terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Coluna do Fernando Atallaia
Política, Cultura e Realidade no Estado do Maranhão

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR-CHEFE DA AGÊNCIA BALUARTE

Atrasando São João, Secma já convida artistas a novo calote

A Secretaria de Estado da Cultura, cujo titular Felipe Camarão é uma espécie de Ester Marques silenciosa, já começou o novo ‘arrastão’ de músicos que se apresentarão no próximo Carnaval e que, certamente, ficarão a ver navios-como é de praxe-, por meses, sem os cachês pagos. A Secma ainda não pagou o São João passado, para se ter ideia.  

Resultado de imagem para FELIPE CAMARAO
O secretário de Cultura, Felipe: convite a novo calote 
Prática corriqueira nas gestões anteriores, os calotes da Secretaria se institucionalizaram como um procedimento administrativo normal. Os cantores e instrumentistas,  habituais nas promoções de eventos da Secma já sabem: terão que bater à porta da Secretaria como que numa grande cruzada pelo recebimento dos dinheiros. Algo que não acontece quando a Pasta contrata os chamados ‘artistas de fora’, que exigem pagamento adiantado e em dinheiro vivo. A Secma paga.

Enfim, ela aparece: em ‘nota de repúdio’, Secretaria da Mulher tenta esconder papel invisível


A primeira aparição: carro arrombado
As únicas aparições da Secretaria de Estado da Mulher podem ser classificadas como aparvalhadas. A primeira, um viés, deu conta de que a Pasta teve um veiculo arrombado. 

A outra, diz respeito a uma nota de repúdio contra a propaganda de um sexy shop local, onde a Secretaria de forma inconsistente tenta fazer as vezes de protetora da dignidade das mulheres.

A segunda: nota de repúdio contra sexy shop para esconder invisibilidade. É mole?
Na prática, a Secretaria funciona só plano ilusório e no papel. As mulheres maranhenses seguem desassistidas e sem politicas públicas em suas cidades de origem e onde moram. Em abandono generalizado, inclusive.  
    
Violência não dá trégua e São Luís vai de Ilha do Amor a capital do terror

Até onde vai o esforço politiqueiro de se manter um secretário à frente de uma área que escracha e escancara a evidente e visível incompetência do mesmo? A pergunta refere-se à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão-SSP e seu titular Jeferson Portela que já deu provas cabais de que ‘não deu conta do recado’.

Resultado de imagem para jeferson portela
Vencido pela criminalidade, Jeferson, misteriosamente, ainda continua no cargo
São Luís, a extinta Ilha do Amor, agora uma das capitais do terror no Brasil, registra como que em rotina dezenas de assassinatos, latrocínios, roubos, furtos e demais delitos em tempo real. A população assustada, evita sair de casa. Mas, por outro lado, a indiferença com a perda da identidade sociocultural da Ilha que a levou a tornar-se violenta, além da ausência de politicas públicas e de estado, parece elevar secretário, Governo do Maranhão e prefeitura de São Luís a outra dimensão: para Jeferson Portela, Edivaldo Holanda Júnior e Flávio Dino nada estar a acontecer. A população que se dane, corroboram.  

Em São José de Ribamar, desgaste de Gil Cutrim se consolida

Sem dar respostas aos graves problemas que acometem São José de Ribamar de ponta a ponta, o prefeito da cidade, Gil Cutrim(PDT) inconfundivelmente se notabilizou por não se incomodar com a triste realidade que assola o município, da Região das Vilas à Sede.

Resultado de imagem para gil cutrim tocando matraca
Desgaste consolidado, Gil sairá da Prefeitura sem deixar nenhuma obra fundamental 
Uma das cidades que encabeça no Maranhão a lista de mais perigosas e violentas, Ribamar estar como um barco sem rumo no oceano prestes a naufragar. E em definitivo. Nos bairros e comunidades locais, os mais de 200 mil habitantes da terceira maior cidade do estado, pedem socorro e a criminalidade (um dos mais agudos problemas locais na atualidade)avança.

Gil, como é conhecido por bajuladores, cupinchas e cooptados, não conseguiu mostrar o gestor. Faz uma administração apática, indiferente e excludente e até aqui não deixa nenhuma obra fundamental na cidade pela qual poderia ser lembrado.  A população ribamarense o execra nas ruas e redes sociais. E o desgaste? Se faz ouvir em alto e bom som.  Em alto e bom som. 

Holandinha a dez meses da ‘extradição’; prefeito não consegue emplacar na capital abandonada

Há três dimensionais obstáculos que farão Edivaldo Holanda Júnior perder as eleições a dez meses de sua ‘extradição’ inevitável: violência, desemprego e saúde precária.

Resultado de imagem para holandinha sao luis
O prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior: 'tríplice aliança' em seu desfavor 
A tríplice aliança patrocinada pelo prefeito à população de São Luís mostra o ‘amor’ de Edivaldo por seu povo.  Cidade abandonada, a capital vive o pior momento da sua história. E Edivaldo Júnior parece não ter a fórmula para o retorno à antiga Ilha do Amor, das tradições, da cordialidade e da alegria. Não soube equilibrar a ascensão da metrópole ao valor cultural histórico da São Luís de antigamente, ilha dos amores, pacífica e ordeira. O descompasso, gritante, descamba para a total reprovação do prefeito junto ao eleitorado.

Edivaldo, que vem utilizando, atualmente, técnicas pasteurizadas de politicalha ao se aproximar do ludovicense com o apenas interesse em se reeleger, caiu na vala comum. O prefeito não emplaca de ‘jeito maneira’ e a deputada Eliziane Gama já caminha rumo à tomada da cadeira oficial. Sempre à frente nas pesquisas, diga-se de passagem.

Secretaria de Juventude do Governo do Estado parece trabalhar com outra matéria que não a Juventude

Juventude à esmo, perdida, sem referencias de maranhencidade, sem norte, sem absolutamente nada. Assim vem sendo a vida dos milhares de jovens espalhados pelo estado do Maranhão, que ausentes de politicas públicas que não sejam paliativas, caem a cada dia no mundo do crime e na perda total de esperança em dias melhores.

Resultado de imagem para tatiana pereira juventude
A secretária de Juventude de Flávio, Tatiana Pereira(foto) curte um bom close governista. E a Juventude do Maranhão?

O cenário acima citado poderia não ser uma realidade, se a Secretaria de Juventude do Governo, de fato, funcionasse. Não funciona: a titular da Pasta estar muito aquém das reais demandas do setor. Somente na Grande São Luís, aonde o abandono sofrido pelos jovens é ululante, as muitas ausências que se arrastam contribuem para o grotesco mosaico de ações criminosas protagonizadas por adolescentes, meninos e meninas. Enquanto isso, Tatiana Pereira e turma posam para as câmeras governistas em tranquilidade. Pasmem: Ela ainda continua no cargo.

Em Paço do Lumiar, escândalos de corrupção de Josemar inspiram população a dá-lhe 'pé na bunda’

Não é só o prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro que é alvo constante das ações do Ministério Público por corrupção. A esposa dele, Ivone, também o é. Mas como se não bastassem os fatos, Josemar e secretariado, além de aliados revoltados com o prefeito(leia-se conspiradores) andam pelo município bastante preocupados. E não apenas com a Justiça. O prefeito sabe que as últimas pesquisas apontam sua derrota para a população luminense.

Resultado de imagem para josemar e ivone
FANFARRA DA IMPROBIDADE O prefeito Josemar com Ivone; atolados até o pescoço em corrupção, população de Paço do Lumiar não vê a hora de...
Prometendo dar o troco nas urnas pela decepção sofrida, os eleitores não veem a hora de tirar Josemar do principal acento da Prefeitura. Sentimento que aos moldes do ''Isso é questão de honra'', vai muito além do interesse oportunista de nomes como Domingos Dutra, Bia Tornozelo Venâncio, Inaldo Pereira, Gilberto Aroso, Caetano Jorge, Raimundo Filho e similares. Em paço do Lumiar quem não suporta mais o descaso de Josemar com a cidade é a própria população desassistida do município, que avisa: lançará mão do famoso ‘pé na bunda' em 2016. Agora é aguardar!

Enquadramento de Flávio em Maura revela a alma do rei: centralizador, despótico, arrogante, truculento e politiqueiro. O que mais?

Alguns falam de indelicadeza. Outros tentam até desvirtuar o foco e classificar a postura legitima da prefeita de Poção das Pedras, Maura Jorge, ao querer se pronunciar em seu próprio município, de sarneysista (aliás, expressão ideológica que o maranhense já percebeu ser estratégia palácio-leonina para encobrir erros governistas, dentre outras artimanhas pantanosas). Nenhuma das duas opções. Flávio foi mais. Alcançou o ápice do centralismo e fez politicalha: para não comprometer o seu projeto politico de tornar-se o dono do Maranhão a partir de 2016, proibiu Maura de falar. A razão? Flávio pretende eleger Mauro Jorge, seu auxiliar que é concorrente da prefeita, o próximo gestor daquele município.

Resultado de imagem para flavio e maura jorge
REPETINDO SARNEY Flávio usou prática histórico-despótica para humilhar prefeita; Maura reagiu ao oligarquismo
Dino Flávio ou Flávio Dino(haja vista os muitos misancenes)também se revelou. Educação velada e travestida, o governador soltou de uma vez por todas a natureza insustentável, raivosa, impossível. Foi truculento arrogante e despótico. Ainda que encomendada a defesa do indefensável pelos Meios, Flávio Dino não conseguiu esconder a ninguém a pressa em deflagrar o projeto de consolidação de Poder de seu grupo político no estado. O mesmo que fez José Sarney em relação a Vitorino Freire. Agora reflitam: se Flávio tentou calar a boca de uma prefeita, imagine o que faria com um vendedor de picolé e com as demais gentes simples(...). Por hoje é só, tenham uma ótima continuidade de semana e que Deus nos abençoe a todos!  

Bebê com microcefalia sofre de convulsões no interior do Maranhão

Família aguarda encaminhamento para atendimento com neuropediatra.
Causa da microcefalia no entanto ainda não foi confirmada pelos médicos.


Em São Domingos do Azeitão (MA), na região sul do Maranhão, uma família vive um drama após o diagnóstico de microcefalia de um bebê de pouco mais de um mês de nascido. O médico que o atendeu recomendou que o caso seja acompanhado por um neuropediatra, e enquanto a transferência não é feita, o bebê tem sofrido de convulsões. É o primeiro caso confirmado na cidade, localizada a 620 km da capital maranhense, São Luís.
O pequeno Lucas foi diagnosticado com microcefalia, doença considerada rara em que o bebê nasce com o crânio de tamanho menor que o normal, mas que colocou em alerta as autoridades de Saúde em todo o Nordeste do Brasil, após confirmada sua relação com o Zika vírus.
Secretário de Saúde admite que urgência esbarra na burocracia (Foto: Reprodução / TV Mirante)
Secretário de Saúde admite que urgência esbarra
na burocracia 
A Secretaria de Saúde de São Domingos do Azeitao afirmou que já fez o pedido para o encaminhamento de Lucas, e admite que apesar da urgência, esbarra na burocracia de uma longa fila de espera.
Esta semana, a secretaria só conseguiu marcar a consulta para o dia 9 de dezembro. Já a transferência da mãe e do bebê ainda depende da liberação de verba ou de uma vaga na única ambulância que funciona no município.
“Ele não foi transferido ainda por conta que o Estado não marcou ainda a consulta com o neuropediatra. Não podemos mandar um paciente sem um encaminhamento da marcação do Estado para determinado setor”, explica o secretário de Saúde do município, Alisson Dantas.
Na semana passada, o bebê apresentou quadro de gripe e, agora, sofre com convulsões, já sendo internado por três vezes.
“Sábado ele deu uma crise, ficou igual morto. Desesperada aqui, levamos para o hospital. Aí chegamos lá, ficaram só olhando para ele, dizendo que tinha ficado normal”, relata a mãe da criança, Andréia da Silva.
Família vive drama enquanto não consegue atendimento para bebê (Foto: Reprodução / TV Mirante)
Família vive drama enquanto não consegue atendimento para bebê
O atendimento para ele com um neuropediatra foi solicitado pelo pediatra que atende uma vez por mês no município. No laudo, o medico pede o encaminhamento de urgência e confirma que Lucas nasceu com microcefalia.
A causa de o bebê ter nascido com a microcefalia ainda não foi confirmada pelos médicos, mas a mãe confirma que varias vezes durante a gravidez foi ao hospital com sintomas de dengue.
“Eu senti de febre, muita dor no corpo e muita dor de cabeça. A febre passou e continuou a dor de cabeça, até o dia de eu parir”, diz Andréia.
No Maranhão, já existem 16 casos de microcefalia confirmados. A Secretaria de Saúde de São Domingos do Azeitão afirma que no município existem registros de casos de dengue, mas em nenhum dos casos as pacientes estavam grávidas.
As informações são do G1 MA
Edição da Agência Baluarte

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores