segunda-feira, 18 de janeiro de 2016
Governador por mais uma vez mete os pés pelas mãos
Desvalorização da Cultura, pondo-a como setor secundário foi amplamente criticada por artistas maranhenses que expuseram revolta.

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), por mais uma vez ‘meteu os pés pelas mãos’, ao anunciar na manhã dessa segunda-feira(18) através dos blogs do Palácio, a fusão da Secretaria de Cultura com a pasta de Turismo.

A secretaria, que desde o inicio da administração de Dino, já havia acusado o  visível despreparo dos comunistas em relação  à gestão cultural, protagonizou dezenas de escândalos que culminaram com a queda de dois nomeados em menos de 13 meses: Ester Marques e Felipe Camarão.  Assume o lugar de Camarão, o adjunto Diego Galdino. Um estudante de Direito de uma faculdade local.

Resultado de imagem para flavio dino
O governador Flávio Dino: decisão de fundir área essencial/estratégica com  a pasta de Turismo revela a alma do rei: Cultura como setor secundário
Assim que a noticia da exoneração de Camarão foi divulgada, seguida da informação da ''integração'' das pastas, não custou muito para que os artistas do estado iniciassem uma enxovalhada de críticas contrapondo a decisão do governador. As reações foram as mais revoltadas.

''Sou contra a fusão, porque não Planejamento com Fazenda, Educação com Ciência e Tecnologia, faz logo só uma Secretaria de Governo. Cultura e Turismo é sacanagem. Nós somos Artistas. Turismólogo é outra profissão. Hotéis, eventos, logística de transporte, e vender o Estado como um lugar bom para o turista nada tem a ver com Cinema, Teatro, Dança, Literatura, Artesanato, Música. Absurda esta fusão... Quem o terá inspirado a cometer este erro. Pior : servirá de exemplo para gestores municipais'', disparou um cantor maranhense em sua conta numa rede social.

Resultado de imagem para diego galdino
O estudante de Direito, Diego Galdino é o mais novo secretário de Cultura do Maranhão. É mole?
Considerada pela classe artística um disparate que fere a integridade da Cultura enquanto segmento e área essencial/estratégica da Gestão Pública, a decisão de Flávio Dino vai de encontro à esperança dos agentes, produtores culturais e artistas do Maranhão em vê um dia o setor ganhar dignidade à altura de sua real importância.


Flávio mais uma vez se superou: saiu do folclorismo exacerbado dos Sarneys e encerrou a Cultura como área invisível, diletante e menor. Mas isso ele já vinha fazendo.  

31 comentários:

  1. Ao amigo e profissional Diego Galdino só desejo sorte para que se saia bem neste novo desafio, sou conhecedor do trabalho e competência do mesmo, espero que se saia bem. Quanto à fusão das secretarias, vejo que cultura e turismo estão interligados, ambos se agregam para turbinar o potencial de visitação e a divulgação do nosso Estado, mas também concordo que deveriam estar em pastas separadas, cada uma com seus devidos repasses de investimento, ambas tem suas responsabilidades e necessitam serem tratadas de acordo com sua importância, separadas como pastas, mas conexas em busca de um Maranhão cada vez melhor dentro desses segmentos.

    ResponderExcluir
  2. Trágico!!!
    Luis Carlos

    ResponderExcluir
  3. Como vc mesmo diz meu querido desse jeito o boi vai e domir com esse governando desprezando a nossa cultura o boi nao vai guarnice pra fazer bonito
    é a rosario pinheiro do boi de icatu a amiga dos amigos

    ResponderExcluir
  4. Nossa!!!!!!!!!!!!!!!!!! Lamentável isso! Que desprezo para com a cultura!
    Eu sempre disse a exemplo do meu município: "As secretárias de cultura são sempre jogadas para o último cabo eleitoral sem cargo algum. Do tipo 'Está desempregado? Pega a secretária de cultura pra ti'". É vergonhoso morar em um estado de cultura tão rica e singular e ver os incetivos governamentais sucumbido a esta mesma cultura. :/ Triste! Lastimável!

    ResponderExcluir
  5. NÃO SEI DIZER SE ISSO É UM DISPREPARO DO GOVERNADOR OU SE É "PIRRAÇA" AO NOSSO ESTADO! ALGO INEXPLICAVÉL A TOTAL DESRRESPEITO AOS NOSSOS ARTISTAS. AOS QUE ESTÃO A DECADAS NA LUTA E NA ESTRADA, SABENDO E PODENDO RECONHECER AS FALHAS CULTURAIS DO MARANHÃO. O QUE UM ESTUDANTE DE DIREITO, PODERÁ NOS OFERECER DE MELHOR? NÃO POR SUA IDADE. MAS, POR QUE NÃO ESTA A PARTE PROFUNDA DE UM CONHECIMENTO DEVIDO QUE MERECEMOS. TEMOS UMA LINDA CULTURA, DENTRE CARNAVAL A JUNINA, COM NOSSOS, POETAS, ESCRITORES, COMPOSITORES, CANTORES...AQUELES QUE PASSAM O ANO, NA BUSCA DE UM MELHOR. QUE PODE SER EXPLORADA SEM DEMAGOGIAS, DANDO ESPAÇO A TODOS ARTISTAS MARANHENCES. O GOVERNO, ESTA TRATANDO A "cultura" COMO UM ACASO E NÃO COMO CULTURA.

    ResponderExcluir
  6. Esse governador é um inconsequente e irresponsavel,, isso sim meus caros.
    Roberto Xavier de Imperatriz a terra do madeira

    ResponderExcluir
  7. Atalaia , cesar teixeira e joazinho ribeiro não vao dizer nada? Quem te viu quem te ver ne irmao, sinceramente. Ester caiu e essa corja em cima engafinhando a coitada e agora esse ''garoto'' sem o minimo e noção assume secretaria tao importante e eles de bico calado. Esse boi é da lua mesmo so pode. RenatoSantos si

    ResponderExcluir
  8. CONFESSO QUE TORÇO PELO GOVERNO FLAVIO DINO. NÃO VOTEI NELE, POIS ESTAVA EM PORTUGAL, ONDE MORO HÁ UM ANO E MEIO, CURSANDO DOUTORAMENTO EM "ESTUDOS CULTURAIS", NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO. MAS ACABAR COM A SECRETARIA DA CULTURA É UM EQUIVOCO MUITO GRANDE.
    A CULTURA MARANHENSE TEM UMA DIVERSIDADE MUITO GRANDE EM COMPARAÇÃO A DOS OUTROS ESTADOS E COM CERTEZA ELA É A MAIOR REFERENCIA DO NOSSO POVO NA CONJUNTURA DO PAIS. POR FAVOR GOVERNADOR, PENSE BEM NESSA LOUCURA EM QUERER ACABAR COM A SECMA E REVEJA ESSA POSIÇÃO.
    A SECMA TEM MAIS DE 20 EQUIPAMENTOS CULTURAIS IMPORTANTISSIMOS PARA A CADEIA PRODUTIVA DO NOSSO ESTADO. ATRELAR ESSA CADEIA AO TURISMO VAI CRIAR EMBRÓLIOS MUITO GRANDE.
    NA ESTRUTURA DO PAIS HÁ UM MINISTERIO DA CULTURA QUE FOMENTA ESSE SEGMENTO. ACABADR COM ELE À NÍVEL ESTUDAL É ANDAR PRA TRÁS.(EUCLIDES MOREIRA NETO)

    ResponderExcluir
  9. Na verdade, esta fusão mostra que os interesses comerciais (exploração do turismo, lotação dos hotéis, etc.) estão acima dos interesses puramente culturais. A integração das diversas formas de cultura continuarão restritas a ações particulares de donos de bares, boates e restaurantes, sem nenhum apoio logístico do estado.

    ResponderExcluir
  10. Com certeza essa ideia não foi dele, deixar uma secretaria em segundo plano , cadê o ministério publico uma ação civil publica as autoridades competentes , a comissão de cultura da ASSEMBLEIA existe?

    João Alexandre

    ResponderExcluir
  11. Aqui em Ribamar ja houve a sinalização de unificar algumas secretarias, visualizando redução de gastos. Existe o GGI, Gabinete de gestão integrada, originado pelo pacto federativo proposto pela constituição de 1988,priorizando ação cooperativa intergovernamentais abordando as áreas sociais, onde pode ser adaptado para outras áreas tomando como exemplo o que é desenvolvido na área de segurança. Se houver interesse e comprometimento pode dar certo. P.S é so um exemplo simplificado, também temos que ter um entendimento que toda mudança é passível de resistências.

    ResponderExcluir
  12. CONFESSO QUE TORÇO PELO GOVERNO FLAVIO DINO. NÃO VOTEI NELE, POIS ESTAVA EM PORTUGAL, ONDE MORO HÁ UM ANO E MEIO, CURSANDO DOUTORAMENTO EM "ESTUDOS CULTURAIS", NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO. MAS ACABAR COM A SECRETARIA DA CULTURA É UM EQUIVOCO MUITO GRANDE.
    A CULTURA MARANHENSE TEM UMA DIVERSIDADE MUITO GRANDE EM COMPARAÇÃO A DOS OUTROS ESTADOS E COM CERTEZA ELA É A MAIOR REFERENCIA DO NOSSO POVO NA CONJUNTURA DO PAIS. POR FAVOR GOVERNADOR, PENSE BEM NESSA LOUCURA EM QUERER ACABAR COM A SECMA E REVEJA ESSA POSIÇÃO.
    A SECMA TEM MAIS DE 20 EQUIPAMENTOS CULTURAIS IMPORTANTISSIMOS PARA A CADEIA PRODUTIVA DO NOSSO ESTADO. ATRELAR ESSA CADEIA AO TURISMO VAI CRIAR EMBRÓLIOS MUITO GRANDE.
    NA ESTRUTURA DO PAIS HÁ UM MINISTERIO DA CULTURA QUE FOMENTA ESSE SEGMENTO. ACABADR COM ELE À NÍVEL ESTUDAL É ANDAR PRA TRÁS.(EUCLIDES MOREIRA NETO)

    ResponderExcluir
  13. Uma falta de respeito!!!! Flávio dino está terminando de destruir Maranhão

    Adriana

    ResponderExcluir
  14. Espero que tratem a cultura maranhense com muito respeito!

    ResponderExcluir
  15. Espero que tratem a cultura maranhense com muito respeito!

    ResponderExcluir
  16. Espero que tratem a cultura maranhense com muito respeito!

    ResponderExcluir
  17. DESPREPARADOS, INCOMPETENTES E SEM NOÇÃO-O ESTADO DO MARANHÃO TA É AFUNDANDO MEU POVO ESSE TIRA E BOTA EMPUXA ENCOLHE É O QUE MESMO? JANA

    ResponderExcluir
  18. Quando eu vi a euforia dos meus conterrâneos há dois anos pelo Flavio Dino (não sou sarneysista) eu sempre disse que iam dar com os burros nágua. Isso que chamam de esquerda é de uma ignorância sem tamanho. Tudo que eles vomitam é que vão acabar com o capitalismo, com a sociedade burguesa, com os imperialistas americanos. Este é o projeto da esquerda. Uma teoria dos anos 60 que repetem qual papagaios. E não a Educação, a Infra-Estrutura, a Saúde, a Segurança. Fundir, "Fuser", Phoder a nossa paciência com uma propaganda a la Groebels, DIP do Estado Novo por aí, é só o que fazem... Agora botar esta criança pra tomar conta da Cultura do Maranhão numa Secretaria que ficará escondida entre os trens de pouso dos aviões do Turismo é de uma perversidade administrativa que chega à mesquinharia. Será que o governador não é apenas um menino mimado que merece umas palmadas? (isso mesmo, abaixo a lei da palmada que eles da esquerda criaram).

    ResponderExcluir
  19. O governo começa a fazer experiências, tal qual um alquimista que procura uma nova mistura para resolver seus problemas. No entanto, fazer experiências e troca-trocas logo com a cultura, acredito que seja muito complicado, ou está mostrando a real visão que o mesmo tem sobre o assunto.

    Não podemos visualizar a cultura apenas como uma pasta que tem de ser administrada e toda burocracia que isso resulta.
    Temos que ter a cultura na sua real tradução, inclusive apoiando o que já existe e fomentando os novos projetos.

    ResponderExcluir
  20. Eles estao fazendo dessa secma o que bem querem seu Fernando, tratando o publico como privado e ninguem diz nada, essa secretaria ta bagunçada e cheia de politiquice a sarneyzada mandando e desmandando tudo em troca de apoio politico e o ministerio publico calado se correr pra cima ja teve desvio de dinheiro deemaaais e so investigar e agora botaram um aluno pra ser secretario esse moço sabe como se toca um tambor pelo menos!!??! a branca foi que ensinou esse ai a apontar o dedo, ana paula simoes

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pela matéria. Realmente uma pena e um grande retrocesso para a nossa cultura...tão linda e rica.
    Grata por sua atenção- Tania

    ResponderExcluir
  22. Uma das pouquíssimas coisas das quais podemos nos orgulhar, é justamente a nossa cultura... Nenhum outro estado brasileiro tem uma cultura tão rica e diversificada quanto o nosso. Dar a ela o devido valor que tem, é manter viva a memória de um povo! Se tratam com tanto descaso as memórias de quem ajudou a construir parte da história Maranhão, o que esperar dos dias que virão? "Se é que eles virão..."

    ResponderExcluir
  23. Essa decisão é muito absurda de unificar duas áreas, é alguma redução de gastos? . Isso mostra que esse governador( que não tem nada de oposição a oligarquia sarney na verdade são tudo a mesma laia) não tem interesse nenhum em fazer alguma coisa pela cultura maranhense, como sempre fizeram com a musica, por exemplo que colocaram o titulo de MPM ( musica popular maranhense ) a musica feita aqui no Brasil é musica brasileira . secretaria de cultura é atender aos objetivos culturais e o o turismo a suas finalidades , a sua vocação turística, que nem isso eles fazem.

    ResponderExcluir
  24. Submeter a Cultura a uma outra area é uma afronta e total desrespeito ao povo do Maranhão.

    Esse abuso com certeza vai entrar pra história

    Luis Correia, Professor de Artes

    ResponderExcluir
  25. É meu amigo daí pra pior. Tempos sombrios ainda hão de vir isso é só o começo. Esse garoto é filho de quem pra ganhar essa pasta? Será parente de algum juiz?
    Bruna Pinheiro

    ResponderExcluir
  26. Sou de São Paulo, mas como artista, vejo com muita preocupação esse tipo de fusão. O Maranhão é um Estado riquíssimo em diversidade cultural e merecia uma atenção especial do Governo para manter e valorizar essa tradição.
    Marcos Morini
    baterista da banda O Surto.

    ResponderExcluir
  27. A cultura do Maranhão pede SOCORRO...

    ResponderExcluir
  28. Gente quem é esse Diego Galdino,Com certeza foi imposição do mauricinho Felipe Camarão.Cultura é coisa séria,com tanta gente boa nesse estado,o governador nomeia um total desconhecido para chefiar a uma das melhores secretarias do Maranhão.Coitado desse rapaz,Provavelmente irá durar apenas seis meses.Governador pare de fazer cagada.

    ResponderExcluir
  29. Na dança das cadeiras(entra um sai outro/entra e sai danado bote danado nisso!) Flávio mostra total falta de compromisso com a Cultura. Nem eu que trabalhei na campanha esperava isso dele. Osvaldo do Boi de Tajaçuaba, o dentista

    ResponderExcluir
  30. Não tenho palavras para qualificar o objetivo do governo do Maranhão ao Fundir as duas Secretarias ( Cultura e Turismo). Entendo que o turismo cultural seja uma saída para muitos lugares do Brasil, como o município que moro e atuo exatamente como Secretário de Cultura e Turismo, pois entendo as particularidades que fazem aqui ser uma boa estratégia a junção das duas áreas, e no Maranhão ser um péssimo negócio no estágio em que se encontram as duas pastas, ou atividades. A primeira observação trata-se de uma total falta de projeto para o turismo do estado, dessa forma não se pode aportar a cultura nessa área, pois as duas são complexas e dependem de muito ajuste para funcionar. O turismo é indústria e cultura uma manifestação da expressão humana, para que o turismo venda a cultura como deve ser, faz-se necessário um bom planejamento do turismo , o que o Maranhão nunca sequer entendeu, quanto mais tenha se programado para realiza-lo. A cultura sempre navegou pelas alças da mendicância dos recursos destinados a São João e carnaval sem maiores perspectivas. Agora a junção das duas pastas demonstra a total irresponsabilidade e falta de respeito para com as duas pastas, principalmente colocando um garoto inexperiente e de área completamente alheia às questões das duas pastas é dar o atestado de óbito para o que seria a grande chance do Maranhão no mercado do terceiro milênio. Aliás convém ressaltar que a passagem do atual governador pela EMBRATUR, considera-se uma das piores gestões e programas da mesma para o turismo brasileiro no exterior. Lamento que mais uma vez adiamos a entrada do Maranhão no mercado do terceiro milênio. Até quando vamos ter que viver exilados da nossa terra pelo simples fato de sermos artistas que nunca logramos espaço nem êxito em nosso estado? Só tenho a dizer que dessa fusão com esse garoto precoce só se espera um desastre para nossa cultura e pior ainda, para nosso turismo. Digo isso porque sei que o turismo é a industria mais democrática do mundo, mas também pode ser a mais cruel, se não for efetivada uma política de cunho sócio econômico. Basta ver que por essa sequencia de erros, Barreirinhas já tem a maioria dos investimentos de estrangeiros e o Reviver já tem a maioria dos seus prédios em mãos estrangeiras. Que esperar senão o desastre? Lamento muito que um estado tão rico nas duas áreas possa ter um descaso tamanho por parte desse arrogante senhor que está no poder como governador, mas agindo como um rei.
    João Ewerton

    ResponderExcluir

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB