quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

É de quase o dobro o número de assaltos a ônibus ocorridos em 2015 na capital maranhense em comparação ao ano anterior.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão – STTREMA divulgou o balanço de assaltos praticados a coletivos que integram o sistema de transporte da capital, ao longo do ano de 2015. Nos últimos 12 meses, 657 crimes do tipo foram registrados nos ônibus que circulam pela grande São Luís.

No comparativo com 2014, houve um crescimento de 291 assaltos em 2015. “É importante frisar que esses números se referem somente a empresas que registraram boletins de ocorrência, relatando os assaltos sofridos. A grande maioria delas não denuncia o crime, por isso o número real de assaltos praticados na grande ilha pode ser ainda maior”, ressalta Isaias Castelo Branco, presidente do sindicato.

Alessandra Alves Rodrigues tinha 21 anos e era natural de Barreirinhas

EM 2015 A enfermeira Alessandrina Alves Rodrigues(foto) de 21 anos voltava para casa quando foi morta durante tentativa de assalto em ônibus

Os meses mais críticos de 2015 foram outubro com 110 assaltos registrados, novembro com 81 crimes do tipo contabilizados e dezembro, com histórico de 94 assaltos. As estatísticas dos últimos meses preocupam o sindicato dos rodoviários, já que a ação cada vez mais audaciosa dos criminosos ameaça tanto os trabalhadores, como usuários do sistema de transporte público da capital maranhense.

“As estatísticas só crescem. O próximo passo é nos reunirmos com a Secretaria de Segurança Pública e discutir novas estratégias para serem colocadas em execução, na tentativa de coibir não só essa prática, mas também reduzir esses índices”, conclui Castelo Branco.

Após a repercussão dos números alarmantes, o governo estadual apressou-se em agendar uma reunião para esta quinta-feira (14) entre o secretário de Segurança Pública, os dirigentes do sindicato dos rodoviários, representantes da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). O encontro acontecerá na sede da Secretaria de Segurança, às 15h.

AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG DO HUGO FREITAS
EDIÇÃO DA AGÊNCIA BALUARTE

Um comentário:

  1. Fernando denuncia a precariedade das condições da saúde nos socorroes e Santa Casa. Meu irmão quebrou uma perna e ficou uns duas internado em uma maca no corredor do Socorrao II e não fez a cirurgia.
    No socorrao, ouvi falar da falta de materiais mais elementar. Sem falar que existe pessoas lá internadas há mais de mês.
    Finalmente ele foi transferido para a Santa Casa, as condições de internação são melhores, mas nada de cirurgia.
    Hoje foram marcadas 7 cirurgia e só se efetivou uma, segundo informações, por falta de materiais. Se quiser mais informações procure Raimundo Cordeiro Muniz na enfermaria 09 ortopedia, leito 40. Desabafo de alguém que está vivendo o drama de ter um mano com a perna quebrada e sem perspectiva...
    Penso que com a situação em que se encontram os hospitais municipais, faltando materiais básicos e fornecedores sem receber, o que dificulta a aquisição de novas remessas, a Prefeitura deveria abdicar de gastar com o carnaval.
    Carnaval parque? Para uns brincarem, beberem, se matarem, ou adoecerem e superlotarem os hospitais? José Arteiro Cordeiro, souleitor assidui do ANB

    ResponderExcluir

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB