Complexo Penitenciário de Pedrinhas realizaram nesta quinta-feira (29), um protesto na Avenida Beira Mar, em São Luís.

As manifestantes reivindicam melhores condições de infraestrutura aos presos dentro da penitenciária. Elas também pedem que os direitos dos internos como o fim da redução do horário de visitas íntimas e a melhoria em suas alimentações possam ser respeitados.
Manifestantes foram para o Palácio dos Leões, na capital, onde foram ouvidas por representes do governo do MA (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)
Manifestantes foram para o Palácio dos Leões, na capital.
Segundo uma das lideranças do movimento identificada apenas como Jéssica, a ideia da manifestação é obter uma resposta positiva por parte do governo. “Nós vamos conversar para ter alguma resposta positiva porque eles estão lá pagando pelos erros deles e eles não precisam ser tratados que nem animais. Eles não precisam ficar comendo comida podre e nem a redução do horário de visita porque eles são seres humanos. Eles já estão pagando pelos erros deles. Agora nós vamos conversar para saber se nós teremos alguma resposta positiva para as outras meninas”, revelou.

O comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM 1), coronel Pedro Ribeiro, esteve no local e afirmou que duas mulheres da comissão do protesto já foram ouvidas pela a cúpula do governo do Estado e que a missão dos policais foi manter a ordem durante o protesto.

Resultado de imagem para FRANCISCO GONÇALVES
O militante de Facebook Francisco Gonçalves é o titular da pasta de Direitos Humanos do governo Flávio Dino: secretaria que só existe no papel.
"Elas estão desde cedo aqui reivindicando algumas coisas em relação aos internos que estão na penitenciária. Dizendo elas são os seus maridos, os seus parentes e a participação da aqui da Polícia Militar em primeiro momento é só diálogo. Existem muitos idosos, crianças e são pela natureza de ser mulher. Então em primeiro momento é diálogo mesmo, muita dialética na nossa iniciativa. Nós estamos procurando resolver isso”, disse o comandante do CPAM 1.

Além da participação das manifestantes, o protesto também contou com a presença dos pais e filhos dos presidiários.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO G1MA
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE 

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB